SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

quinta-feira, 31 de maio de 2012

ROUBARAM A VIATURA DISCRETA DO CHEFE DA CASA CIVIL

CORREIO DO POVO , 31/05/2012 11:56

Ladrões roubam viatura discreta utilizada pelo chefe da Casa Civil

Câmeras de segurança podem ter registrado o assalto - Thaís Salvagni / Rádio Guaíba


A viatura discreta utilizada pelo chefe da Casa Civil do Estado, Carlos Pestana, foi roubada por volta das 9h20min desta quinta-feira em frente a sua residência, no bairro Bela Vista, em Porto Alegre. Dois homens armados abordaram o motorista, que aguardava em frente à casa do secretário. Segundo informações da Brigada Militar, os homens fugiram no Astra preto e ninguém ficou ferido. O chefe da Casa Civil não estava no veículo no momento do assalto.

De acordo com a BM, Pestana seguiria rumo ao Aeroporto Salgado Filho, onde tomaria um voo para Uruguaiana, na Fronteira Oeste. O 11º Batalhão e a Polícia Civil seguem nas buscas pelos suspeitos. Conforme a polícia, as câmeras de segurança teriam registrado o momento do assalto e poderão indicar quem são os dois homens envolvidos.


Taxistas assaltados na Capital

Um táxi de Porto Alegre foi localizado ontem de manhã, no Beco dos Cunhas, em Viamão, apresentando danos materiais. O taxista havia sido assaltado na terça-feira, na Capital, e no caminho conseguiu fugir do porta-malas. Outro taxista também foi assaltado na Capital, na avenida Independência. Ele foi levado junto com os criminosos, mas na rua Santana conseguiu escapar.

FURTO E IMPUNIDADE: RECORRENTES NO CENTRO DE PORTO ALEGRE

 
ZERO HORA, 31 de maio de 2012 | N° 17086

CRIME RECORRENTE. Centro tem um furto a cada quatro horas - CAROLINA ROCHA


Durou pouco o tempo que o punguista flagrado pelo jornal Diário Gaúcho ficou detido na 17ª Delegacia da Polícia Civil de Porto Alegre. O suficiente para ser ouvido e negar que ele seja o homem que roubou a corrente de uma mulher. O caso flagrado na segunda-feira não é isolado. Segundo a Polícia Civil, ocorre um furto no Centro a cada quatro horas.

– Vamos abrir um inquérito para apurar o furto flagrado – disse o titular da 17ª DP, delegado Hilton Muller.

Quanto ao fato de o homem flagrado, Favero Civiero, 33 anos, não ter ficado preso, o delegado esclarece que não havia mais condições para o flagrante, uma vez que ele foi detido um dia depois do fato, sem o objeto roubado e sem que o crime fosse registrado pela vítima. Além disso, por se tratar de crime de furto, com pena inferior a quatro anos, é passível de aplicação de fiança que, uma vez paga, faria com que ele fosse liberado em seguida.

Ele acredita que o depoimento e o reconhecimento por parte da vítima podem auxiliar o promotor na hora da denúncia e depois na decisão do juiz, em caso de condenação.

A ação dos punguistas no Centro não é novidade para a Polícia Civil. No entanto, Hilton afirma que o número de registros não reflete a realidade: a crença é de que sejam mais casos do que os 918 registrados nos primeiros quatro meses do ano.

Desses, 744 furtos foram na área da 17ª DP, que compreende desde o Cais do Porto até a Rua Riachuelo – dali, até o bairro Cidade Baixa, a competência para investigar é da 1ª DP, que teve outros 174 ocorrências. Assim, a média de furtos registrados no Centro de Porto Alegre chega a 7,65 por dia, em torno de um a cada quatro horas.

– Muitos não registram. Sabemos da ação de quadrilhas que arrombam e furtam veículos, quebrando vidros e levando pneus. Mas grande parte dos casos nem são registrados – lamenta Hilton.

Segundo MP, haverá uma ação penal pública

No caso do furto flagrado pelo Diário Gaúcho o que vai ocorrer, de acordo com o Ministério Público, é uma ação penal pública, uma vez que os interesses da sociedade prevalecem sobre os da vítima. Assim, não há a necessidade de a vítima registrar, uma vez que o furto foi flagrado em fotos. O mesmo valeria se a ação tivesse sido registrada por câmera de segurança ou algo semelhante.

O delegado faz um alerta importante: o furto e os crime com penas inferiores a oito anos de detenção são cumpridos sempre em regime inicialmente semiaberto, ou seja, com permissão para sair durante o dia.

– O sujeito, atualmente, para praticar um crime e ficar preso tem que fazer muita coisa. Ficar preso em regime inicialmente fechado é difícil – desabafou o delegado.

COMENTÁRIO DO BENGOCHEA - E depois ficam culpando a polícia pela insegurança nas ruas. Está certo que muitas vezes ela se ausenta, demora a atender e tarda a conclusão de um inquérito, mas na maioria das vezes, a polícia está presente, fazendo contato, se esforçando na apuração de delitos e arriscando a vida contra uma bandidagem cada vez mais ousada e bem armada. E a polícia acaba prendendo a maioria dos bandidos e encaminhando para a justiça. Não é a toa que os presídios estão superlotados. A partir da detenção do acusado começam todas as dificuldades com o arcaico inquérito policial, as ligações impessoais, a carga burocrata, a demora dos processos, os longos prazos, os variados recursos, o trajeto até o transitado em julgado, penas brandas, benefícios fáceis, o insuficiente número de magistrados e funcionários da justiça, a discriminação das polícias com função essencial à justiça, as benevolencias legais, as caóticas políticas prisionais e o sistema anacrônico, fragmentado e corporativista de justiça criminal,  que geram desobrigações, descomprometimento e impunidade.




