SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

segunda-feira, 30 de abril de 2012

A IMPUNIDADE NA PENA

PENA MÁXIMA, por Cláudio Brito, jornalista - ZERO HORA 30/04/2012

Merecia mais repercussão recente decisão do Tribunal do Júri de São Leopoldo, que condenou à pena máxima o autor das mortes de três mulheres, em macabra sequência de execuções, fato ocorrido em 2010. Os julgamentos populares servem como instrumento pedagógico também. Em tempo de impunidade e clamor social ante a criminalidade crescente, uma resposta adequada da Justiça encoraja e estimula nossa reação.

O promotor de Justiça Sérgio Rodrigues, que exerceu a acusação, trabalhou adequadamente as circunstâncias do crime e sustentou o esgotamento da capacidade de punição de nossa lei criminal como única medida possível de ainda significar alguma reparação pelo mal gigantesco que um foragido do regime semiaberto causou. Estavam em jogo temas como a pena de 30 anos para o homicídio, a execução de mulheres, a morte de uma delas diante da filha de 12 anos de idade e um réu visivelmente psicopata.

A comunidade respondeu condenando.

O juiz José Prates Piccoli, ao fixar a pena, deu guarida ao pedido do Ministério Público e à sinalização indignada da sociedade representada pelos jurados. A condenação chegou a 102 anos de prisão, resultado da soma dos homicídios triplamente qualificados e outros crimes praticados na mesma ocasião, como o da indução à participação de um adolescente, sobrinho do réu e seu comparsa na matança. As penas chegaram ao teto possível. Houve quem perguntasse o que isso representaria ante a vedação a que alguém cumpra mais de 30 anos de pena em nosso país.

A lei impede que alguém cumpra mais de 30 anos, mas não proíbe que haja condenações maiores. E chegar a tanto será a certeza do cumprimento das três décadas de reclusão, pois os parâmetros para cálculo dos benefícios da execução penal, como progressão de regime e outros, serão os 102 anos aplicados. Como o homicídio qualificado está no rol da lei dos crimes hediondos, o condenado cogitará o livramento condicional após cumprir dois quintos de sua pena, ou seja, 40 anos. Terá saído antes disso, justamente pelo limite de cumprimento em 30 anos, mas o raro é que terá ficado preso pelo tempo máximo que a legislação autoriza. Certeza de punição, reprovação total, pena máxima. Isso responde à inquietação que os crimes impunes provocam.

domingo, 29 de abril de 2012

IMPUNIDADE EM CITAÇÕES

PARA LEMBRAR OS MALEFÍCIOS DA IMPUNIDADE

CITAÇÕES 1 - Site Quente(acesso 29/04/2012)

"A impunidade gera a audácia dos maus." (Carlos Lacerda)

"A impunidade promove os crimes, e de algum modo os justifica."(Marquês de Maricá)

"A impunidade é a matriz e a geratriz de novos e insensatos acontecimentos e o desmoronamento do que ainda resta de bom na alma humana."(Leon Frejda Szklarowsky)

"A impunidade não salva da pena e castigo merecido; retarda-o para o fazer mais grave pela reincidência e agravação das culpas e crimes subseqüentes." (Marquês de Maricá)

"O maior estímulo para cometer faltas é a esperança de impunidade." (Cícero)

"A impunidade tolerada pressupõe cumplicidade." (Marquês de Maricá)

"O esquecimento é o adubo que nutre a impunidade." (Wesley E. Hayas)

"O sistema de impunidade é também o promotor dos crimes." (Marquês de Maricá)

"O problema fundamental é a impunidade, que criou um tipo de cultura." (Mário Covas)

"Qualquer falta cometida por muitos fica impune." (Lucano)

"O Brasil não é diferente na criminalidade e sim na impunidade." (Antônio Carlos Biscaia)

"A impunidade é segura, quando a cumplicidade é geral."(Marquês de Maricá)




CITAÇÕES 2 - Thomas Cleary (citações taoístas)

"Uma nação perdida não é a que perdeu um governo, mas a que perdeu a lei."

"Os costumes de uma sociedade decadente usam esperteza e a fraude para vestir de luxo o inútil."

"Quando uma sociedade é desordenada, a elite é depravada e não pode ser detida pela lei."

"Uma nação sem justiça perece, mesmo que seja grande."

"Querer governar uma população decadente com leis comuns é como querer cavalgar um cavalo selvagem sem rédeas nem freio."

"Se os governantes são inclinados demais às benevolências, os indignos serão recompensados e os criminosos sairão livres."

IMPUNIDADE: UM JOVEM E SEUS ANTECEDENTES

MAJOR RONIE COIMBRA - http://roniecoimbra.blogspot.com.br/
28 DE ABRIL DE 2012


QUE HORROR. Vejam os antecedentes do jovem de 22 anos preso pela Brigada Militar de Sapucaia do Sul por furto qualificado em residência:

Em 27/04/2012, em torno de 01h30 da madrugada, policiais militares da Brigada Militar de Sapucaia do Sul foram acionados pela Central de Operações para averiguarem uma possível ocorrência de furto qualificado na Rua São Luís, Bairro Centro de Sapucaia do Sul.

No local os policiais flagraram um suspeito que saia de uma residência carregando consigo aparelho de som marca Gradiente e um aparelho de DVD da marca Philips, pelo que foi abordado e identificado - com 22 anos de idade e com antecedentes criminais por:

RECEPTAÇÃO(3X)
FURTO SIMPLES EM RESIDÊNCIA
FURTO DE TELEFONE CELULAR
TRÁFICO DE ENTORPECENTES FURTO QUALIFICADO
APREENSÃO DE OBJETO
VIAS DE FATO(2X)
ROUBO A PEDESTRE
LESÃO CORPORAL(4X)

DIRIGIR SEM HABILITAÇÃO
FURTO SIMPLES (DESCUIDO)
FURTO EM VEÍCULO
POSSE ILEGAL DE ARMA DE FOGO

O suspeito foi preso em flagrante delito por furto qualificado e encaminhado a DPPA Canoas, para a lavratura do auto de prisão em flagrante delito.

CONVENHAMOS, O JOVEM DE 22 ANOS COM TODOS ESTES ANTECENDENTES ESTÁ (E CONTINUARÁ) NAS RUAS. QUE HORROR PARA OS CIDADÃOS DE BEM, POIS PARA OS BANDIDOS É UMA COMÉDIA.

COMENTÁRIO DO BENGOCHEA - É O RETRATO DA IMPUNIDADE NESTE PAÍS. Diz um ditado taoista de que "se os governantes são inclinados demais às benevolências, os indignos serão recompensados e os criminsos sairão livres." O problema disto tudo é onde vai nos levar.

VINGANÇA: PM INVADE HOSPITAL E EXECUTA TRÊS SUSPEITOS DE MATAR SEU IRMÃO

PM invade hospital e mata 3 em Aracaju - ZERO HORA, 29/04/2012

Um policial militar à paisana invadiu o Hospital de Urgência de Sergipe João Alves Filho (Huse), em Aracaju, e matou a tiros três suspeitos de assassinar seu irmão, que também era policial militar.

Os três estavam sendo atendidos no local, o maior hospital público de Sergipe.

COMENTÁRIO DO BENGOCHEA - Não se pode aceitar ações de justiceiros sob qualquer alegação, porém não podemos ficar cego para as causas de uma ação como esta. Já vinhamos alertanto que no Brasil há um estado de desânimo e descrédito para com a justiça diante da impunidade da bandidagem. Com isto, policiais despreparados e pessoas emocionalmente contaminadas pela vingança se descontrolam a partem para atos justiceiros. Além de ser crime, há o perigo do erro matando pessoas inocentes que nada têm a ver com o caso. Há um ditado que diz - "Onde não há justiça, aparecem os bandidos, rebeldes e justiceiros." É o caso. É lamentável, mas este tipo de crime está aumentando no Brasil. As pessoas não estão aguentando as penas risíveis (1/6), a liberdade fácil e as benevolências concedidas aos criminosos.

FUNCIONÁRIO DE BANCO É ASSALTADO

MOSTARDAS. Funcionário de banco é vítima de assalto - zero hora 29/04/2012

Um funcionário do Banrisul de Mostardas, no Sul do Estado, teve a casa invadida na noite de sexta-feira. Quatro criminosos armados teriam arrombado a porta da frente da residência e rendido Valdemar Dias de Souza, 59 anos. O grupo acreditava tratar-se do gerente.

O homem estaria sozinho na moradia – que fica no Centro, a três quadras do banco – quando foi surpreendido. Ele teria reforçado aos assaltantes que não tinha as chaves da agência nem o segredo do cofre. Com a negativa, Souza foi mantido em casa até as 23h, quando acabou forçado a entrar no carro dos bandidos, que começaram a rodar pela cidade e ameaçá-lo de morte.

Depois de espancado, foi deixado no trevo da ERS-030 (Osório-Santo Antônio da Patrulha) com a RST-101 (Osório-Mostardas), mais de 150 quilômetros distante do início da ocorrência, por volta da 1h. Ele estava com a cabeça coberta por uma fronha de travesseiro e com as mãos amarradas. Aos policiais, contou que havia apanhado muito.

A vítima foi socorrida por moradores da localidade de Laranjeiras, em Osório, que ouviram os gritos e avisaram a Brigada Militar. Souza foi encaminhado, consciente, com ferimentos graves no rosto e no corpo para o Hospital São Vicente de Paulo, no município. Conforme a Polícia Civil de Osório, os bandidos levaram a senha pessoal do servidor. Também recolheram pertences de Souza, mas a polícia ainda não tem a listagem do que foi roubado.

O guarda da praça onde fica a agência de Mostardas disse não ter ocorrido nenhuma movimentação fora do normal na agência, nem notado qualquer alteração no prédio. A polícia do município está em alerta. A casa da vítima deve passar por perícia.

NO INTERIOR DO RS, BANDO ARMADO INVADE CASA, ROUBA E TORTURA MORADORA

VILA MARIA. Bandidos invadem casa e torturam moradora. Assalto ocorreu na noite de sexta-feira, em cidade do norte do Estado - LEANDRO BECKER, ZERO HORA 29/04/2012

Uma mulher foi assaltada e torturada por ladrões em Vila Maria, no norte do Estado. Segundo a Brigada Militar, três homens encapuzados, usando luvas e coletes à prova de bala, invadiram a casa da vítima por volta das 22h30min. Em seguida, usaram um aparelho de choque portátil para fazê-la contar onde estava o dinheiro. De acordo com a BM, os ladrões também tinham um rádio comunicador. A polícia informou que eles roubaram um revólver calibre 38, uma espingarda calibre 36, um celular, um notebook e uma aliança, além de levarem uma quantia aproximada de R$ 4 mil em dinheiro e cerca de R$ 300 mil em cheques. A vítima foi amarrada pelos bandidos.

Os policiais militares foram avisados do crime por vizinhos, que ouviram pedidos de socorro vindos do interior da residência. Quando os policiais chegaram ao local, porém, os assaltantes já haviam saído. Eles fugiram em um carro que estava na garagem da casa. O veículo foi encontrado abandonado às margens da rodovia Passo Fundo-Marau (ERS-324), em Marau. A perícia esteve no local para tentar encontrar vestígios que possam identificar os autores do crime.

Achei que eles iam me matar”

Abalada com o assalto, a vítima, que pediu para ter seu nome preservado por motivos de segurança, revelou em entrevista a Zero Hora os detalhes do assalto. Ela contou que foi surpreendida pelos ladrões, que usaram um aparelho que dava choque para torturá-la e fazê-la contar onde estava o dinheiro.

Zero Hora – Como foi o assalto?

Vítima – Eu estava me preparando para fazer palavras cruzadas quando, de repente, eles arrombaram duas portas e entraram na casa. Meu marido estava em viagem e, quando me dei conta, eles já estavam na minha frente. Queriam o cofre e dinheiro. Estavam com colete e coturnos, pareciam policiais.

Zero Hora – Eles lhe torturaram?

Vítima – Eles me amarraram e davam choque. Reviraram tudo e, uma hora depois, fugiram com a caminhonete. Como esqueceram um rádio de comunicação, voltaram pouco tempo depois. Achei que eles iam me matar, mas só pegaram o rádio, me amarraram com mais força e foram embora.

