SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito à Segurança Pública, de interesse público envolvendo a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades.

quarta-feira, 22 de junho de 2011

PC-RS PRENDE UM DOS LÍDERES DA FACÇÃO "BALA NA CARA"


Preso um dos líderes da facção Bala na Cara em Porto Alegre. Homem seria responsável pela morte de três jovens em 2010, na Lomba do Pinheiro - CORREIO DO POVO, 22/06/2011 08:40

O líder da quadrilha Bala na Cara no bairro Lomba do Pinheiro, em Porto Alegre, conhecido como Gordo, 36 anos, foi preso nesta quarta-feira pela Delegacia de Homicídios. Ele seria um dos responsáveis pela morte de três jovens em 2010. Entre as vítimas estava um adolescente de 15.

A detenção ocorreu durante operação na zona Leste para desarticular a facção criminosa. Os agentes ainda procuram dois homens que seriam seguranças de Gordo. “Como eles não têm endereço fixo, nossos agentes estão na Lomba do Pinheiro e em possíveis outros paradeiros para que a gente consiga as capturas hoje ou no máximo amanhã”, disse o delegado Arthur Raldi, um dos comandantes da operação.

Conforme a polícia, a investigação contou com informações dos moradores do bairro, onde são cumpridos três mandados de prisão e quatro de busca e apreensão. Participam da operação 25 agentes.

O grupo criminoso é conhecido como Bala na Cara, porque os integrantes costumam matar as vítimas com tiros no rosto. A gangue começou a atuar na Vila Bom Jesus, na zona Norte, e se espalhou para outros pontos da Capital e para a Região Metropolitana. Mais de 40 integrantes já foram presos somente neste ano.
Postar um comentário