Faça o registro
- O registro policial é importante para que os órgãos de segurança possam saber onde e que tipo de crimes estão ocorrendo. Só assim é possível planejar ações de prevenção ou identificar a ação de quadrilhas.
- Quando o registro é feito, a polícia toma conhecimento do caso e só então começa a trabalhar. Para que um caso seja investigado, o depoimento da vítima é fundamental. Ela tem que reconhecer o autor do fato.
- Muitas pessoas não registram um crime por medo. Nas delegacias, o reconhecimento é feito de maneira que o suspeito não vê a vítima. Ele é colocado numa sala, e a vítima, em outra – ela o vê por um vidro espelhado, que não permite que o suspeito a veja.

quarta-feira, 30 de maio de 2012

REFÉM DE ASSALTANTES

 Mulher mantida refém de assaltantes

Uma mulher teve o carro roubado na zona norte da Capital, segunda-feira à noite. Durante cerca de uma hora, ela foi mantida como refém, sendo obrigada a sacar dinheiro no caixa eletrônico de um posto de combustíveis. Ela foi abordada por três homens no bairro Jardim Lindoia no momento em que entrava no seu Uno. A refém foi liberada na Avenida Independência. Além do carro, foram levados documentos, joias e dinheiro. 

PORTO ALEGRE - Tiroteio após briga  

Uma discussão entre dois irmão terminou com um tiroteio em que duas pessoas ficaram feridas. A confusão ocorreu por volta das 16h de ontem no bairro Bom Jesus, na Capital. Os irmãos, de 19 e 21 anos, trocaram tiros após uma confusão. Uma menina de três anos e um adolescente de 15 anos, que nada tinham a ver com a confusão, foram atingidos pelos disparos. A criança foi ferida por um tiro de raspão na cabeça, e o garoto foi atingido em uma das mãos e nas costas.

RIO PARDO - Laudo divulgado

O laudo da necropsia de Marciele Freitas Pinheiro, 12 anos, morta em Rio Pardo no dia 17, revelou que a vítima foi atingidas com 15 facadas entre a região do peito e o pescoço. Segundo o documento, recebido ontem pela Polícia Civil, a garota não sofreu outro tipo de agressão, não foi vítima de crime sexual nem entrou em luta corporal com o assassino. O corpo de Marciele foi encontrado em um matagal próximo ao local que a garota usava como trajeto para a escola. Ela foi encontrada com a mochila nas costas.


MODELO ARGENTINO CONTRA DESMANCHE ILEGAL


ZERO HORA, 30 de maio de 2012

COMBATE AOS DESMANCHES

Lições argentinas contra o crime

Detran deve adotar estratégia do país vizinho, que regulou mercado de peças e reduziu os furtos e os roubos de veículos - MARCELO GONZATTO


O Estado deverá assinar um termo de cooperação técnica com o governo argentino para unir forças no combate aos desmanches de veículos e às quadrilhas que os abastecem com carros roubados. Esse acordo deverá formalizar a troca de experiências que já teve início, este mês, com a visita de uma comitiva do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) ao país vizinho.

Entre as lições que os gaúchos trouxeram da viagem está a necessidade de criar uma política mais abrangente contra o mercado ilegal de peças, que envolva diferentes órgãos públicos e não se resuma à regularização dos desmanches – processo que se encontra em andamento no Estado.

A visita de três dias serviu para o diretor-presidente do Detran, Alessandro Barcellos, e técnicos conhecerem o sistema argentino que regulou o mercado de peças usadas e, em um primeiro momento, reduziu em mais de 40% a quantidade de furtos e roubos de veículos no país. Como consequência, ainda barateou o valor dos seguros de automóveis. O impacto foi maior nos primeiros anos após o cadastramento dos chamados “desarmaderos” de automóveis. Há pouco mais de um ano, há sinais de que a fiscalização vem perdendo fôlego (veja entrevista).

A comitiva do Detran trouxe na bagagem um calhamaço com toda a legislação argentina referente ao controle de peças e a ideia de ampliar a frente de ataque aos comerciantes de peças provenientes do crime.

– Vimos que eles têm uma abordagem que vai além de apenas cadastrar desmanches. Há uma política mais abrangente, que envolve desde a garantia de reposição de peças pela indústria até a oferta de alternativas de trabalho para quem atuava na informalidade – revela Barcellos.

As observações poderão se transformar em novas medidas no Estado – além do cadastramento das autopeças. Em linhas gerais, a intenção é promover uma integração maior entre diferentes secretarias e órgãos a fim de combater o crime organizado. Também deverão ser analisadas iniciativas como a implementação de ações sociais a fim de evitar o florescimento de um mercado ilegal. A intenção da diretoria do Detran é formalizar a parceria com as autoridades argentinas nas próximas semanas, mediante a assinatura de um termo de cooperação.

– A partir disso, deveremos fazer visitas mais operacionais, inclusive aos centros de desmanches deles – observa o diretor-presidente do Detran.


ENTREVISTA- “Caíram os roubos de carro”

Fabián Pons - Gerente-geral do Centro de Experimentación y Seguridad Vial (Cesvi) da Argentina


O gerente-geral do Cesvi Argentina, Fabián Pons, responsável pela empresa que se dedica a investigar medidas para ampliar a segurança viária e urbana envolvendo automóveis, afirma que o credenciamento dos desmanches teve impacto significativo no país vizinho, mas traz um alerta: o afrouxamento na fiscalização está colocando em risco os bons resultados. Confira entrevista concedida por telefone desde Buenos Aires:

Zero Hora – Qual foi o impacto da regularização dos desmanches?

Fabián Pons –
Em princípio, houve uma queda significativa nos roubos de carro. Esse sistema de controle foi muito importante, principalmente na Capital Federal e na Grande Buenos Aires. Depois, começou a se estender um pouco para o interior do país. No começo, reduziu-se o roubo de carros praticamente à metade.

ZH – Como está a situação hoje?

Pons –
Já faz um ano, um ano e meio que não está funcionando o controle (sobre os desmanches), por meio da Direção Nacional de Fiscalizações. Então, isso gera uma tendência a que voltem a surgir os desmanches ilegais.

ZH – Quem deve fiscalizar?

Pons –
Quem fiscaliza é o Ministério da Justiça, com agentes que vão aos locais acompanhados de agentes de polícia.

ZH – Por que a fiscalização diminuiu?

Pons –
É o mesmo que nos perguntamos, é uma decisão política.


terça-feira, 29 de maio de 2012

JAMAIS REAJA

 

 Zero Hora, 29/05/2012


– As pessoas jamais devem reagir a um assalto como fez o chefe da Polícia Civil, Ranolfo Vieira Junior, atacado por bandidos quando chegava em casa.

– Segundo o consultor em segurança Dempsey Magaldi, Ranolfo é habilitado e tem treinamento adequado para um confronto armado com criminosos, o que não é o caso de cidadãos comuns.