Zero Hora – Como você se sentiu?

Vítima – O susto foi muito grande, fiquei apavorada. Ainda bem que não me bateram nem atiraram em mim. Foi muito triste.

COMENTÁRIO DO BENGOCHEA - Mais um fato triste ocorrido numa cidadezinha pacata do interior do RS. Não quero ser alarmista, mas não posso deixar de registrar mais uma vez a minha indignação para com as leis benevolentes, para com a justiça tolerante e morosa e para com governantes impassíveis diante do crescimento da violência e criminalidade no Brasil. Os instrumentos de prevenção, coação, justiça e cidadania estão em situação de falência, inoperantes diante da impunidade. Com o amparo da leis e inércia das autoridades públicas, a bandidagem está cada vez mais ousada, bem armada e cruel.

sábado, 28 de abril de 2012

CARRO INCINERADO

TRIUNFO - Identidade de trio morto é divulgada. Polícia acredita que crime cometido em Triunfo, quinta-feira, tenha relação com tráfico de drogas - LETÍCIA BARBIERI, ZERO HORA 28/04/2012

A Polícia Civil começa a desvendar o mistério dos três corpos encontrados carbonizados dentro de um carro, em Triunfo, na quinta-feira. O delegado Cleandro Jarczewski divulgou ontem a identidade de um homem de 42 anos e de um casal de irmãos, de 17 anos e 25 anos.

Sem um laudo oficial, o policial afirma que a confirmação é dos próprios familiares. Amulher de João Gonçalves de Oliveira Filho, 42 anos, e um irmão de Daiane Cristiane Castro dos Santos, 17 anos, e de Daniel Castro dos Santos, 25 anos, procuraram a Delegacia de Polícia no mesmo dia do crime. O trio desaparecido estava em um Novo Uno amarelo, com placas de Canoas, como o que foi queimado.

– Ainda falta a confirmação da perícia pelas arcadas dentárias ou DNA. Essa é uma identificação preliminar da família – sublinha o delegado.

A ficha de João leva os policiais a acreditarem em uma relação entre triplo homicídio e tráfico de drogas. E também com Canoas. Com passagens pelo Presídio Central, João era apontado pela polícia como traficante no bairro Mathias Velho. Além de tráfico, já respondeu por roubo, receptação, porte de arma e lesão corporal. Ele estaria saindo com a adolescente que, naquele dia, estava acompanhada do irmão.

– Os irmãos não parecem ter envolvimento. Podem ter entrado de gaiatos. A coisa não era para eles – acredita o delegado.

A relação com o tráfico de drogas leva a Polícia Civil a estreitar a linha de investigação sobre a autoria do crime. Jarczewski prefere não dar detalhes sobre suspeitos para não atrapalhar os trabalhos nos próximos dias. O Departamento Médico Legal (DML) tem 30 dias para preparar o laudo oficial com a identificação das vítimas – e o delegado, os mesmos 30 dias para finalizar o inquérito.

VANINI - VIOLÊNCIA NO NORTE

VANINI - VIOLÊNCIA NO NORTE. Assalto a banco com reféns assusta Vanini - LEANDRO BECKER | Vanini, ZERO OHORA 28/04/2012

A violência chegou antes do asfalto às ruas de Vanini, no norte do Estado. Às 10h25min de ontem, três homens armados com espingardas calibre 12 e um revólver calibre 22 destruíram a tiros a porta de vidro da agência do Sicredi no centro da cidade.

Roubaram uma quantia não divulgada em dinheiro e sequestraram duas reféns, libertadas menos de 10 minutos depois, sem ferimentos.

Os ladrões fugiram em um Gol vermelho. A Polícia Civil investiga o caso, mas ainda não tem suspeitos.

– Seguimos realizando buscas na região e aguardamos o levantamento da perícia para tentar identificar os autores – ressalta Adroaldo Schenkel, delegado da Delegacia Especializada em Furtos, Roubos, Entorpecentes e Capturas (Defrec) de Passo Fundo.

Testemunhas contam que havia cerca de dez pessoas na agência. Dos três invasores, dois estavam encapuzados e armados. Usavam luvas. O outro estava com as mãos ao alto e cara limpa. Era um refém. Foram seis disparos dentro do banco e a ordem: não reagir e entregar todo o dinheiro.

Enquanto um dos ladrões controlava a situação, outro encheu pelo menos duas sacolas de dinheiro. Na fuga, as duas reféns foram levadas no banco traseiro do carro. Foram libertadas na localidade de Nossa Senhora da Saúde.

Os assaltantes abandonaram o veículo a poucos quilômetros de distância. Teriam entrado na mata e desaparecido. O carro só foi encontrado à tarde, sem vestígios. Na agência, restaram várias cápsulas de calibre 22 e calibre 12. E um boné preto entre estilhaços de vidro na porta do banco.

Segundo testemunhas, o refém forçado a entrar na agência contou ter sido assaltado no fim da tarde de quinta-feira, quando saía do trabalho em Nova Araçá, cidade próxima a Vanini. Teria sido mantido refém durante a noite toda. O carro dele foi usado pelos assaltantes no crime.

A investigação confirmou que havia pelo menos mais um homem envolvido no crime. Ele estaria em um Del Rey de cor escura, que poderia ter sido usado, inclusive, para a fuga dos ladrões após abandonarem o Gol no interior de Vanini.

“Eu só queria sair viva dali”. Refém levada pelos assaltantes

Uma das reféns levadas pelos ladrões, que prefere não se identificar, conta que ficou sem reação quando percebeu que era vítima de um assalto:

Zero Hora – O que você lembra do assalto?

Refém – Eu estava no banco, de papo com uma funcionária. De repente, ouvi um barulho de vidro quebrado. Pensei que era um acidente. Mas só depois percebi que era assalto. Corri para baixo da mesa e só pensava que não era a minha hora de morrer.

ZH – E o que aconteceu depois?

Refém – Os ladrões pediram para que a gente se levantasse e fosse para fora. Eu estava na porta quando eles saíram e me levaram junto. Eles nos colocaram no banco atrás.

ZH – Como foi até a libertação?

Refém – Eles não falavam nada, só pediam para que a gente ficasse quieta e não contasse nada para a polícia.

sexta-feira, 27 de abril de 2012

O DIREITO DO MARANHÃO

BEATRIZ FAGUNDES, O SUL
Porto Alegre, Sexta-feira, 27 de Abril de 2012.


Operação Sufoco, na cracolândia, já prendeu 401 pessoas em flagrante, recapturou 103 condenados, internou 478 dependentes químicos, apreendeu 80 quilos de droga e realizou 34.234 abordagens em conjunto com agentes de saúde.

Por maioria de votos, os desembargadores da 1 Câmara de Direito Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo asseguraram a um morador de rua, dependente químico, o direito constitucional de circular livremente, a qualquer hora do dia, sem ser abordado pela PM (Polícia Militar), na cracolândia, região central da capital. O TJ garantiu a "Maranhão" o direito de ir, vir e ficar em locais públicos, não podendo ser abordado e removido contra sua vontade, a não ser por ordem judicial ou em caso de flagrante.

Segundo a PM, na Operação Sufoco, iniciada neste ano na cracolândia, já foram presas 401 pessoas em flagrante, recapturados 103 condenados, internados 478 dependentes químicos, apreendidos 80 quilos de droga e feitas 34.234 abordagens em conjunto com agentes de saúde. De acordo com os defensores Bruno Shimizu e Daniela Skromov de Albuquerque, autores do pedido, o morador chegou a ser abordado três vezes na mesma semana. Maranhão solicitou à defensoria que garantisse seus direitos.

"A defensoria não poderia se furtar a dar o acesso a esse direito", diz a defensora. Para ela, a decisão é "uma vitória emblemática que abre um caminho para outras solicitações. Ela firma um direito básico, que não depende de classe social". No pedido, os defensores relataram ainda humilhações e ameaças dos policiais contra Maranhão, que não possui antecedentes criminais, mandado de prisão em seu nome ou suspeitas de qualquer delito, em especial o tráfico de drogas.

Questionada pela imprensa sobre os relatos de abusos colhidos pela Defensoria Pública, a PM informou que não admite desvio de conduta comportamental de policiais e apura com rigor os casos de excesso. A corporação disse ainda que a operação realizada na cracolândia foi desenvolvida em conjunto com outros órgãos públicos, em uma ação integrada, visando quebrar a estratégia do tráfico de drogas na região. O salvo-conduto, expedido pelos desembargadores, na última segunda-feira, é válido apenas para Maranhão.

Segundo Daniela, a defensoria está atenta para garantir que a ordem seja cumprida. "Isso me preocupa, tenho alguns receios, mas creio que o comando da polícia fará esforço para cumprir a decisão." Pedidos semelhantes podem ser feitos para proteger outros moradores de rua da região, mas deverão ser analisados caso a caso. Quem poderá negar o direito de ir e vir assegurado na Constituição? Ninguém. Cidadão sem antecedentes criminais, gente do bem que, por razões que desconhecemos, hoje desfila diuturnamente em uma das centenas de procissões dantescas de craqueiros escravos da pedra. Livre, leve e solto, sem problemas com a polícia, o mendigo poderá ser um depósito ambulante a serviço dos traficantes. Ou não?

Maranhão poderá dizer não aos mercadores da pedrinha que lhe escraviza? Quem sabe. O que fica é uma detestável sensação de impotência. Uma solução social e humana para um zumbi que perambula na cracolândia, a sociedade civil organizada da pátria mãe gentil não consegue providenciar. Porém, aleluia irmãos, asseguramos um habeas corpus para que esse ?pobre' humano marginalizado por seu vício circule livremente permanecendo apenas encarcerado definitivamente em sua escravidão aos traficantes que devem ter comemorado o documento da egrégia Corte. É impossível argumentar sem perder o que ainda nos resta de civilidade e respeito às instituições.

TRÊS CORPOS INCINERADOS EM CARRO

ZERO HORA, 27/04/2012

TRIUNFO - MORTES MISTERIOSAS. Três corpos incinerados em carro intrigam polícia. Vítimas estavam em Uno deixado em estrada de chão no interior de Triunfo, na Região Carbonífera - EDUARDO TORRES,

Um carro incendiado com três corpos completamente carbonizados no banco de trás. A cena quebrou a tranquilidade da estrada de chão batido que corta a comunidade de Rincão dos Pinheiros, zona rural de Triunfo, na Região Carbonífera, ontem pela manhã, e deu início a um intenso dia de apurações sobre o que até a noite de ontem, para a polícia, era um mistério.

Uma das linhas de investigações dá conta de uma disputa entre traficantes de Canoas.

– Precisamos checar muitas informações e aguardar os resultados da perícia nos corpos. O que podemos afirmar é que se trata de uma execução, e que as vítimas são três adultos – apontou o delegado Cleandro Jarczewski.

Só no começo da noite, depois de ir e voltar ao local do crime e buscar informações sobre a suposta proprietária do veículo – um Novo Uno, amarelo –, os investigadores da DP de Triunfo foram surpreendidos por pessoas que apareceram na delegacia. Elas se apresentavam como parentes de três pessoas desaparecidas de Canoas, supostamente envolvidas com o tráfico de drogas. Tinham certeza de que eram deles os cadáveres, irreconhecíveis.

Os três teriam sido atraídos ao município a 75 quilômetros da Capital para tratar de um suposto negócio. Era provavelmente uma tocaia. O delegado mantém em sigilo as possíveis identidades do trio. Pelo estado em que estavam os corpos, a identificação oficial no Instituto-geral de Perícias (IGP) dependerá das análises nas arcadas dentárias.

Os três estavam sentados no banco traseiro do carro e possivelmente acorrentados. A suspeita é de que eles estivessem mortos quando tiveram os corpos incinerados. Ontem à tarde, moradores da mesma localidade relataram à polícia ter ouvido tiros na quarta-feira à noite, a cerca de dois quilômetros de onde foi encontrado o carro. Manchas de sangue no chão de terra comprovariam o fato.

– Este é um caminho bastante ermo. Quem fez isso certamente conhecia bem a localidade – avaliou o inspetor Antônio Luís Castro.