– Para evitar situações semelhantes às protagonizadas pelo chefe de Polícia, Magaldi recomenda que motoristas entrem e saiam das garagens sempre de ré, pois facilita a visualização de pessoas ou carros suspeitos nas imediações.


zero hora, 29 de maio de 2012 

ENTREVISTA - “Tenho treinamento para agir”

Ranolfo Vieira Junior - Chefe da Polícia Civil


O chefe da Polícia Civil, Ranolfo Vieira Junior, falou ontem sobre a tentativa de assalto que sofreu, domingo à noite, em Esteio, onde mora.

Pergunta – A polícia recomenda não reagir, mas o senhor reagiu...

Ranolfo –
Agi tecnicamente. Tenho treinamento diferenciado. Costumo portar arma de fogo. Pressenti que tinha condições de esboçar reação em centésimos de segundo. Talvez, se estivesse acompanhado de outras pessoas, não tivessse oportunidade de reagir. Eles foram supreendidos com a reação.

Pergunta – O senhor não recomenda a reagir a um assalto...

Ranolfo –
Como de costume, não recomendamos, tem um risco.

Pergunta – E como deve proceder o cidadão comum?

Ranolfo –
Tem de estar sempre atento. Eu até credito, talvez, um pouco a minha desatenção ao jogo do Grêmio. Vinha escutando o jogo. Em regra, quem não tem preparo deve evitar a reação.

Pergunta – O senhor acredita que eram ladrões carro?

Ranolfo –
Digo que tem 95% dos indicativos de tentativa de roubo de veículo.

Pergunta – O senhor percebeu PMs nas ruas na hora do assalto?

Ranolfo –
A BM fica a uma quadra da minha casa. Vejo toda hora.

Pergunta – E ontem viu?

Ranolfo –
Depois do fato, eu vi.

Pergunta – E antes?

Ranolfo –
Vejo durante o dia.

Pergunta – O roubo de veículo é um problema grave na Região Metropolitana. Como o senhor, chefe da Polícia Civil, se sente como vítima de um crime destes?

Ranolfo –
Como qualquer cidadão. Infelizmente, fui vítima. Acredito que não soubessem que estavam assaltando um delegado.


segunda-feira, 28 de maio de 2012

CRIMES BRUTAIS NO RS

ZERO HORA - 28 de maio de 2012

ALVORADA - Jovem é degolado

Um crime com requintes de crueldade assustou os moradores do bairro Umbu, em Alvorada, na manhã de ontem.

Por volta das 7h, Gelson Patrick Silva da Silva, 26 anos, foi encontrado degolado nas proximidades da casa que residia. Segundo a Brigada Militar, Gelson também foi atingido por um objeto pontiagudo no rosto, por diversas vezes.  No momento do crime, segundo informações de moradores para a BM, Gelson estaria indo para sua casa. O corpo foi encontrado cerca de cem metros de sua residência, na Rua Barão do Amazonas. Em janeiro, de acordo com a BM, criminosos já haviam tentado matar Gelson no mesmo local, mas ele sobreviveu. A Polícia Civil investiga o crime e ainda não tem suspeitos.

PORTO ALEGRE - TIROTEIO. PMs e criminosos trocam tiros no Três Figueiras

Um tiroteio na noite de sábado assustou pacientes e funcionários do Mãe de Deus Center, no bairro Três Figueiras, em Porto Alegre. De acordo com a Brigada Militar, a perseguição começou quando policiais abordaram quatro homens que estavam em um Sandero roubado na tarde de sexta-feira. Com a chegada da polícia, os suspeitos fugiram pela Avenida Carlos Gomes e entraram na Rua Soledade, uma via sem saída. Segundo a assessoria de imprensa do hospital, nem bandidos nem policiais chegaram a entrar no prédio da instituição. O confronto teria sido travado no lado de fora do hospital. Na troca de tiros, um dos suspeitos foi baleado na perna. A polícia cercou a área e encontrou os outros três homens nos arredores do complexo, conforme o capitão Vinicius Boeira, supervisor da Brigada Militar na Zona Norte. Os quatro homens foram presos e encaminhados à 2ª Delegacia de Pronto-Atendimento.

PORTO ALEGRE - Chefe de Polícia revida ataque de assaltantes

Ladrões de carro e o delegado Ranolfo Vieira Júnior trocaram tiros em Esteio ontem à noite. O chefe da Polícia Civil, delegado Ranolfo Vieira Júnior, foi alvo de assaltantes na noite de ontem no centro de Esteio, por volta das 20h, quando chegava em casa na Rua Pelotas. Ninguém se feriu. O delegado chegava, sozinho, à residência e teria verificado pelo espelho retrovisor do seu carro particular, um Focus, que um Astra branco se movimentava em sua direção. Conforme o titular da Delegacia da Polícia Civil do município, Leonel Baldasso, Ranolfo teria percebido a movimentação estranha na rua e desconfiado de que era um assalto. Ele teria conseguido entrar em casa e fechar o portão. Três homens teriam se aproximado e anunciado o assalto, quando Ranolfo anunciou ser da polícia.


Outras mortes
Caxias do Sul – O adolescente Kevin de Souza Moraes, 14 anos, foi morto com 11 tiros por volta das 16h de ontem. O crime ocorreu na Rua José do Patrocínio, bairro Marechal Floriano. Até o início da noite, ninguém havia sido preso.
Eldorado do Sul – Um homem foi morto pouco depois da 0h de ontem no Loteamento Popular. Identificado como Douglas Marta Ferreira, 24 anos, ele foi baleado diversas vezes. O corpo foi localizado pela Brigada Militar na Rua Juscelino Kubitschek.
Guaíba – Jonathan Silva Saiser, 23 anos, foi morto por volta da 1h30min de ontem na Avenida João Pessoa, no Centro. O ocupante de um veículo teria descido e feito vários disparos na direção de Jonathan, que caminhava na rua. Depois isso, o atirador fugiu.
Lajeado – Aliseu Rudimar Nacher Verruck, 40 anos, foi morto com dois tiros na manhã de ontem. Ele foi baleado dentro da oficina que mantinha em sociedade com o cunhado, Clênio Ávila, 38 anos, por volta das 10h. Ávila foi preso depois de confessar o crime, que teria sido motivado por um desentendimento na família.