Por volta das 19h de quarta, um operador de trator notou, com certo estranhamento, o movimento de uma caminhonete preta, em alta velocidade por aquela estrada. Não imaginava, mas poderiam ser os matadores em fuga. É deste ponto que a polícia começa a apurar a autoria do crime.

Uma das poucas peças intactas no veículo incinerado era a placa da frente, que indicava a origem do Novo Uno na cidade de Canoas. A numeração de chassis correspondia. O carro está registrado no nome de uma mulher de 52 anos, comprado em janeiro de 2011.

Conforme testemunhas, porém, o veículo já havia sido negociado no começo deste ano. Ainda assim, a polícia procura a suposta proprietária do Novo Uno.

NOVO HAMBURGO - Morto a tiros

Um homem foi encontrado morto ontem em Novo Hamburgo. Elói Bairros da Silva, 20 anos, foi atingido com oito tiros no peito e um na perna esquerda. A vítima foi encontrada na Rua Eldorado, no bairro Santo Afonso, por volta de 0h50min. No local, a Brigada Militar recolheu 14 cápsulas de pistola calibre 9 milímetros. De acordo com o delegado Enizaldo Plentz, da 4ª Delegacia de Polícia, o crime pode ter ligações com o tráfico de drogas.

CORREIO DO POVO, 27/04/2012

URUGUAIANA - Morta com 14 facadas

Uma mulher foi morta com 14 facadas, no início da madrugada de ontem, em Uruguaiana. Rúbia Francisca Cunha Braz, 36 anos, foi morta por um adolescente, que acabou apreendido, mas não quis revelar o nome do mandante do crime. Segundo a Polícia, as suspeitas recaem sobre o ex-companheiro da vítima. A mulher foi socorrida, mas não resistiu aos ferimentos. Ela deixa cinco filhos.

MAIS TIROS NA DEMOCRACIA

Antônio Carlos Côrtes, Advogado e radialista - ZERO HORA 27/04/2012

“A força que não vence a força não se transforma em direito.” Armando Câmara

O assassinato do jornalista Décio Sá em São Luís do Maranhão alinha o mais recente mártir a tombar na luta para impor novos ventos na ordem constitucional em relação ao livre direito de informar. É o império do crime organizado – ou será que é a sociedade que está desorganizada e banaliza a vida? Em outro episódio recente, a vítima foi a jovem juíza Patrícia Acioli, no Rio de Janeiro. Por aqui, operadores do Direito e comunicadores também sofrem ameaças, mas a cultura da coragem dos habitantes neste paralelo 30, na maioria das vezes, cala e paga para ver. Quem olha a luz de frente às sombras passa ao largo. Tiros na liberdade de imprensa e na Justiça. A liberdade de opinião representa a democracia no sentido mais amplo em nossos valores republicanos.

Entristece-me a banalidade do tratamento da perda da vida e de modo especial a ofensa grave ao sagrado Estado democrático de direito. Entristece-me por igual quando silencia a bala o jornalista que pensa em voz alta baseado em fatos, provas e denúncias. Alguém já afirmou que é preferível Estado desorganizado, mas com imprensa livre, que Estado organizado com imprensa amordaçada. Mas será que o caminho do meio não deve ser perseguido e alcançado? A meta dos humanos é ser e não ter. No artigo “Saudades de Merquior” (1995), Roberto Campos lembrou Getúlio Vargas: “Os ministérios se compõem de dois grupos. Um formado por gente incapaz, e outro por gente capaz de tudo”. O jornalista, radialista que pela palavra expressa o que sua consciência apura, constitui-se no mais amplo exemplo da busca incessante da verdade, ainda que responda com a perda da vida. O bem mais sagrado junto com a liberdade.

A inspiração que move o profissional de comunicação é o livre direito de informar, com exatidão e total imparcialidade, aquilo que vai ao encontro do que interessa ao leitor e ouvinte. Outro gigante que tombou por defender direitos afirmou: “O que mais preocupa não é nem o grito dos corruptos, dos desonestos, dos sem-caráter, dos sem-ética. O que mais preocupa é o silêncio dos bons” (Martin Luther King). Todos os crimes merecem rigorosa investigação, punindo-se os culpados, mas os que atentam contra a democracia e a liberdade de informar afetam o Estado democrático de direito, sem o qual nada é possível se sofrer contaminação. Rezemos para Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil.

quinta-feira, 26 de abril de 2012

A SOCIEDADE COMO VÍTIMA

EDITORIAL ZERO HORA - 26/04/2012

O assassinato do jornalista Décio Sá, 42 anos, na segunda-feira num restaurante de São Luís poderia ser visto como um crime a mais na descontrolada maré de violência que assola as grandes cidades brasileiras. Diariamente, centenas de assassinatos semelhantes, com características de execução, ocorrem em todo o país, despertando pouco mais do que indiferença em boa parte da população. Há, porém, algo de excepcional – e, por isso, digno de nota e reflexão – na morte de Sá. Repórter de política do jornal Estado do Maranhão, pertencente à família do ex-presidente José Sarney (PMDB-AP), esse profissional de imprensa mantinha um blog na internet, o Blog do Décio, no qual publicava textos sobre o cotidiano da política maranhense, incluindo reportagens sobre ações anticorrupção. No dia em que morreu, havia publicado uma postagem sobre o andamento de um processo contra supostos pistoleiros. Some-se a isso o fato de que o assassinato de Sá é o quarto ocorrido este ano no país tendo um jornalista como vítima, segundo levantamento da Associação Nacional de Jornais (ANJ).

A liberdade de opinião é um dos direitos fundamentais assegurados pelo Estado de direito. O Artigo 19 da Constituição brasileira estabelece que ninguém poderá ser molestado por suas opiniões. Cabe à imprensa, como instância constitutiva da esfera pública, informar e acolher as distintas versões dos fatos que dizem respeito a toda a sociedade ou que têm interesse de todos os cidadãos. O principal autor da Constituição americana, Thomas Jefferson, conferia tal importância a esse papel da imprensa, que chegou a proferir uma célebre frase: “Se tivesse que decidir se devemos ter governo sem jornais ou jornais sem governo, eu não vacilaria um instante em preferir o último”. O blog mantido por Sá é uma das peças mais importantes da investigação sobre sua morte, que já mobiliza uma força-tarefa policial no Maranhão. Embora não se possa descartar de antemão nenhuma hipótese em casos como esse, é imperioso atentar para o alcance do trabalho realizado pela vítima, capaz de ferir interesses e desagradar a elementos eventualmente envolvidos em ilícitos.

A vida de jornalistas não é mais valiosa do que a de nenhum cidadão, mas, quando um desses profissionais é vítima de intimidação, violência e assassinato, como tem se tornado frequente no Brasil, o efeito da agressão ultrapassa de forma particular a figura do agredido. É toda a sociedade, no seu direito de ser informada, que morre um pouco quando vê tombar um repórter, especialmente se for dos que se dedicam à investigação de suspeitas contra poderosos. Em março, numa assembleia da Unesco reunida em Paris, o Brasil votou contrariamente à adoção de um plano de proteção a jornalistas sob os auspícios das Nações Unidas. Esse voto, justificado pelo Itamaraty em razão de desconhecimento prévio sobre o texto, é motivo de preocupação para todos aqueles que desejam ver apurados e punidos crimes como o que vitimou Décio Sá.

COMENTÁRIO DO BENGOCHEA - A sociedade sofrerá ainda mais se continuarem os governantes, partidos políticos, magistrados, promotores de justiça, defensores públicos, policiais, associações de servidores, comunidades religiosas, maçonaria, associações de classe, sindicatos, diretorios e grêmios estudantis, entre outros, omissos e sem reação contundente contra a insegurança jurídica, contra a burocracia e descontroles, e contra as estruturas arcaicas e inoperantes que alimentam o corporativismo, a passividade, as benevolências, a corrupção, a impunidade, as improbidades, o descaso institucional, a falta de civismo, a falência da cidadania, o total desrespeito às leis e as mazelas políticas e judiciais que impedem a paz social no Brasil.

COMERCIANTE REAGE E É ASSASSINADO EM ASSALTO

CAXIAS DO SUL. REAÇÃO FATAL. Comerciante é morto em assalto - RÓGER RUFFATO, O PIONEIRO, ZERO HORA 26/04/2012

Diante de familiares, o comerciante Francisco Andreola, 55 anos, foi morto em um assalto na tarde de ontem em Caxias do Sul. Segundo uma testemunha, ele teria reagido depois de ser agredido pelo bandido.

Por volta das 14h, dois homens encapuzados invadiram o Supermercado Nordeste, na Rua Segundo Pistorello, bairro Bela Vista, e anunciaram o assalto. Um terceiro bandido teria ficado do lado de fora. O segurança do mercado, além de funcionários e clientes, foram obrigados a deitar no chão. Um dos assaltantes teria se dirigido aos fundos do comércio onde se encontrava o proprietário.

– O ladrão deu uma coronhada na cabeça do Andreola, que reagiu e deu um soco nele. Em seguida, o bandido disparou – relata uma das testemunhas.

O tiro atingiu o comerciante no lado esquerdo do tórax. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamado, mas quando os socorristas chegaram constataram que a vítima estava morta. Ainda de acordo com testemunhas, os três assaltantes teriam corrido em direção à Rua Pedro Américo e sumiram.

– A pessoa jamais deve reagir, porque as consequências são terríveis. No caso do comerciante, a coronhada que ele levou é o que pode ter desencadeado a reação. Entretanto, o final foi trágico – comentou o delegado titular da Delegacia Especializada de Furtos, Roubos, Entorpecentes e Capturas, Ives Trindade.

O Supermercado Nordeste está no Bela Vista há mais de 25 anos. A mulher de Andreola e os dois filhos do casal trabalham no comércio e presenciaram o crime. Não há informações sobre valores ou produtos levados pelos assaltantes. A Brigada Militar fazia buscas aos criminosos até o início da noite de ontem.

Como agir

- Não tente dialogar ou discutir com os assaltantes. Não os encare diretamente, mas procure memorizar suas características pessoais. Sobretudo não reaja, sua vida não tem preço.

- Mesmo com porte de arma de fogo e curso prático de tiro, não utilize a arma em hipótese alguma.

- Mantenha-se calmo e peça calma ao bandido. Deixe que ele se sinta no controle da situação.

- Obedeça às ordens do ladrão.

- Se tiver de descer do carro, deixe a entrada livre. Como o criminoso tem pressa, dificilmente ele puxará a pessoa para dentro do carro.

- Registre as ocorrências. Sem informações, a polícia terá dificuldades para traçar ações.

- A BM atende pelo telefone 190, e a Polícia Civil, pelo 181.

FUNCIONÁRIO DO MINISTÉRIO DO TRABALHO É EXECUTADO NA FRENTE DA FAMÍLIA

IJUÍ. Homem é executado na frente da família - LETÍCIA COSTA E THIAGO COPETTI, ZERO HORA 26/04/2012

O funcionário público federal Jorge Luiz Furlanetto, 58 anos, foi baleado no início da noite de ontem, no centro de Ijuí, no noroeste do Estado, e morreu pouco tempo depois de dar entrada no Hospital de Caridade. Ele estava acompanhado da mulher e havia ido buscar o filho no cursinho de inglês.

Emocionada, a professora Angélica Endl, 30 anos, que morou 11 anos com a família, conta que, no momento do crime, Arthur, 11 anos, já tinha saído da aula e conversava com os pais, que estavam dentro do veículo. Ele pediu para assistir a uma peça de teatro no Colégio Evangélico Augusto Pestana (Ceap), onde estuda, e, na hora dos tiros, a mãe, Marlise Fátima Weiler Furlanetto, havia se abaixado para pegar dinheiro e dar a ele.

– Ela (Marlise) disse que foi tudo muito rápido. A família está chocada, muito triste, tentando compreender a situação. Ele era como um pai para mim – diz Angélica, que foi acolhida pela família quando se mudou para Ijuí para estudar.

Morte causa comoção na cidade do Noroeste

De acordo com informações da polícia, Furlanetto foi alvejado por um motociclista com quatro disparos. O bandido teria estacionado a moto, caminhado e atirado. O crime aconteceu perto das 18h30min, e, segundo o hospital, Furlanetto morreu às 18h55min.