domingo, 27 de maio de 2012

JOVEM É DEGOLADO EM ALVORADA, TIROTEIO EM PASSO FUNDO

Crime na manhã de domingo27/05/2012 | 12h13

Jovem é degolado em Alvorada Mateus Bruxel/Agencia RBS
Multidão se reuniu para acompanhar o trabalho da polícia Foto: Mateus Bruxel / Agencia RBS

Jovem é degolado em Alvorada. Vítima tinha diversas passagens pela polícia

José Augusto Barros - DIÁRIO GAÚCHO, ZERO HORA ONLINE, 27/05/2012

Um homem foi degolado no início da manhã de domingo, em Alvorada. Segundo a Brigada Militar, Gelson Patrick Silva da Silva, 22 anos, foi encontrado por populares por volta das 7h da manhã a cerca de 100 metros de sua casa, na Rua Barão do Amazonas, no Bairro Umbu. Além de facadas no pescoço, Gelson, que tinha diversas passagens pela policia, foi atingido também no rosto.

Nenhuma testemunha soube precisar aos policiais quantas pessoas cometeram o crime nem as circunstâncias. De acordo com a Brigada Militar, Gelson teria sido morto por ter dívidas com traficantes da região. A Policia Civil investiga o crime a ainda não tem suspeitos.


 ZERO HORA ONLINE, 27 de maio de 2012. TIROTEIO NO NORTE. 

PASSO FUNDO - Homem morre e jovem é ferida

Um homem foi morto a tiros na madrugada de sábado em Passo Fundo, no norte do Estado. Segundo a Brigada Militar, Renato da Silveira Falcão, 26 anos, levou um tiro na cabeça próximo a uma boate na Rua Fagundes dos Reis, no centro da cidade. Ele morreu no hospital. Uma adolescente de 14 anos foi atingida na perna por uma bala perdida.

Testemunhas relataram à polícia que dois homens chegaram ao local em uma moto, se aproximaram da vítima e pediram licença para um casal de namorados que estava por perto. Em seguida, dispararam vários tiros. A polícia investiga o caso.


ZERO HORA ONLINE - Crime, 27/05/2012 | 19h52

CAXIAS DO SUL - Homem é morto no bairro Santa Fé. 
 
Paulo César Cappellaro Simenes, 30 anos, foi morto com um tiro enquanto conversava com um amigo, no bairro Santa Fé, por volta das 17h20min, deste domingo. O crime ocorreu na Rua São Sebastião, em Caxias do Sul.

De acordo com o sargento Auri Clério Dumke, do Comando Regional de Policiamento Ostensivo (CRPO/Serra), os amigos estavam parados com as motos na via, quando outros dois teriam chegado atirando. Uma bala atingiu Simenes no braço e teria transpassado o corpo, atingindo, também, órgão vitais. Ele morreu no local.

O amigo de Simenes conseguiu escapar. Os outores do crime também fugiram. Nenhum suspeito foi identificado ou preso até 19h30 deste domingo.







PERSEGUIÇÃO E TIROTEIO EM PORTO ALEGRE

ZERO HORA ONLINE - Susto na Zona Norte, 26/05/2012 | 22h25.

Quatro homens são presos após perseguição e tiroteio no entorno de hospital na Capital. Na troca de tiros, um dos suspeitos foi baleado na perna

Quatro homens são presos após perseguição e tiroteio no entorno de hospital na Capital Bruno Alencastro/Agencia RBS
Quatro suspeitos foram presos após tiroteio Foto: Bruno Alencastro / Agencia RBS
 
Um tiroteio na noite deste sábado na zona norte da Capital assustou pacientes e funcionários do Hospital Mãe de Deus Center, no bairro Três Figueiras, em Porto Alegre.

De acordo com a Brigada Militar, a perseguição começou quando policiais abordaram quatro homens que estavam em um Renault Sandero roubado na tarde de sexta-feira. Com a chegada da polícia, os ladrões fugiram pela Avenida Carlos Gomes e entraram na Avenida Soledade, uma rua sem saída.

Na troca de tiros, um dos suspeitos foi baleado na perna. A polícia cercou a área e encontrou os outros três homens.

— Os delinquentes só usaram as cercanias do hospital, não chegaram a entrar — afirmou o capitão Vinicius Boeira, supervisor da Brigada Militar na Zona Norte.

Os quatro homens foram presos e encaminhados à 3ª Delegacia de Pronto-Atendimento.

sábado, 26 de maio de 2012

TORTURA E IMPUNIDADE: CRIMINOSA CONFESSA FICA LIVRE

ZERO HORA ONLINE - Em liberdade26/05/2012 | 12h24

Apesar de ter confessado o crime, namorada de policial executado em Cachoeirinha é liberada de presídio. Odete Bortolini, 54 anos, admitiu que a morte foi premeditada


Presa em flagrante após confessar que foi a mandante da tortura e execução do namorado, o policial aposentado Ari Schuck, 60 anos, Odete Bortolini, 54 anos, foi liberada da Penitenciária Feminina Madre Pelletier na quarta-feira, por deliberação da Justiça.

Em depoimento à polícia, ela admitiu que a morte de Schuck foi premeditada. No dia 22 de maio, dois homens invadiram a residência onde Ari Schuck, 60 anos, morava com a mulher no bairro Parque Silveira Martins, em Cachoeirinha, enquanto o casal dormia. A mulher teria sido amarrada a uma cadeira na cozinha enquanto Schuck era torturado no quarto. O aposentado teve um dedo da mão amputado e morreu asfixiado por um cinto.

COMENTÁRIO DO BENGOCHEA - De que adianta alardearem rigor em crimes hediondos, se as leis não são aplicadas e a bandidagem fica solta?

ASSALTANTES FAZEM REFÉM EM PASSO FUNDO/RS

ZERO HORA - Refém no Norte 26/05/2012 | 15h15.

Ladrões assaltam e sequestram professora em Passo Fundo. Educadora foi rendida na manhã deste sábado quando chegava à escolaLeandro Becker

Uma professora foi assaltada e feita refém quando chegava à escola na manhã deste sábado em Passo Fundo, no norte do Estado. Segundo a Brigada Militar, um homem armado a rendeu por volta das 7h30min, logo após a educadora estacionar o Fusion que dirigia próximo à escola Padre José Anchieta, no bairro Jerônimo Coelho.

O ladrão teria desembarcado de um Celta antes de atacar a professora. De acordo com a BM, o assaltante sequestrou a vítima e só a libertou minutos depois na rodovia Passo Fundo-Pontão (ERS-324), próximo ao distrito industrial. Em seguida, a educadora, que pediu para não ser identificada, avisou a polícia. Ela não ficou ferida.

A BM localizou o veículo dela por volta das 10h estacionado em uma rua do bairro Fátima. A uma quadra dali, os policiais encontraram o Celta usado no crime, que havia sido roubado no início da noite de sexta-feira no próprio bairro Fátima. A carteira da professora, com cerca de R$ 94 em dinheiro, foi recuperada no interior do Celta. A polícia fez buscas pelos assaltantes na região, mas ninguém havia sido preso até as 15h.

CLUBE DE PÔQUER É ASSALTADO EM PORTO ALEGRE

Jogadores participam de torneios em estabelecimento<br /><b>Crédito: </b> mauro schaeferCORREIO DO POVO,26 DE MAIO DE 2012

Ladrões assaltam clube de pôquer

Grupo levou R$ 10 mil, joias e eletrônicos, além de fazer reféns frequentadores e funcionários de estabelecimento na Capital.


Um clube de pôquer, na modalidade Texas Holdem, foi assaltado no final da noite de quinta-feira, por pelo menos dez homens armados, em Porto Alegre. O ataque ocorreu por volta das 23h, no Ypiranga Texas Club, na avenida Goethe, bairro Moinhos de Vento. De acordo com a Brigada Militar, 50 pessoas, entre clientes e funcionários, chegaram a ser feitos reféns, enquanto a quadrilha saqueava o local. O clube também tem espaço para jogos de gamão e xadrez.

Conforme a Polícia, foram levados R$ 10 mil, dois notebooks, três câmeras fotográficas, 30 bolsas e mochilas, além de celulares, joias e documentos. Uma mulher declarou que os criminosos roubaram R$ 5 mil, entre joias e dinheiro. A CPU contendo as imagens das câmeras de segurança foram levadas pelos assaltantes, que fugiram em um Honda Civic e um Fiesta. Ninguém ficou ferido no ataque.

Os clubes de pôquer, na modalidade Texas Holdem, são os únicos com jogos de carta que atuam no Brasil com autorização judicial. Um laudo feito pelo Instituto de Criminalística Eduardo Molim, da Polícia Civil de São Paulo, teria atestado que o pôquer Texas Holdem é um esporte para a mente e não jogo de azar. As quantias são declaradas para fins de Imposto de Renda. Existe até uma proposta de tornar a modalidade esporte olímpico.

Na Capital, um dos clubes tem mais de 2 mil sócios. A casa promove torneios para os frequentadores. De acordo com o administrador do estabelecimento, Marcos Francisco, o pôquer (na modalidade Texas Holdem) é comparável ao xadrez e ao gamão. Segundo ele, o público que frequenta o estabelecimento é heterogêneo, alguns indo com a família. A faixa etária é de 19 aos 88 anos. "É um clube como qualquer outro, com quadro social, regulamentos e alvará para funcionar", explicou.

Há várias modalidades de torneio, que ocorrem três vezes por semana. Dependendo do tipo de campeonato, o valor do jogo pode ser de R$ 10,00 e chegar a R$ 200,00, por exemplo. "Uma vez por mês ocorre a Liga da São Pedro, onde se inscrevem 200 jogadores", contou. "A premiação varia, com os valores distribuídos entre os primeiros colocados."



CADEIA SEM GRADES

WANDERLEY SOARES, O SUL, 26/05/2012

Estudiosos das tragédias cotidianas, sem raridade, apresentam soluções humanísticas e que, ao atingirem o lirismo, me comovem e me fazem rir. Liberto, então, o poeta que é o anjo da guarda do repórter policial, para dizer que vivo tentando serrar todas as grades.

Lamentei não poder passar pelo Palácio do Ministério Público (ex-Forte Apache), na Praça da Matriz, Centro Histórico de Porto Alegre, para acompanhar a discussão sobre a cadeia sem grades, uma das novas soluções sonhadas para o sistema penitenciário gaúcho. No entanto, ao chegar em minha torre as primeiras informações sobre o projeto, dito bem-sucedido em alguns pontos do País, inclusive nas afrodisíacas montanhas das Minas Gerais, não tenho receio em me aliar aos seus apologistas de forma incondicional.

Sou contra as residências com janelas e portas gradeadas; sou contra as mansões como muros medievais guarnecidas por guardas armados, gansos e pitbulls; sou contra as câmeras que tiram a privacidade das pessoas nas ruas, nos elevadores e até nos banheiros; sou contra esses guardinhas de supermercados e de bancos que consideram todas as velhinhas como suspeitas; sou contra os juízes que fiscalizam juízes, os policiais que cercam policiais, os governos que com seus leguleios amordaçam jornalistas, os jornalistas que cercam marginalizados; sou contra todas as grades de ferro, sou contra todas as grades virtuais. Sou a favor, portanto, de todas as serrinhas que ingressam de forma libertária em nossos presídios. Sou contra, enfim, os presídios com grandes. Aliás, sou contra todos os presídios.

PM ferido

Um soldado da Brigada Militar foi atingido por três disparos de armas de fogo no braço e na perna durante operação policial ocorrida na noite de quinta-feira no bairro Santo Afonso, em Novo Hamburgo. O PM está hospitalizado e um traficante, identificado como Valdecir José Simões, de 34 anos, que estava foragido, levou um tiro no tórax e foi preso.

Gremistas

Durante um tiroteio no Centro Histórico de Porto Alegre, uma pessoa resultou ferida nas pernas sem maior gravidade. O fato ocorreu no início da madrugada de ontem na rua Fernando Machado, perto da avenida Borges de Medeiros. De acordo com a Brigada Militar, a confusão envolveu um grupo de pessoas com camisas do Grêmio. Embora isso tenha ocorrido depois da vitória do Grêmio sobre o Bahia, nenhum baiano foi visto nas proximidades.

Lanches

Uma quadrilha - cinco homens e uma mulher - que entregava drogas junto com lanches foi presa, na noite de quinta-feira, na Zona Norte de Porto Alegre. O grupo entregava a droga dentro de lanches como xis e cachorro-quente. Os policiais apreenderam armas, drogas, um carro e quatro motos do bando no loteamento Costa e Silva.