O ex-prefeito de Ijuí, Valdir Heck, amigo da família, diz que o caso teve muita repercussão na cidade. Funcionário do Ministério do Trabalho, Furlanetto era bastante conhecido.

– Ouvimos falar que teria recebido ameaças nos últimos dias porque fez alguma denúncia contra traficantes, mas não temos uma versão oficial – comenta Heck.

Pai de Arthur e de Maria Augusta, 25 anos, Furlanetto era natural de Nova Prata, na Serra, mas residia há muitos anos na cidade do Noroeste. A 1ª Delegacia da Polícia Civil de Ijuí irá investigar o caso. Ontem à noite, depoimentos apontavam motivos e suspeitos diferentes.

– Pelas características, parece ser execução, mas não se sabe o motivo para que isso acontecesse – afirma a delegada Ana Paula Burille.

COMENTÁRIO DO BENGOCHEA - O Rio Grande do Sul já entrou no segundo nível maior nível indicador de criminalidade com a rotina de execuções na Capital e no Interior do Estado. É consequência das leis benevolentes e de uma justiça tolerante e morosa que vigoram no Brasil e alimentam a impunidade, as táticas mafiosas e a crueldade da bandidagem.

quarta-feira, 25 de abril de 2012

ASSALTANTES INVADEM CHÁCARA DE DELEGADO

SANTIAGO - Assaltantes invadem chácara de delegado - ZERO HORA 25/04/2012

Três assaltantes invadiram a chácara de um delegado da Polícia Civil em Santiago, na região Central. O grupo armado chegou ao local no fim da tarde de segunda-feira, rendeu o irmão do caseiro e levou uma arma calibre 20 do delegado João Carlos Brum Vaz, além de facas. Pelo menos outras duas armas que pertenciam ao caseiro também foram levadas.

– O meu caseiro, que mora no local, encontrou o irmão amarrado e chamou a Brigada Militar, que começou as buscas e conseguiu pegar em flagrante dois adolescentes – comentou o delegado Brum Vaz.

Os suspeitos de 16 e 17 anos foram encontrados pelos policiais militares com quatro facas e quatro armas de fogo saindo de um matagal a cinco quilômetros da propriedade atacada, na localidade São Lucas. Como a área fica próxima a um bairro, a BM fez buscas no caminho mais lógico para a fuga. Outros objetos roubados, como relógio e aparelho de DVD, não foram encontrados. O terceiro participante do assalto conseguiu fugir. Haveria o envolvimento de outro homem, que seria o mandante e saberia a quem pertencia a propriedade assaltada.

– Os detalhes serão esclarecidos ao longo do inquérito – disse o delegado Vladmir Haag, responsável pelo caso.

FLORIANÓPOLIS - Gaúcho é morto após perseguição

O gerente de lotérica porto-alegrense Gustavo Cardona Pires, 31 anos, foi morto a tiros na noite de segunda-feira, no bairro Ingleses, em Florianópolis (SC). Ele teria sido perseguido por uma dupla de moto até perder a direção e colidir o Fox que dirigia no portão de um condomínio residencial. Segundo informações da Polícia Militar, a vítima levou vários tiros. Testemunhas relataram aos policiais que dois homens estavam em uma motocicleta, sacaram armas e dispararam contra Pires. No interior do carro, nenhum vestígio teria sido encontrado para ajudar nas investigações. O corpo será velado hoje em Porto Alegre.

CAMPO BOM - Homem é morto

O corpo de Luis Fernando de Freitas Gonçalves, 34 anos, foi encontrado na manhã de ontem em Campo Bom, no Vale do Sinos. Ele estava caído em uma chácara na Rua Monteiro Lobato, no bairro Prainha. De acordo com a Brigada Militar, o corpo tinha ferimentos na cabeça. Ao lado dele, foi encontrada uma pedra que pode ter sido usada no crime.

TRAMANDAÍ - Flagrantes no Litoral

Seis pessoas foram presas em Tramandaí na madrugada de ontem. A Brigada Militar foi até uma residência próximo ao Terminal Turístico e encontrou quatro homens com dois revólveres, uma pistola de uso restrito e dois coletes à prova de balas. Outras duas pessoas foram presas quando tentavam abrir o cofre de um mercado em Nova Tramandaí.

PORECATU ((PR) Plano frustrado

Policiais civis da região de Sorocaba (SP) e de Porecatu (PR) desarticularam uma quadrilha que planejava assaltar a casa do empresário do cantor Luan Santana, na cidade paranaense. Os criminosos são responsáveis por vários assaltos no interior paulista. O grupo pretendia agir quando o cantor e sua equipe estivessem na mansão.

JORNALISTA EXECUTADO COM ARMA DE USO RESTRITO

JORNALISTA ASSASSINADO. Pistola de uso restrito é usada em execução. Suspeita é de que morte de Décio Sá tenha relação com o trabalho do blogueiro no Maranhão - ZERO HORA 25/04/2012

A Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), o Sindicato dos Jornalistas Profissionais de São Luís (MA) e o Sindicato dos Radialistas do Maranhão lamentaram, em nota conjunta, o assassinato do jornalista Décio Sá, 42 anos, em São Luís (MA). Sá foi morto com seis tiros na noite de segunda-feira, com uma pistola calibre .40, de uso restrito, conforme informou a Secretaria da Segurança Pública do Maranhão.

Na nota divulgada ontem, as instituições pedem a rápida apuração do crime e a punição dos culpados. Elas reivindicam, ainda, que o Congresso Nacional aprove o projeto de lei que federaliza os crimes cometidos contra jornalistas.

O jornalista foi assassinado em um restaurante da Avenida Litorânea, na capital maranhense. Ele tinha chegado sozinho ao estabelecimento, um pouco antes do crime, por volta das 23h30min.

Polícia fará retrato falado para tentar identificar autor

Segundo a polícia, dois homens em uma moto pararam em frente ao restaurante. Um deles desceu em direção ao estabelecimento. O assassino foi ao banheiro e, ao retornar, apontou a arma para Sá, que falava ao celular. Quatro tiros atingiram a cabeça do blogueiro, e dois, o tórax. O atirador, que não escondeu o rosto, fugiu.

A polícia fará um retrato falado do autor do crime. Embora a suspeita de execução seja a mais forte, o delegado Guilherme Filho afirma que nenhuma hipótese é descartada e que o blog mantido pelo jornalista desde 2006 é uma das peças mais importantes da investigação. Uma força tarefa foi formada para investigar o crime.

Além do Blog do Décio, um dos mais acessados no Maranhão, o jornalista era repórter da editoria de política de O Estado do Maranhão, pertencente à família do presidente do Senado, José Sarney. O blog mantido pelo jornalista discutia temas policiais, políticos e cotidianos do Maranhão. Em uma das últimas postagens, na segunda, Sá relatava o andamento de um processo contra supostos pistoleiros.

Conforme a Associação Nacional de Jornais (ANJ), Sá foi o quarto jornalista assassinado no Brasil neste ano.

Sarney diz que crime é “atentado à democracia”

Em nota divulgada ontem, o governo do Maranhão chamou o crime de “ação bárbara e cruel”. Já o presidente do Senado, José Sarney (PMDB), também por meio de nota, chamou o assassinato de atrocidade e “atentado à democracia”.

O senador destacou que o trabalho de reportagem do profissional incomodava muita gente. Ele pediu o engajamento dos jornalistas maranhenses no movimento de pressão pela elucidação do crime. “Para que essa covardia não fique impune, que a polícia identifique os assassinos e a justiça seja feita de forma exemplarmente rigorosa”, concluiu Sarney, em nota.

O corpo do jornalista foi enterrado ontem em São José de Ribamar, na região metropolitana de São Luís. Ele deixou a mulher, grávida de dois meses, e um filho de oito anos. Sá foi correspondente da Folha de São Paulo em São Luís no final dos anos 1990.

terça-feira, 24 de abril de 2012

JORNALISTA E BLOGUEIRO É EXECUTADO NO MARANHÃO

Jornalista Décio Sá é assassinado a tiros dentro de bar no Maranhão - correio braziliense, 24/04/2012 08:49


Um jornalista foi morto na noite dessa segunda-feira (23/4) em São Luís, no Maranhão. Por volta das 23h30, Décio Sá foi atingido por três disparos no momento em que estava em um bar na avenida litorânea, na orla marítima de São Luís. O jornalista morreu na hora. Ele era repórter do jornal "O Estado do Maranhão" e mantinha um blog. O autor dos disparos ainda não foi preso.

Segundo a polícia, ele aguardava a chegada de um amigo no bar, quando um homem entrou, foi ao banheiro do estabelecimento e depois saiu, efetuando uma série de disparos na cabeça e nas costas de Décio, que morreu na hora. Depois de atirar, o matador fugiu em uma moto. Para praticar o crime, ele não usava capacete e pôde ser visto por testemunhas.

Curiosos, amigos, jornalistas e o secretário de segurança, Aluísio Mendes, foram ao local ao saber da morte de Décio. A polícia investiga um possível crime encomendado.



Governo do Maranhão classifica morte de jornalista de ação bárbara e cruel. Agência Brasil - 24/04/2012 11:43


O governo do Maranhão lamentou o assassinato do jornalista Décio Sá, ocorrido em São Luís na noite de ontem (23) e, por meio de nota, classificou o crime de "ação bárbara e cruel". Décio mantinha um blog e era repórter da editoria de polícia no jornal O Estado do Maranhão, pertencente à família do presidente do Senado, José Sarney. Na nota, o governo informa que está tomando todas as providências para chegar ao mandante do crime.

"O governo do estado lamenta o ocorrido e repudia a ação bárbara e cruel, tendo tomado todas as providências para a prisão dos assassinos. Peritos do Instituto Médico-Legal (IML) estão no local. Homens da Superintendência de Investigações Criminais e da Delegacia de Homicídios já iniciaram as averiguações para prender os criminosos."

segunda-feira, 23 de abril de 2012

ARRASTÃO EM PRÉDIO EM SÃO PAULO

Bandidos rendem 20 em arrastão na av. Nove de Julho, em SP. COLABORAÇÃO PARA A FOLHA, 23/04/2012 - 13h14

Cerca de 20 pessoas foram vítimas de um arrastão em um prédio na avenida Nove de Julho, na Bela Vista (região central de SP), no fim da noite deste domingo (22).

Em depoimento à polícia, uma moradora de 30 anos disse que três homens, dois deles armados, invadiram seu apartamento e roubaram seus pertences por volta das 22h30.

Segundo o boletim de ocorrência registrado no 78º DP (Jardins), as vítimas foram amarradas, amordaçadas e encapuzadas.

As vítimas disseram ainda que os assaltantes se comunicavam por celular e fugiram do prédio levando dinheiro, cartões bancários, documentos, máquinas fotográficas, celulares, notebooks e relógios. Também foram roubados dois veículos Toyota, um Fielder e um Corolla, usados na fuga.

A Secretaria da Segurança Pública não informou o valor levado pelos assaltantes.

CONFLITO ENTRE FAZENDEIROS E ÍNDIOS NA BAHIA

PF envia agentes para conflito entre fazendeiros e índios na BA. Nos últimos dias, uma pessoa morreu e outra ficou ferida na região - A Tarde, o globo, 23/04/12 - 13h36



SALVADOR - Após a intensificação dos conflitos entre fazendeiros e índios pataxós Rã-rã-rães no sul da Bahia, a Polícia Federal mandou agentes do Comando de Operações Táticas (COT) à região. O COT é uma espécie de “tropa de elite” da PF treinada para a contenção de distúrbios. A primeira ação da PF na região foi se reunir nesta segunda-feira com um grupo de fazendeiros e o presidente do Sindicato Rural de Pau Brasil, Miguel Arcanjo, para tentar uma trégua para o confronto. Nos últimos dias, um trabalhador rural foi morto, e um índio foi atingido por um tiro na perna, na região. Homens encapuzados também incendiaram um caminhão que transportava trabalhadores.

Na reunião, os policiais federais apresentaram aos fazendeiros a proposta discutida com os indígenas no domingo. Os pataxós propõem não ocupar as duas fazendas que ainda não foram invadidas pelo grupo, mas querem manter o acampamento nas 12 que já foram ocupadas em Pau Brasil. Os indígenas pressionam pelo julgamento da ação que analisa o direito a posse das terras, que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF) há 30 anos.