Viagens espaciais

Diante da violência que assola o planeta, quem estiver interessado em abandoná-lo deve colocar em sua agenda a IV Semana de Ufologia - Ciência e Espiritualidade - que ocorrerá em Porto Alegre de 18 a 24 do próximo mês de junho. Trata-se do maior fórum de debates ufológicos do RS com palestras, painéis e depoimentos que será desenvolvido no Colégio Militar de Porto Alegre, na avenida José Bonifácio, 363. Maiores informações podem ser colhida no site www.mgufo.blogspot.com.

sexta-feira, 25 de maio de 2012

ARRASTÃO EM CASA DE JOGOS

ZERO HORA, 25/05/2012.

Grupo armado faz arrastão em casa de jogos de Porto Alegre

Criminosos renderam clientes e funcionários de estabelecimento na avenida Goethe

Aproximadamente 10 homens armados invadiram uma casa de jogos na avenida Goethe, bairro Moinhos de Vento, em Porto Alegre, na noite dessa quinta-feira. O grupo rendeu cerca de 50 pessoas, entre clientes e funcionários, que foram obrigados a entregar aos criminosos dinheiro, documentos e pertences pessoais.

De acordo com o 9º Batalhão de Polícia Militar (BPM), foram roubados R$ 10 mil, além de dois notebooks; duas câmeras digitais; uma máquina fotográfica semi profissional; 30 bolsas; joias; celulares; e documentos. Ninguém ficou ferido na ação.

O grupo fugiu em dois veículos – um Honda Civic e um Fiesta. Um dos carros teria sido localizado na avenida Princesa Isabel.

O estabelecimento comercial é destinado a  jogadores e apreciadores de pôquer. O local apresenta mesas especiais para a prática do Texas Holding e espaço para gamão e xadrez.

CLAMOR PÚBLICO CONTRA A INSEGURANÇA NAS RUAS

 

A saúde dos traficantes

WANDERLEY SOARES, O SUL, 25 de Maio de 2012


O clamor público é contra a insegurança nas ruas.


Lançada, no início deste mês, pela pasta da Segurança Pública gaúcha, com perfil midiático, a força-tarefa constituída de 200 PMs procedentes do interior do Estado com o objetivo de conter a violência e a criminalidade, principalmente os casos de homicídio, na Zona Norte da Capital e em onze municípios da Grande Porto Alegre, ao que parece, ainda está em fase treinamento. Não houve ainda uma operação que possa ser considerada de vulto. De outra banda, há um fenômeno real e quase nunca abordado pela mídia sobre o real impacto na sociedade sobre as execuções praticadas entre bandos de traficantes. Certo ou errado, o cidadão de bem festeja cada grupo de bandidos que é justiçado na guerra pelos pontos-de-venda de drogas. O clamor público é contra a insegurança nas ruas, no transporte coletivo, nos restaurantes, nas escolas e mesmo nas residências. Não há na sociedade, isso pode ser verificado com a mais simples das enquetes, nenhuma preocupação com a segurança ou o Estado com a saúde de traficantes. Sigam-me.

Estratégia

Um fato curioso que está acontecendo com o planejamento do policiamento ostensivo da Capital está sendo mantido, por ora, em sigilo. Por motivos certamente da maior gravidade, 30 PMs - além de dois oficiais - foram deslocados do CPC (Comando de Policiamento da Capital) para outros setores de atividade. Isto significa que a força-tarefa que deveria reforçar o policiamento existente, já perdeu 30 PMs além dos dois oficiais. Uma estratégia difícil de ser entendida.

Marginalizados

Apesar de todas as promessas governamentais, os membros do CVMI (Corpo de Voluntários Inativos) da Brigada Militar continuam sem aumento salarial não existindo previsão sobre se isso possa vir a correr. Por ora, são trabalhadores da Segurança Pública marginalizados pela burocracia da pasta.

Família brigadiana

Quarta-feira, dia 23, o professor Romeu Karnikowski, o tenente-coronel Ricardi Guimarães, presidente Associação dos Oficiais, o tenente Aparício Santellano, presidente da Associação dos Sargentos, Subtenentes e Tenentes, e o sargento Leonel Lucas, presidente da Associação dos Cabos e Soldados, foram nomeados sócios honorários do Grupo União, segmento social e político basilar na Brigada Militar. O União existe desde março de 2003 e constitui o grupo que forma a diretoria e os conselhos da IBCM (Instituição Beneficente Coronel Massot), com 84 anos de existência e com mais de 23 mil associados, voltada a atender a saúde da família brigadiana e servidores estaduais atrelados ao IPE.

Crack

Um homem foi flagrado, ontem, com 29 quilos de crack na BR-116, em Canoas. Ele dirigia um Honda Civic com placa de Foz do Iguaçu. A droga era procedente do Paraguai.

Mediação de conflitos

O Encontro do Grupo de Estudos de Mediação de Conflitos, do Iargs (Instituto dos Advogados do RS), será realizado no próximo dia 30 a partir das 13h, na sede da entidade, na travessa Adilino de Carvalho, 21. Uma palestra gratuita e aberta ao público, proferida por Maria Izabel Schneider Severo, abordará o tema Mediação de Conflitos na Prática: Reflexão Sobre o Papel do Mediador. Maiores informações pelo telefone (51)3224.5788, e-mail iargs@iargs.com.br.

CERCA ELETRÔNICA

 
ZERO HORA, 25 de maio de 2012
 
VIAS VIGIADAS. Avança o projeto para implantar “cerca eletrônica”
 
O secretário estadual da Segurança Pública, Airton Michels, e o presidente da Associação dos Municípios da Região Metropolitana (Granpal), João Carlos Brum, prefeito de Alvorada, assinaram ontem acordo de cooperação técnica para implantação do Sistema Inteligente de Monitoramento na Grande Porto Alegre – a chamada Cerca Eletrônica.

Ogoverno do Estado, com apoio dos municípios, programa instalar nos acessos a municípios da região câmeras, rádios, iluminadores infravermelho, postes, loops de detecção de passagem de veículos e software de análise.