Ainda não há uma posição oficial dos fazendeiros, mas Marcos Vinícius Gaspar, que tem terras invadidas pelos indígenas, diz que os pataxós deveriam devolver as 68 fazendas ocupadas em Pau Brasil, Itaju do Colônia e Camacan, todas no sul da Bahia.

A Polícia Federal pretende marcar outro encontro com os índios e fazendeiros presentes.

- Ao todo são 30 homens, somados com os agentes da PF de Ilhéus e agentes do Grupo de Pronto Interdição (GPI), vindo de Salvador - informou o delegado federal Alex Cordeiro Drumonnt, responsável pela operação da PF em Pau Brasil. - O objetivo é chegar a um entendimento entre índios e fazendeiros para evitar os conflitos.

Domingo, o segurança Júlio Cesar Passos Silva, 31, foi encontrado morto na Fazenda Santa Rita, e o índio Ivanildo dos Santos, 29, foi alvejado, sexta-feira, na perna esquerda. O corpo do segurança foi resgatado já em estágio avançado de decomposição e o índio permanece internado no Hospital de Base Luiz Eduardo Magalhães em Itabuna, para onde foi encaminhado.

No domingo, vaqueiros retiravam o gado de uma propriedade próxima onde há Rã-rã-rães e informaram que na fazenda Indiana o gado permanece preso no curral desde sexta-feira. De acordo com o proprietário da fazenda, Geraldo Pinto Correia, o caminhão que seguia com os vaqueiros para a propriedade foi cercado pelos indígenas que atearam fogo.

- Eles chegaram com as armas e fizeram os trabalhadores de reféns - acrescenta.

O Cacique Nailton Muniz, uma das três lideranças à frente das ocupações de fazendas confirma a interceptação do veículo pelos índios, que segundo ele, haviam pistoleiros. Muniz nega que os indígenas tenham ateado fogo ao caminhão.

SEGURANÇA NOS BANCOS AINDA É FALHA

Editorial CORREIO DO POVO, 23/04/2012


O Ministério da Justiça (MJ) anunciou a aplicação de multas para diversas instituições bancárias, públicas e privadas, devido a falhas apuradas no sistema de segurança das agências e de postos avançados. No total, a Comissão Consultiva para Assuntos de Segurança Privada (Ccasp) penalizou seis bancos num montante de R$ 808,9 mil. De acordo com Ademir Wiederkehr, representante da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf) no Conselho, os problemas encontrados indicam que há riscos para trabalhadores e clientes. Entre as irregularidades listadas estão número insuficiente de vigilantes, alarmes inoperantes, planos de segurança não renovados e utilização de bancários no transporte de valores, além de práticas de descumprimentos da legislação em vigor.

Não há dúvidas de que os bancos se tornaram hoje instrumentos indispensáveis para que pessoas e empresas possam realizar suas operações cotidianas. E também não é segredo para ninguém a alta rentabilidade desse segmento. O país tem uma das mais altas taxas de juros e o produto das disparidades entre o valor do dinheiro atribuído aos ativos e aos passivos dos clientes acaba sendo amealhado pelo sistema financeiro. Um cliente que usa R$ 100,00 do cheque especial paga muito mais do que recebe por R$ 100,00 depositados na caderneta de poupança.

A questão da segurança nos bancos é um assunto que interessa a toda a sociedade. Recentemente, em Porto Alegre, os bandidos usaram a estratégia de introduzir um assaltante em cadeira de rodas no interior da agência. As formas para burlar a vigilância são as mais variadas e é preciso investir em tecnologia e em recursos humanos para combater os meios empregados pelos delinquentes. Todos os lugares por onde transitam somas vultosas de dinheiro são alvos frequentes e é preciso garantir a integridade física daqueles que são compelidos, em função de suas atividades, a adentrar neles para o uso de seus serviços.

COM O BENEPLÁCITO DA LEI


BEATRIZ FAGUNDES, O SUL
Porto Alegre, Segunda-feira, 23 de Abril de 2012.


A cada decisão de libertar marginais violentos e perigosos, baseada na legislação "vagabunda" brasileira, admiro ainda mais os homens que, com salários ridículos, colocam diuturnamente suas vidas em risco a troco de nada!

Assisti varias vezes no YouTube o desabafo do delegado Sergio Ribeiro, da cidade de Colíder, Região Norte do Estado de Mato Grosso, revoltado após decisão judicial que liberou dois menores declarando que não via motivos para que os infratores ficassem internados. Os dois menores já eram acusados de assaltos, roubos, homicídios e tráfico de drogas. Com eles foram encontrados uma arma de uso restrito, mais de três quilos de drogas: cocaína, maconha e crack, munições de vários calibres e celulares roubados. Mesmo diante do flagrante, a juíza de plantão devolveu os "pobres" meninos para as ruas. A decisão levou o delegado a declarar a imprensa: "Se tiver menores vendendo drogas lá na praça em uma banquinha, eu não vou lá, procurem o fórum, não procurem mais a polícia". Após reler os autos da juíza para os repórteres, Ribeiro se exaltou ainda mais e disse: "Daqui para frente, a polícia não vai mais prender menores. Quem quiser, que procure o Fórum, a juíza ou o promotor. Não adianta a Polícia Civil e a Polícia Militar gastarem tempo e dinheiro público para prender, que os magistrados soltam", desabafou.

Temo que o delegado seja transferido para Tonga da Mironga do Kabuletê! Afinal, ele ousou dizer em voz alta o que todo mundo diz nos corredores dessa sociedade esquizofrênica. Sempre que vejo um policial, civil ou militar, com expressão derrotada assistir marginais presos depois de longas horas, dias ou meses de investigação, serem liberados antes mesmo de completar 24 horas de prisão, fico torcendo que ele não desista. A cada decisão de libertar marginais violentos e perigosos, baseada na legislação "vagabunda" brasileira, admiro ainda mais os homens que, com salários ridículos, colocam diuturnamente suas vidas em risco a troco de nada! A manchete do nosso jornal desse domingo foi de arrepiar: "Novo Código Penal poderá permitir que ladrão não seja preso devolvendo o que roubou". O texto explica que isso ocorreria em uma audiência de conciliação caso a vítima concorde e não queira prosseguir com uma ação. Imaginemos uma comunidade ameaçada por traficantes. Seus bens ficarão disponíveis. Os bandidos poderão tomar o que quiserem só pelo "finde" e depois, com o beneplácito da lei, devolverão agradecendo aos "brothers".

O Superior Tribunal de Justiça recebeu mais de 2,5 mil ideias de cidadãos para a modernização do Código Penal de 70 anos. O ministro Gilson Dipp revelou que entre os desejos está prisão perpétua, pena de morte, castração para estupradores, redução da maioridade penal e trabalho forçado aos presos. Mesmo entendendo os "anseios do povo", ele adiantou à imprensa que o anteprojeto, que deve ser enviado ao Congresso em até 10 dias, será técnico, equilibrado e sem excessos. Para quem cara pálida? Já o presidente nacional da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Ophir Cavalcante, diz entender a "posição da sociedade e a indignação", mas sustenta que não se deve perder "o equilíbrio e fazer uma legislação que não vá resolver o problema". E admitiu que: "Se lei acabasse com impunidade, nós certamente não teríamos um caso de corrupção no País". Entenderam?

HOMICÍDIOS CRESCEM NO RS


ESTATÍSTICAS. Homicídios crescem 19,6% no trimestre - ZERO HORA 23/04/2012

Dados da Secretaria da Segurança também mostram queda no número de roubos de carros
Em março, cinco pessoas foram assassinadas por dia no Estado. O número de mortes é 19% maior do que o registro no mesmo período em 2011. O fenômeno segue uma tendência registrada nos dois primeiros meses do ano. No acumulado do trimestre, o número de homicídios cresceu 19,6% no Rio Grande do Sul.

Dados da Secretaria da Segurança Pública (SSP), disponibilizados neste final de semana, indicam que 163 homicídios foram registrados ao longo do mês passado. Desses, 35 (21,4% do total) ocorreram na Capital, campeã em números absolutos – na segunda posição do ranking está Caxias do Sul com 10 casos.

O descontrole não parece pontual. O trimestre fechou com 81 homicídios a mais do que em 2011. É como se, nesse período, uma pessoa a mais fosse assassinada quase todo o dia.

A estratégia para conter a violência é o investimento no combate ao tráfico, responsável pela maior parte das mortes, e na criação de delegacias especializadas. Depois de Porto Alegre ganhar sua segunda DP de Homicídios, Canoas será a primeira cidade, depois da Capital, a receber uma delegacia apenas para investigar assassinatos.

O levantamento da Secretaria de Segurança também traz uma boa notícia: depois de meses em alta, o número de roubo de veículos parou de crescer no Estado, tanto na comparação mensal como na contagem trimestral.

Por trás da estatística pode estar a operação da Delegacia de Roubos de Veículos, deflagrada em março, que desarticulou quadrilha que atuava na Região Metropolitana. Mais de 20 criminosos que roubavam, receptavam, clonavam e vendiam veículos foram identificados e presos na ação coordenada pela delegada Vivian Nascimento.

ONDA DE CRIMES NO RS

ZERO HORA 23/04/2012


SÃO MARCOS: Dois homicídios

Dois homicídios foram registrados em São Marcos, na Serra, no domingo. Uma das vítimas foi Teresinha Pelizzari Hoffmann, 69 anos, baleada às 9h. A Polícia Civil tem dois suspeitos para o crime. Eles foram submetidos a exame residuográfico para verificar se havia pólvora nas mãos de algum deles. O resultado ficará pronto nos próximos dias. Policiais fizeram buscas nas casas dos dois homens, à procura de armas, mas nada foi encontrado. Ninguém foi preso. Em outro caso, por volta das 14h, Fernando dos Santos, 27 anos, foi morto com vários tiros em uma matagal, no bairro Colina Sorriso. Uma testemunha viu dois homens entrarem no mato com a vítima, e a polícia identificou o apelido de um dos suspeitos.

GRAVATAÍ - Adolescente de 16 anos é morto

Um adolescente morreu e um jovem ficou ferido em um tiroteio no bairro Monte Belo, em Gravataí, na noite de sábado. Pouco antes das 20h30min, um Chevette cinza teria parado em frente à casa de Peterson Xavier de Lima Cardoso, 16 anos, e atirado nele e no primo, de 19 anos. Os dois foram socorridos pelos pais de Peterson e levados para o Hospital Dom João Becker. Peterson morreu antes do socorro.

ITATIBA DO SUL - Agricultores são mortos na região norte do RS

Dois agricultores foram mortos e um terceiro ficou ferido, em Itatiba do Sul, no Norte. Eles foram atacados por um homem, quando estavam no pátio de casa, às 17h30min de sábado. Miguel Franchini, 47 anos, e Valdecir Antônio Ricardi, 34 anos, tomavam chimarrão no pátio da casa de Franchini, quando um homem chegou atirando. Com eles, estava Rodrigo Fagundes.Franchini foi atingido por um tiro no peito e morreu no local. Ricardi tentou se defender usando uma mesa como escudo, mas foi perseguido e atingido por um tiro no braço e dois no peito. Fagundes foi ferido no ombro e levado ao Hospital Santa Terezinha, de Erechim. Ao atender a ocorrência, a polícia descobriu que ele era foragido. Conforme o delegado Rodrigo Dreyer, testemunhas identificaram o autor dos tiros, que é procurado.

NOVO HAMBURGO - Corpo é encontrado com marcas de tiros

Um homem foi encontrado morto em Novo Hamburgo, no Vale do Sinos, na noite de sábado. Por volta das 21h45min, o corpo de Márcio da Silva do Nascimento, 26 anos, foi visto por moradores caído na Rua da Conquista, no Loteamento Kephas, com marcas de tiros. A polícia não tem suspeitos.