Com essa estrutura, todos os veículos que passarem pelas câmeras serão fotografados, e as imagens serão imediatamente cruzadas com arquivos de carros roubados ou furtados. Um alarme disparará nas centrais de monitoramento sempre que um veículo nessas condições for identificado.

Conforme Michels, o sistema vai combinar novos equipamentos com o que já existe na estrada Porto Alegre-Vale do Sinos (BR-116). O investimento total feito pelo Estado será de cerca de R$ 20 milhões, e o trabalho vai integrar as polícias e exigir agilidade nas operações.

Na primeira etapa, a rede de equipamentos vai abranger Porto Alegre, Canoas, Cachoeirinha, Gravataí, Viamão e Alvorada. Na seguinte, será instalada também em Novo Hamburgo, Sapucaia do Sul, Esteio e São Leopoldo. Por último, Santo Antônio da Patrulha, Nova Santa Rita e Glorinha.

quinta-feira, 24 de maio de 2012

HOMICÍDIOS EM ALTA NO RS

 

MISTÉRIO REPRISADO - CAROLINA ROCHA, ZERO HORA 24/05/2012

Duas mulheres são carbonizadas


Mortas a facadas, com sinais de tortura e com fogo ateado aos corpos, duas mulheres foram executadas ontem. Os cadáveres estavam em um terreno do Morro Santana, na zona leste da Capital.

Acontar do trio encontrado queimado dentro de um carro em Triunfo, em 26 abril, já são 10 casos de carbonizados em 28 dias. Somente na Região Metropolitana, são sete ocorrências desde 3 de maio.

Segundo moradores, Thais Pereira dos Santos, 19 anos, e Samanta Rithiely Bernarbe (idade não confirmada), seriam ex-moradoras de uma área denominada Ocupação do Hospital, no fim da Avenida Protásio Alves, e atualmente moravam em Gravataí. Esta semana, as duas teriam sido vistas no local novamente e depois desapareceram.

Os policiais acreditam que as duas tenham sido morta a facadas. Uma foi deixada na entrada da clareira, com as mãos amarradas para trás e o corpo coberto por galhos e folhas. O outro cadáver estava mais adiante, no meio da clareira, com sinais de tortura, marcas de ferimentos na cabeça e degola.

– Facas ficaram presas nos corpos – contou o Felipe Borba, do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), após o trabalho dos peritos.


Outros casos
- 17 de maio, Porto Alegre – Moradores encontraram o corpo de um homem carbonizado e com as pernas arrancadas em um matagal à beira do Arroio Feijó, no bairro Rubem Berta. A Delegacia de Homicídios ainda não identificou a vítima.
- 15 de maio, Nova Santa Rita – O corpo de um homem foi encontrado carbonizado junto ao acesso da futura Rodovia do Parque. Ele foi identificado como Sandro Barcelos, 40 anos. A morte teria relação com o tráfico de drogas.
- 9 de maio, Gravataí – Um homem foi encontrado incinerado dentro de um veículo também queimado no distrito da Costa do Ipiranga. A 1ª DP de Gravataí suspeita de que se trate de um homem de 35 anos, responsável por serviços de segurança em casas noturnas. Os policiais aguardam o resultado do DNA para a identificação.
- 4 de maio, Viamão – O cadáver de um homem foi encontrado carbonizado à beira do Beco dos Soares, enrolado a uma piscina plástica. Uma família teria se apresentado à 2ª DP de Viamão suspeitando que fosse um parente, mas os investigadores aguardam o resultado do exame de DNA.
- 3 de maio, Viamão – No Beco dos Pacheco, um corpo ainda não identificado foi encontrado carbonizado dentro de um C3. O carro havia sido roubado em abril.
- 26 de abril, Triunfo – Os corpos de João Gonçalves de Oliveira Filho, 42 anos, Daiane Cristiane Castro dos Santos, 17 anos, e Daniel Castro dos Santos, 25 anos, foram encontrados carbonizados em um Novo Uno em uma estrada municipal. O caso é apurado pela DP de Triunfo, que tem certeza do envolvimento de João com o tráfico. Ele seria o alvo dos matadores.

TRÁFICO IMPULSIONA HOMICÍDIOS

VIOLÊNCIA EM ALTA. Esse tipo de crime contribuiu para o aumento de 25,1% dos assassinatos no Rio Grande do Sul no primeiro quadrimestre do ano - ANDRÉ MAGS E JOSÉ LUÍS COSTA, ZERO HORA 24 de maio de 2012  

O número de assassinatos no Rio Grande do Sul subiu 25,1% nos primeiros quatro meses do ano, na comparação com o mesmo período do ano passado, conforme balanço divulgado ontem pela Secretaria da Segurança Pública do Estado (SSP). Ao passo em que o índice costuma se sustentar em homicídios ligados ao tráfico, um fenômeno pode explicar o crescimento: a prisão de líderes do crime estaria impulsionando seus substitutos a se impor por meio da violência ante os rivais. 

De janeiro a abril deste ano, foram registrados 677 assassinatos contra 541 no mesmo período de 2011. Em 2012, o índice vem crescendo – no primeiro trimestre, a elevação foi de 19,6% –, acompanhado pela repetição de episódios de extrema violência entre grupos rivais de traficantes. Os exemplos são variados. Em abril, foi preso pela Polícia Civil na Vila Elza, em Viamão, um grupo que torturava e matava oponentes, responsável por pelo menos três assassinatos.

 Outra prática que se repete na Grande Porto Alegre é jogar adversários para a morte dentro de carros incendiados. Nos últimos meses, ocorreram pelo menos 10 descobertas de corpos carbonizados em veículos (veja reportagem na página ao lado). Alguns desses crimes foram atribuídos a conflitos do tráfico. Cogita-se que até cemitérios clandestinos possam ter sido montados por traficantes. Ontem, dois corpos foram localizados em covas descobertas no bairro Jardim Carvalho, na Capital. Pelo menos uma das vítimas tinha relação com o comércio de drogas.

 Números recentes corroboram a participação do tráfico nos homicídios. Em Porto Alegre, por exemplo, entre 60% e 70% das mortes envolveram rixas entre criminosos. Diretor de Investigação do Departamento Estadual do Narcotráfico, o delegado Heliomar Franco concorda que lançar medo sobre desafetos é uma receita praticada por líderes que querem se impor:

– Às vezes, o chefe preso escolhe substitutos inexperientes, que, para liderar, podem ser mais violentos. 