PELOTAS - Idoso é assassinado na Região Sul

Um homem de 76 anos foi morto na noite de sábado em Pelotas, na região sul do Estado. Jacinto Gomes dos Santos foi atingido por tiros dentro de seu carro, que estava estacionado em uma rua do bairro Três Vendas. O crime aconteceu por volta das 19h30min. Até ontem, a polícia não tinha suspeitos da autoria ou motivação.

domingo, 22 de abril de 2012

UM ARSENAL FORA DE CONTROLE


NA MIRA DO CRIME. Ao analisar cerca de mil páginas de um relatório produzido pelo Ministério Público, ZH traz à tona uma ameaça que habita as delegacias da Polícia Civil: armas apreendidas com criminosos desaparecem nas repartições - CARLOS ETCHICHURY, ZERO HORA 22/04/2012

Um relatório entregue à Chefia da Polícia Civil, ao qual ZH teve acesso com exclusividade, revela falta de controle sobre as armas apreendidas com criminosos e mantidas em delegacias de Porto Alegre. O documento, que se refere a 2010, identificou:

- 106 armas sem registro quanto ao destino. Em português claro: é possível que tenham desaparecido em vez de tomar o rumo que deveriam.

- 102 pistolas, revólveres e espingardas desvinculadas de ocorrências ou inquéritos policiais. Traduzindo: não se sabe como chegaram às DPs e por que são mantidas lá.

Na melhor das hipóteses, ocorreram erros administrativos, como preenchimento equivocado de livros, dados insuficientes em registro de ocorrências ou falhas no envio para perícia. No pior dos cenários, sinalizam a possibilidade de desvio do armamento, como flagrado há duas semanas na Região Metropolitana.

Em 2010, quando promotores do Controle Externo da Atividade Policial realizaram a inspeção, encontraram 870 armas – muitas “acondicionadas em lugares de pouca segurança, como armários de madeira”.

Elas deveriam permanecer nas repartições tempo suficiente para a conclusão dos inquéritos, conforme prevê o artigo 11 do Código de Processo Penal. Não foi o que aconteceu, basicamente, por dois motivos: porque milhares de inquéritos deixam de ser instaurados, como se verá mais adiante, ou porque, mesmo quando abertos, carecem de investigação para que sejam concluídos.

Para o armamento sem vínculo a procedimentos policiais, a orientação da Chefia de Polícia é enviá-lo, num prazo de 48 horas, ao Comando do Exército, o que também não ocorre.

Um dos exemplos é a 15ª DP, que abrange áreas conflagradas como o Campo da Tuca. Foram localizadas 243 armas “no interior de um baú de madeira que, embora seja trancado com um cadeado, resta evidente a fragilidade do acondicionamento e facilidade de violação”.

Caminho para a corrupção

Outra situação curiosa foi identificada na 8ª DP, em Petrópolis. Das 56 armas apreendidas, três revólveres sumiram: um Rossi AA 047723, calibre 38, três polegadas, um calibre 32 e um Rossi, calibre 22, número de série 90981. Consultado sobre o sumiço, o delegado (cujo nome não consta no relatório) respondeu:

“...devido ao largo lapso de tempo percorrido, seria necessário e imprescindível que fossem verificadas as cópias dos procedimentos policiais elaborados, os quais se encontravam, presumivelmente, no local denominado porão, área de difícil acesso pela notória insalubridade e demais riscos à saúde”.

A situação já foi bem pior. Três anos atrás, havia cerca de 3 mil armas guardadas nas DPs da Capital.

Um risco de mantê-las em delegacias é torná-las alvo de bandidos. O alerta é feito pelo MP, conforme consta no documento obtido por ZH:

“De há muito, vinha-se observando a grande quantidade de armas apreendidas em comunicações de ocorrência policial e que, por longo tempo, ficavam nas dependências do órgão policial civil... A questão é que nem todas as delegacias estão preparadas para armazená-las, pois ainda que muitas possuam cofre, por vezes o espaço se demonstra suficiente, pelo que elas passam a ser acondicionadas em lugares de pouca segurança, como em armários de madeira.”

Diante do quadro perturbador, o delegado Paulo Grillo, um dos corregedores da polícia gaúcha, avisa:

– O descontrole se presta para corrupção e enxertos (colocar revólveres na cena do crime). É um perigo.

COMENTÁRIO DO BENGOCHEA - Esta reportagem sobre o sumiço de armas comprova mais uma vez o descaso e negligencia do Estado para com provas que ficam depositadas em Delegacias e Fóruns sem qualquer segurança. É preciso definir um local guarnecido, controlado e de acesso restrito para guardar estas armas. Nos EUA esta preocupação é prioritária. Esta medida também deveria ser prioridade no Sistema de Justiça Criminal Brasileiro, sistema aliás que é pífio e quase inexiste no papel e na prática.

ASSALTO COM REFÉNS NO INTERIOR DO RS

Assalto com reféns. Famílias são feitas reféns por bandidos em Restinga Seca, na Região Central. Dois carros e armas foram roubados - DIÁRIO DE SANTA MARIA, ZERO HORA ONLINE 21/04/2012 | 23h44

Duas famílias foram vítimas de bandidos armados neste sábado em Restinga Seca. Segundo o relato delas à Brigada Militar, por volta das 17h30min, um casal que estava com a filha em um Corsa teve a frente do carro cortada por um veículo não identificado do qual teriam descido dois bandidos armados.

Eles teriam amarrado a mulher em uma árvore e deixado a filha do casal ao lado dela na localidade de Lomba Alta. O homem teria sido colocado no porta-malas do Corsa com o qual os bandidos foram até outra casa, na localidade de Rincão das Palmas. Lá, eles renderam três pessoas, roubaram uma caminhonete e armas. As três vítimas foram levadas na caminhonete.

Ao seguirem viagem, os bandidos bateram o Corsa, que foi abandonado com o homem no porta-malas. Ele conseguiu se soltar e pedir ajuda em uma casa próxima. A caminhonete foi deixada perto da RSC-287, com as três vítimas em seu interior, uma delas foi ferida com uma coronhada na cabeça.

A Brigada Militar está à procura dos bandidos. As armas roubadas não foram encontradas.

sábado, 21 de abril de 2012

CARGA PERIGOSA

Motorista é detido com 200 quilos de explosivos - ZERO HORA 21/04/2012

Um homem foi detido ontem por transportar cerca de 200 quilos de explosivos, sem autorização, em Erechim, no norte do Estado. Segundo o Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM), o material detonante estava na carroceria de uma caminhonete S-10, com placas de Bento Gonçalves.

Por volta das 18h, a polícia fazia fiscalização na rodovia Erechim-Aratiba (ERS-420), quando o veículo desviou da abordagem e fugiu. Houve perseguição até a captura no bairro Triângulo, em Erechim. O motorista, identificado como Jair Farias, 33 anos, teria alegado estar transportando a carga para um serviço em Ipiranga do Sul.

Desconfiados da possibilidade de os explosivos serem usados para cometer crimes, os policiais detiveram o motorista e apreenderam a carga. Entre os materiais transportados estavam 72 bananas de dinamite, meio rolo de cordel detonante e 45 espoletas.

Material teria vindo de caminhão de Santa Catarina

À noite, o condutor foi levado à Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de Erechim para depor. O delegado Rodrigo de Souza Leal Dreyer disse que Farias explicou que a carga foi trazida de Santa Catarina em um caminhão e entregue a ele em Erechim.

– Ele alegou que era para algum serviço que iria prestar, mas ele não tem nenhuma autorização para transportar este material, está totalmente irregular – afirma Dreyer.

Autuado em flagrante por um crime equivalente ao porte de arma de uso restrito, com pena de três a seis anos, Farias teria documentos que comprovariam a autorização do transporte de explosivos. Ontem à noite, a mulher dele iria de Bento Gonçalves a Erechim para apresentá-los.

COMENTÁRIO DO BENGOCHEA - Este delito deveria ser tratado como terrorismo. Está na hora do Brasil impor leis rigorosas contra transporte e o uso de material explosivo fora das normas previstas. A sociedade não pode ser benevolente contra o terrorismo.

HOMEM ATIRA NA EX-NAMORADA E EM MAIS TRÊS PESSOAS NUM BAR

Crime na zona norte. Homem atira em ex-namorada e mais três pessoas em bar da Capital. Ex-companheira está internada em estado grave e atirador conseguiu fugir do local. Renato Gava - DIÁRIO GAÚCHO, ZERO HORA, 20/04/2012 | 23h38

Motivado, aparentemente, por não aceitar o fim do relacionamento, um homem invadiu um bar e atirou na ex-namorada e em mais três pessoas. O crime ocorreu às 18h30min de sexta-feira na esquina das avenidas Presidente Franklin Roosevelt e Pátria, Zona Norte da Capital. O homem fugiu do local e, até o final da noite, não havia sido localizado

Conforme testemunhas, ele entrou no bar e chamou a ex-companheira, Shaiane da Rosa Gomes, 25 anos, para conversar. Ela estava sentada com pelo menos duas amigas e teria se recusado – o casal estava separado havia cerca de três meses. Enfurecido, o homem sacou um revólver e a baleou três vezes – na cabeça, na barriga e nas costas.

As duas amigas levaram tiros de raspão, uma no braço esquerdo e outra, no quadril. Outro cliente também foi vítima de disparo em um dos braços. O trio foi levado ao Hospital Cristo Redentor e liberado após atendimento.

Segundo a assessoria do hospital, Shaiane encontra-se em estado grave, porém estável. Ela permanecia internada em observação até o final da noite.

Segundo relato das amigas à Brigada Militar, o homem já havia ameaçado a vítima algumas vezes por não aceitar o rompimento da relação.


PORTO ALEGRE - MORTO NA GUARITA. Vigia é executado

O vigia Maurício Santos de Souza, 32 anos, foi morto com pelo menos três tiros durante a jornada de trabalho, no bairro Sarandi, em Porto Alegre, por volta das 4h15min de ontem. Havia oito anos, ele trabalhava em uma guarita em um condomínio na Rua Engenheiro Fernando de Abreu Pereira.

Dois homens teriam chegado em uma moto azul à praça a uma quadra da guarita. O carona teria descido e caminhado até o local onde estava Souza. Aproximou-se e atirou no vidro da guarita.

sexta-feira, 20 de abril de 2012

DELEGACIAS MODELO

WANDERLEY SOARES, O SUL
Porto Alegre, Sexta-feira, 20 de Abril de 2012.


O modelito turístico.

A sociedade espera que as delegacias de polícia espalhadas pelo Rio Grande tenham o mesmo padrão de eficiência da que foi inaugurada para os turistas de agora e da Copa.

O Porto dos Casais, visando a Porto Alegre da Copa, teve inaugurada quarta-feira, pelo governador Tarso Genro, com pompas e loas, a Delegacia para o Turista no Aeroporto Internacional Salgado Filho, que substituiu o postinho da Polícia Civil que lá existia e que foi chefiado, com estoicismo, pelo comissário gaudério Renato Souza, o Renatão. A nova DP funcionará com todos os recursos que se fizerem necessários. O que se espera, a partir deste patamar, é que as demais delegacias de polícia, espalhadas por todo o Rio Grande, prestem para o povo gaúcho, ainda que sem pompas e loas, a mesma eficiência de atendimento que passa a ser dado para os turistas estrangeiros.

O velho Central

Nos anos 1990, as condições de funcionamento do Presídio Central não eram diferentes das que foram descobertas nos últimos dias. Em 1995, a Brigada Militar assumiu o Presídio Central e a Penitenciária Estadual do Jacuí pelo prazo de seis meses. O objetivo era resolver o flagelo. Mas a Brigada não poderia resolver e, sim, a política penitenciária do governo. Deu no que deu. E o que poderá acontecer é que o problema do Central deverá atingir, como um câncer incontrolável, os demais estabelecimentos penais do Estado. Quanto à implosão do Presídio Central, se acontecer, em desfavor de todas as demais casas prisionais, tem um lado positivo. Aquela área, ocupada pelo mais vexaminoso depósito de presos do País, poderá ser negociada com experts em investimentos imobiliários, que ali construirão - eles estão de olho nisso - um novo e moderníssimo bairro Partenon. Os presos poderão ser jogados em outros contêineres e, durante alguns anos, não se falará mais nisso.

Castas

Na manhã de ontem, em assembleia-geral realizada na sede da ASSTBM (Associação dos Sargentos, Tenentes e Subtenentes da Brigada Militar), a proposta salarial apresentada pelo Piratini foi rejeitada. Uma nova proposta do governo será aguardada. Agentes da Polícia Civil também estão mantendo uma posição de protesto contra a política salarial do governo, que não consegue uma fórmula para verticalizar os vencimentos dos profissionais da segurança pública, atualmente divididos em castas estanques.

Direitos Humanos

A Assessoria de Direitos Humanos da Brigada Militar, chefiada pelo tenente-coronel Paulo César Franquilin Pereira, estará comemorando mais um aniversário no dia de hoje. Haverá uma solenidade, a partir das 10h, na Academia de Polícia Militar.

Justiça e medicina

A desembargadora Denise Oliveira Cezar autografará segunda-feira, dia 23, a partir das 19h, na Livraria Saraiva, no shopping Praia de Belas, o livro "Pesquisa com Medicamentos - Aspectos Bioéticos." O trabalho resulta de tese de doutorado, defendida na Ufrgs, em que a magistrada recebeu conceito A, grau 10 e recomendação para publicação. O texto examina todos os aspectos que envolvem a indústria farmacêutica, patrocinadora das pesquisas com medicamentos, os médicos que as conduzem e os pacientes que se submetem aos tratamentos. Denise, a primeira e, até agora, a única mulher a presidir a Ajuris, ligou-se a esse novo tema quando comandou a entidade dos juízes, entre 2006/07.

ONDA DE CRIMES

ZERO HORA ONLINE 20/04/2012

PORTO ALEGRE - Crime no bairro Sarandi. Vigilante é morto a tiros na zona norte da Capital.

Vítima tem 32 anos e não foi identificado pela Brigada Militar. Um vigilante foi morto com diversos tiros no final da madrugada desta sexta-feira, na zona norte de Porto Alegre. De acordo com a Brigada Militar, um motociclista realizou os disparos e fugiu na Rua Fernando de Abreu Pereira, bairro Sarandi. O vigilante, que tem 32 anos e não foi identificado pela BM, morreu no local. Ninguém foi preso pelo crime.


ALVORADA - Dois homens são mortos durante a madrugada. Crimes aconteceram na Vila Umbu e no bairro e no bairro Caxambu

Dois homens foram mortos, quase no mesmo horário, em pontos diferentes do município de Alvorada, na Região Metropolitana. Os crimes aconteceram na Vila Umbu e no bairro Caxambu, por volta da 1h. Na Vila Umbu, Luís Otávio Dias Velasques, 23 anos, levou dois tiros na Rua Guerreiro, próximo à parada 58 da ERS-040. No bairro Caxambu, Jeferson Luís Oliveira Arruda, 29 anos, foi morto por disparos na Rua Ayrton Senna, próximo à parada 63.

ZERO HORA 20/04/2012

SANTA MARIA. Jovem tem carro roubado e é amarrado em árvore

Um jovem de 23 anos foi assaltado, colocado no porta-malas de seu carro e deixado amarrado em uma árvore em Santa Maria, no final da tarde de quarta-feira. O crime ocorreu quando o rapaz saía da academia. A vítima foi abordada por um homem armado. O ladrão mandou que o rapaz fosse para o banco do carona e ficasse abaixado. Em seguida, o bandido dirigiu o Peugeot 206 até o Morro do Cechela, na Zona Norte, onde encontrou outros dois criminosos em uma moto. A vítima foi, então, colocada no porta-malas. O bandido dirigiu até um matagal, tirou o rapaz do compartimento e o amarrou em uma árvore. Logo depois, o veículo foi usado para dois roubos. O primeiro deles ocorreu por volta das 20h20min.Vinte minutos depois, o Peugeot foi usado num roubo a residência no bairro Nossa Senhora de Lourdes. Ninguém se feriu em nenhuma das ações.

NOVO HAMBURGO - Detento é suspeito de matar vigilante

A investigação da morte de um vigilante em Sapiranga, expôs a fragilidade do presídio de Novo Hamburgo, também no Vale do Sinos. Um detento é apontado como responsável pelo assassinato. O crime foi cometido durante o dia, em 24 de março, horário em que João Fábio Rodrigues de Oliveira, 21 anos, deveria estar em sua cela. A polícia concluiu o inquérito ontem, mas o suspeito morreu baleado no dia 3 de abril. Agentes penitenciários confirmam que o detento respondeu às chamadas feitas às 8h30min e às 19h. A investigação apurou que duas horas depois de responder à chamada Oliveira pulou o muro e saiu. Foi para Sapiranga, onde teria passado o dia com uma namorada. No final da tarde, testemunhas dizem ter visto o detento perto do Centro de Atividades do Sesi, no bairro Amaral Ribeiro. Em um assalto, Oliveira teria matado a tiros o vigilante Agustinho Moccelin Titello, 53 anos.

quinta-feira, 19 de abril de 2012

BANDIDOS ADOLESCENTES APAVORAM NA MADRUGADA

Viatura operacional da BM com marcas do tiroteio

PAVOR NA MADRUGADA. Morte em perseguição a gangue juvenil na Capital. Adolescente que assustou três bairros com quatro amigos acabou morto em confronto com a BM - JOSÉ LUÍS COSTA, ZERO HORA 19/04/2012

Uma sequência de assaltos praticados por cinco adolescentes resultou em perseguição, acidentes, tiroteio e morte na madrugada de ontem em Porto Alegre. Willian Trindade da Rosa, 17 anos, um dos envolvidos com o grupo, morreu no Hospital Cristo Redentor após troca de tiros com PMs. Morador do bairro Jardim Itu, na Zona Norte, o jovem tinha seis passagens pela polícia por furto, duas por lesões corporais e uma por dano.

A ofensiva criminosa começou às 20h de terça-feira quando os garotos atacaram uma motorista de 27 anos, que acabava de estacionar, e roubaram o Fiesta dela na Avenida Ceres, no bairro Partenon, na Zona Leste. Dali, no começo da madrugada, a gangue seguiu para a Avenida Carlos Gomes, no bairro Bela Vista, e tentou roubar outro carro.

Os ladrões cortaram a frente de um Gol com duas mulheres, mas a motorista do carro reagiu. Engatou marcha a ré e conseguiu fugir, mesmo batendo contra um muro. Um dos assaltantes ainda atirou três vezes contra o carro, mas errou os disparos.

Não satisfeita, a gangue invadiu um posto de combustíveis na Avenida Carlos Gomes. Dominou dois funcionários e encheu o Fiesta com caixas de picolé, sorvetes, cervejas, vinhos, cigarros e barras de chocolates que estavam na loja de conveniência.

Na fuga, carro com os garotos derrubou o muro de uma casa

O 11º Batalhão de Polícia Militar (11º BPM) foi avisado, e uma viatura com três PMs passou a procurar os adolescentes. Em fuga, o grupo seguiu para o bairro Bom Jesus, na Zona Norte, onde começou um tiroteio. Na Rua São Benedito, desgovernado, o Fiesta bateu no cordão da calçada e derrubou o muro de uma casa. Na confusão, um dos garotos fugiu.

Conforme relato de PMs no plantão do Departamento Estadual da Criança e do Adolescente (Deca), os demais seguiram atirando. Os PMs revidaram e um deles acabou ferido gravemente, morrendo momentos depois. A viatura da BM foi perfurada por três disparos.

joseluis.costa@zerohora.com.brNão satisfeita, a gangue invadiu um posto de combustíveis na Avenida Carlos Gomes. Dominou dois funcionários e encheu o Fiesta com caixas de picolé, sorvetes, cervejas, vinhos, cigarros e barras de chocolates que estavam na loja de conveniência.

Na fuga, carro com os garotos derrubou o muro de uma casa

O 11º Batalhão de Polícia Militar (11º BPM) foi avisado, e uma viatura com três PMs passou a procurar os adolescentes. Em fuga, o grupo seguiu para o bairro Bom Jesus, na Zona Norte, onde começou um tiroteio. Na Rua São Benedito, desgovernado, o Fiesta bateu no cordão da calçada e derrubou o muro de uma casa. Na confusão, um dos garotos fugiu.

Conforme relato de PMs no plantão do Departamento Estadual da Criança e do Adolescente (Deca), os demais seguiram atirando. Os PMs revidaram e um deles acabou ferido gravemente, morrendo momentos depois. A viatura da BM foi perfurada por três disparos.

Crime cada vez mais comum

Três adolescentes com idades entre 15 e 17 anos envolvidos na série de assaltos foram apreendidos, e os pertences roubados, recuperados. O trio mora no bairro Bom Jesus, na zona norte da Capital. Um deles já tinha sido apreendido seis vezes por furto, e outro, por assalto.

O episódio que assustou moradores em três bairros não surpreendeu o delegado Flávio dos Reis Pereira, plantonista do Departamento Estadual da Criança e do Adolescente (Deca). Embora sem dados estatísticos, o policial afirma que este é um tipo de crime cada vez mais comum.

– Mas o que nos dá mais trabalho é o tráfico. Metade dos casos de flagrante envolve adolescentes vendendo drogas – lamenta Pereira.

COMENTÁRIO DO BENGOCHEA - CENTROS DE INTERNAÇÃO E DISCIPLINA DISTRIBUÍDOS EM TODO O ESTADO, CAPACITAÇÃO E OFICINAS PARA ADOLESCENTES INFRATORES E REDUÇÃO DA IDADE PENAL JÁ! O Estado e a Sociedade organizada precisam reagir contra esta rotina de crimes envolvendo "infratores" que estão se transformando em criminosos ousados e violentos. A melhor política de contenção e reabilitação envolvem as seguintes medidas:

- a redução da idade penal para alcançar jovens que já são experientes no crime;

- abertura de Centros de Internação e Disciplina separando crianças e adolescentes, com poucas vagas distribuídos em todos os municípios, para abrigar os autores de ato infracional, oferecendo oficinas de educação multidisciplinar, capacitação técnica e trabalho.

- Assistência e tratamento físico, mental, psicológico e das dependências, aproximando familiares e buscando livrar o menor infrator da conduta agressiva, das drogas e do aliciamento das facções criminosas.

quarta-feira, 18 de abril de 2012

ADOLESCENTES ASSALTAM EM SEQUÊNCIA E TROCAM TIROS COM A BM

PORTO ALEGRE - Zona Norte. Adolescente é morto após troca de tiros e assaltos em Porto Alegre. Três jovens foram apreendidos e um fugiu - José Luís Costa, ZERO HORA ONLINE, 18/04/2012 | 08h38


Uma sequência de assaltos praticados por adolescentes resultou em perseguição, acidente, tiroteio e morte nesta madrugada na zona norte de Porto Alegre.

Por volta das 5h, cinco jovens roubaram um Fiesta de uma mulher e, em seguida, tentaram roubar outro carro, mas a motorista de um Gol conseguiu escapar. Logo depois, o grupo chegou a um posto de combustíveis na Avenida Carlos Gomes, rendeu um frentista, pegando o dinheiro que ele tinha, além de produtos da loja de conveniência.

O 11º Batalhão de Polícia Militar (11º BPM) foi alertado e uma viatura com três PMs passou a procurar os jovens. Em fuga, o grupo seguiu para o bairro Bom Jesus, onde começou um tiroteio. Conforme o tenente coronel Rubilar Pacheco, comandante do 11º BPM, a viatura foi perfurada por dois disparos. O Fiesta acabou batendo.

Três adolescentes foram apreendidos, um fugiu e um outro foi morto pelos PMs. O jovem estaria sem documentos e foi identificado preliminarmente como Willian Trindade da Rosa, 17 anos. A morte ocorreu no Hospital Cristo Redentor. O corpo está no Departamento Médico Legal aguardando a presença de familiares.

Os três adolescentes apreendidos foram encaminhados ao Departamento Estadual da Criança e do Adolescente da Polícia Civil.

ONDA DE CRIMES NO RS

ZERO HORA 18/04/2012

ALVORADA - Rapaz é assassinado

Um adolescente de 16 anos foi morto a tiros na manhã de ontem em Alvorada. De acordo com a Polícia Civil, Alessandro Marques Saião estava na rua quando dois homens chegaram atirando. O garoto foi atingido no abdômen caminhou por alguns metros e caiu, na esquina das ruas Ulisses Guimarães e 12 de Julho, no bairro Umbu. A dupla de atiradores fugiu a pé.

TUPANCIRETÃ - Morto a facadas

José Mariano da Silva Ribeiro, 48 anos, foi assassinado a facadas, no pátio de uma casa, por volta das 18h de segunda-feira em Tupanciretã. O suspeito de esfaquear a vítima é um adolescente de 17 anos, que deverá se apresentar hoje na DP de Tupanciretã.

PORTO ALEGRE - Pega com munição e radio

Uma mulher de 42 anos foi presa ontem após ser encontrada na casa dela munição de calibre restrito. Policiais investigavam dois assassinatos, no bairro Sarandi, na Capital. Na manhã de ontem, agentes cumpriram mandado de busca na casa onde vive um dos suspeitos dos crimes. No local, foram encontradas munições e um radiocomunicador.


PORTO ALEGRE - Traficante preso novamente

Aos 21 anos, um traficante da Vila Maria Conceição, na Capital, parece não ter aprendido a lição. Na noite de segunda-feira, foi preso com maconha pronta para a venda. Quando ele chegou à delegacia, os policiais souberam que o traficante estava em liberdade provisória desde o dia 5 de abril. Havia sido preso em dezembro, quando foi flagrado traficando no mesmo local.

CANDELÁRIA - Mulher é morta

Uma mulher foi morta na noite de segunda-feira em Candelária, no Vale do Rio Pardo. De acordo com a Brigada Militar, Maria Geneci de Castro Silva, 55 anos, estava sozinha em casa, na localidade de Linha Chapadão, interior do município. Ela foi atingida por tiros na cabeça. A polícia não tem pistas sobre o que teria motivado o crime.

PASSO FUNDO - Em fuga, ladrões são mortos por PMs

Dois homens foram mortos pela polícia por volta das 23h30min de segunda-feira em Passo Fundo.Segundo a Brigada Militar, eles roubaram um carro cerca de 15 minutos antes e fugiram pela rodovia Passo Fundo-Carazinho (BR-285). Após troca de tiros, os ladrões morreram às margens da estrada. Os assaltantes foram identificados como Tailan de Souza Audibert, 22 anos, e Tiago Garcia Rodrigues, 21 anos. A polícia apreendeu um revólver calibre 38 com a numeração raspada.


ELDORADO DO SUL - Homens condenados

A Justiça condenou dois homens pela morte de três jovens e pela tentativa de homicídio contra um adolescente, em julho de 2008, em Eldorado do Sul. Fernando Santos de Moraes foi condenado a 68 anos e oito meses de reclusão em regime fechado e Cristiano Rodrigues Totta, a 37 anos e nove meses de prisão, também em regime fechado. As vítimas foram baleadas em razão de disputa do tráfico.

IMBÉ - Grupo é feito refém no Litoral Norte

Após prender cerca de seis pessoas na câmara frigorífica de um mercado em Imbé, no Litoral Norte, aproximadamente sete assaltantes usaram um maçarico para abrir o caixa eletrônico do Banco do Brasil. Foi por volta das 18h30min de ontem, no estabelecimento na esquina das ruas Garibaldi e Alegrete. Segundo a Brigada Militar, dois bandidos entraram no mercado e renderam funcionários e clientes. Depois de trancá-los, comparsas colocaram uma lona preta em torno do caixa e levaram dinheiro. Não houve feridos e ninguém foi preso.

terça-feira, 17 de abril de 2012

INVASÃO E VIOLÊNCIA

ABRIL VERMELHO. MST invade laboratório de pesquisas agropecuárias. Interrupção em unidade de Sarandi que controla vacinas contra aftosa coloca carne em risco - LEANDRO BECKER, ZERO HORA , 17/04/2012


A invasão do Laboratório Nacional Agropecuário do RS (Lanagro) pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) em Sarandi, no norte do Estado, paralisou ontem o local onde é feito o controle das vacinas contra a febre aftosa no Brasil e no Conesul. Para a Superintendência do Ministério da Agricultura no RS, a situação é delicada, pois o ato põe em risco a credibilidade da carne gaúcha no Exterior e a própria permanência da unidade no Estado. Outras duas invasões ocorreram na Região da Campanha.

– A insegurança pode comprometer as exportações brasileiras e trazer prejuízos em um momento delicado da economia internacional – observa Francisco Signor, superintendente do Ministério da Agricultura no Estado.

Esta é a terceira invasão na área de 180 hectares. A última havia sido em novembro de 2004. Segundo a Brigada Militar, a ação começou por volta das 6h de ontem, quando cerca de 300 integrantes do MST renderam quatro vigias e quatro funcionários. Eles teriam sido agredidos antes de serem libertados uma hora depois.O MST nega as agressões e reitera que só sairá da área quando as reivindicações forem atendidas.

Os sem-terra cobram o cumprimento de um acordo feito em 2011 com o governo do Estado para assentar mil famílias. Também exigem a compra de terras em municípios como Sananduva, Santa Margarida do Sul e Júlio de Castilhos.

O governo do Estado culpa a burocracia pelo atraso no acordo. Segundo o secretário de Desenvolvimento Agrário, Ivar Pavan, o processo está em andamento, mas nenhuma família foi assentada. Ele observa que a resolução também depende do repasse de verbas pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).

Um dos líderes do MST em Sarandi, Mateus da Silva reclama do investimento no Lanagro e afirma que o laboratório não cumpriria sua função. Apesar de não informar o orçamento da unidade, o Ministério da Agricultura reitera que o valor investido deveria ser ainda maior.

O superintendente Francisco Signor observa que a invasão repercutiu no mercado internacional. Ele revela ter recebido um telefonema da França em busca de informações. A maior preocupação é com as consequências na produção da vacinas e na sanidade dos rebanhos.

Signor conta que a unidade quase foi transferida para o Mato Grosso há pouco, mas acabou mantida no Estado após árdua negociação. Manter o MST longe da propriedade seria uma das garantias do acordo segundo ele, que confia em um desfecho rápido para o impasse e diz que a vacinação contra a febre aftosa, que se inicia em maio, não terá prejuízo. Ainda ontem, a Justiça concedeu a reintegração de posse da área à União. Os sem-terra têm até hoje à tarde para deixar a área.

Fazenda e praça foram alvos na Campanha

Na Campanha, as ações do MST incluíram a ocupação de uma praça no centro de São Gabriel e a invasão de uma fazenda em Santa Margarida do Sul – a Santa Verônica, de 950 hectares e em processo de desapropriação há três anos. O pedido de reintegração deve ser feito hoje.

Em Brasília, onde foram invadidos o prédio do Ministério do Desenvolvimento Agrário e instalações do Incra, o ministro da Secretaria-geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, disse que as conversas com o MST ficarão suspensas enquanto eles não forem desocupados.

A origem

O Abril Vermelho é como ficou conhecido o massacre de 19 agricultores por policiais militares, em abril de 1996, durante confronto em Eldorado dos Carajás, no Pará. Em memória ao episódio, os sem-terra costumam realizar ações nesta época do ano.


ENTREVISTA. “Foi uma violência louca”. José Castoldi Huppes, funcionário do Lanagro - MARIELISE FERREIRA

Na manhã de ontem, o funcionário público federal José Castoldi Huppes, 52 anos, iniciava as tarefas do dia na fazenda do Laboratório Nacional Agropecuário do RS (Lanagro), localizada em Sarandi, quando foi surpreendido pela chegada dos manifestantes do MST. Por telefone, ele contou para Zero Hora como ocorreu a invasão.

Zero Hora – Como foi a chegada dos manifestantes?

José Castoldi Huppes – Eles chegaram e já foram tomando conta de trator, carro, residências. Renderam os funcionários e vigias e começaram a pegar os bois. Quando a gente saiu já tinham carneado um boi. Tinha homens, mulheres, crianças.

ZH – Os manifestantes agrediram alguém?

Huppes – Foi uma violência louca, me jogaram no chão, me deram coices, pontapés, socos na cara. Me obrigaram a ficar deitado no chão, pedi clemência, pedi para tomar remédio e não adiantou nada. Vi quando um dos vigilantes levou um coice na cabeça.

ZH – Eles estavam armados?

Huppes – Sim. Uma violência desmedida, traziam foices, paus, facões, e muitos com espingardas e revólveres. Estavam com touca ninja, mas me chamaram pelo nome, então acho que nos conhecem.

ZH – Como vocês conseguiram ser libertados?

Huppes – Depois de uns 40 minutos decidiram nos mandar embora, sem roupa, sem nada. Ficaram com meu carro, nos colocaram a pé para fora da porteira.


O LABORATÓRIO

- A área invadida em Sarandi, no norte do Estado é um centro de pesquisa a céu aberto. O Laboratório Nacional Agropecuário do RS (Lanagro) é responsável pelo controle de todas as vacinas contra a febre aftosa no país e também atende o Conesul. Mais de 800 animais são usados para testes com vacinas no local.

- Pelas regras, antes de serem colocados para venda ao produtor, as vacinas devem ser testadas pelos fabricantes e depois pelo Lanagro. Cerca de 35 fazendas gaúchas credenciadas fornecem terneiros para os testes.

- Comprados pelo Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal (Sindan), os animais são transportados a Sarandi, onde recebem duas doses de vacina em teste e, depois, são vacinados com produto já aprovado e à disposição no mercado. Ao final, são encaminhados para terminação ou abate.

- Os bovinos da fazenda fazem parte de testes oficiais e não podem ser agredidos nem abatidos, sob risco de prejuízos ao sistema. Só no ano passado, 4 mil animais foram utilizados em exames.

MAIS DE 10 ASSASSINATOS E ESTAVA LIVRE

FIM DA LINHA. Preso suspeito de pelo menos 10 assassinatos. Homem detido era um dos criminosos mais procurados do Vale do Sinos - LETÍCIA BARBIERI, zero hora 17/04/2012

Ao algemar Luiz Valdair Dias Chaves, 29 anos, agentes da 3ª DP de São Leopoldo respiraram aliviados, ontem. Mineirinho, como é conhecido, era um dos criminosos mais procurados do Vale do Sinos. Apontado como líder do tráfico local, é investigado por pelo menos 10 homicídios na região.

Segundo a polícia, ao suspeitar de traição, Mineirinho teria executado a ex-namorada Alessandra Daniela do Amaral, 17 anos, com dois tiros na cabeça, em agosto passado. O preso é suspeito ainda de homicídios em São Leopoldo, Novo Hamburgo, Gravataí e Esteio. Além de roubos, receptações e portes de arma pelos quais responde também em Alvorada e Cachoeirinha.

– Ele é um matador. Se não tivesse sido surpreendido, teria nos recebido a tiros – acredita o titular da 3ª DP, delegado Alencar Carraro.

No dia 31 de março, ele teria matado o primo da ex-namorada. Fábio Luis do Amaral, 28 anos, teria ficado devendo a ele dinheiro do tráfico. A partir daí, o caminho até o criminoso se estreitou. Policiais descobriram que o Chevette que ele teria usado para cometer o assassinato estaria no bairro Guajuviras, em Canoas.

Ontem, agentes vestiram uniforme e simularam ser técnicos de uma companhia de energia elétrica. Assim, surpreenderam o homem quando ele chegava em casa. Mineirinho correu, mas não deu tempo de alcançar os dois revólveres 38 que ele tinha, em cima da mesa e da geladeira. Meio quilo de cocaína foi encontrado na casa.

Foragido da Justiça, Mineirinho tem extensa ficha policial. Com passagens pelo Presídio Central e pela Penitenciária Estadual do Jacuí, também já esteve preso em outras cadeias da Região Metropolitana.

Desde 2001, o inspetor Marco Antônio de Oliveira investiga os crimes de Mineirinho. Ontem, o preso contou ao policiais, informalmente, ter “pacto com o diabo” – teria se comprometido a matar pelo menos uma pessoa por mês para não ser preso.

– Em 2001, eu já tinha contado quatro homicídios dele e, hoje, deve ter muito mais do que se sabe, porque as pessoas têm muito medo dele e não testemunham, daí não temos como provar – acrescenta o policial.

Conforme o delegado Alencar Carraro, a polícia teve acesso à gravação de uma ligação telefônica em que ele confessa um dos homicídios:

– Matei mesmo. Enchi o cara de tiro – teria dito a um conhecido.

A vítima é outro traficante, conhecido como “Porca Veia”. Foi alvo de 40 disparos, sendo que 25 o acertaram.