Só polícia não basta 

O professor do Programa de Pós-graduação em Sociologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e integrante do Núcleo de Estudos da Violência Juan Mario Fandino Mariño acredita que o problema da violência do tráfico não se resolve somente com a presença da polícia nas comunidades. Segundo ele, é preciso que o poder público ouça os moradores sobre seus anseios, ofereça infraestrutura e proteja quem denuncia.

No começo do mês, a Secretaria da Segurança Pública anunciou uma força-tarefa para conter a onda de homicídios. A ofensiva tenta reduzir as mortes em 11 cidades que concentram 65% dos casos este ano. Em 10 de maio, 200 PMs do Interior se apresentaram na Capital para iniciar o trabalho. Em 1º de julho, será a vez da Polícia Civil. É para quando está previsto o reforço de 64 agentes às equipes de investigação de assassinatos.

DIFERENÇA CRUCIAL -  No Estado, o tráfico é desordenado. Os traficantes gaúchos não respeitam comandos, provocam mortes pela disputa de pontos de venda e não toleram devedores.

– No Rio de Janeiro, o crime é organizado. A maioria dos traficantes obedece às facções Comando Vermelho, Terceiro Comando e Amigos dos Amigos. Por causa da tomada dos morros pela polícia, esses grupos vêm sendo sufocados, o que tem se refletido nos índices de homicídios.

– Em São Paulo, o tráfico se concentra nas mãos do Primeiro Comando da Capital, facção que controla a venda de drogas de dentro dos presídios. O grupo tem adotado, como regra, espancar desafetos, em vez de matar.



COMENTÁRIO DO BENGOCHEA - Duas questões devem ser abordadas neste artigo. A primeira é sobre a liderança do tráfico: a única diferença é a intensidade do poder da liderança, pois no RS, as facções que dominam o tráfico são conhecidas:  aos manos, os brasas e os bala-na-cara. Não é a toa o número de execuções, as guerras entre facções  e as mortes de soldados, líderes e chefes de pontos de tráfico.  A segunda questão é a responsabilidade da polícia. Realmente, só a polícia não basta, assim como não resolvem a infraestrutura e a proteção de quem denúncia. É preciso muito mais, pois as benevolências legais, a morosidade da justiça, o descaso dos Poderes de Estado e a falência da execução penal vêm produzindo programas superficiais sem continuidade, descontrole, desvios de recursos, fracionamento do sistema, corporativismo e uma alarmante impunidade, que impedem a eficácia da polícia e toda e qualquer mudança de infraestrutura e proteção idealizada contra o crime. O Brasil precisa de um nova constituição e de um Sistema de Justiça Criminal que integre e harmonize os poderes, agilize os processos, melhore as ligações e construa instrumentos de prevenção, coação, justiça e cidadania bem mais fortes, estruturados, capacitados e comprometidos uns com os outros na preservação da ordem pública, da vida e do patrimônio das pessoas.

quarta-feira, 23 de maio de 2012

LOJA DO AEROPORTO É ROUBADA SEM NINGUÉM PERCEBER

 
ENIGMA NO AR

Mistério em ataque a loja de aeroporto da Capital . Num dos locais mais vigiados do Estado, ladrões levaram mercadorias de operadora de celular

JOSÉ LUÍS COSTA, ZERO HORA 23/05/2012


Depois do sumiço de bagagens, furto a passageiros e de rodas de veículos, o Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre, é cenário de um caso ainda mais enigmático. Quem invadiu a loja de celulares da operadora Vivo e como levou o estoque de mercadorias sem que ninguém tenha visto?

Oaeroporto é um dos locais mais bem protegidos do Estado. Tem delegacias das polícias Federal e Civil, posto da Brigada Militar, seguranças da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), vigilantes terceirizados e quase duas centenas de câmeras operando 24 horas.

O surpreendente ataque à loja aconteceu há três semanas, possivelmente de madrugada, e até agora não existe qualquer pista dos criminosos que causaram um prejuízo de quase R$ 80 mil. Foram levados celulares de última geração, tabletes, entre outros aparelhos que estavam em um depósito na parte dos fundos da loja.

Para entrar no depósito, os bandidos estouraram a fechadura da porta. Por estar dentro do aeroporto, a loja não tinha alarme, e a fachada é coberta com cortinas flexíveis, que podem ter sido ultrapassadas sem dificuldades.

O episódio é cercado de mistérios. Um deles é por que razão atacar aquele estabelecimento? A lógica indica que seria mais fácil entrar em algum outro nas extremidades do terminal, menos movimentadas. A loja da Vivo fica em ponto estratégico, ao lado da sala de embarque, onde há intensa circulação de passageiros e de seguranças e onde estão pelo menos três câmeras.

 Câmeras não registraram a ação dos criminosos

A análise das imagens das câmeras de vigilância trouxe outra surpresa. Por razões desconhecidas, os aparelhos, modernos, com cenas em alta definição, não registraram o ataque. Estariam apontadas para o lado oposto. Conforme a delegada Camila Franco Defaveri, da DP do Turista, que investiga o arrombamento, os equipamentos são novos, o manuseio exige conhecimento específico e os operadores estariam em fase de treinamento. A delegada evita revelar detalhes do caso.

– É surpreendente e nos deixa indignados. Não sabemos como pode acontecer isso. Estamos dando prioridade total – afirmou.

Ela diz que, em breve, as imagens das câmeras do aeroporto serão captadas pela delegacia, o que deve facilitar as investigações de crimes no terminal.

Por ser quase uma cidade, com circulação diária de mais de 30 mil pessoas e aberto 24 horas, o Salgado Filho ainda enfrenta outros problemas de segurança. Semanalmente, de três a quatro pessoas são vítimas de furtos de celulares, de notebooks ou sofrem com o sumiço de objetos de malas.

A delegada assegura que os furtos em bagagens reduziram após demissões de funcionários do serviço de transbordo de malas e com a prisão de pelo menos 10 pessoas envolvidas nos furtos.
Outros crimes
JULHO DE 2011
- Um caso misterioso ocorreu no estacionamento do aeroporto. Um Polo estacionado no local teve as rodas retiradas e substituídas por conjunto de ferro com pneus carecas sem o conhecimento do dono.
MAIO DE 2011
- A Polícia Civil atacou rede que furtava objetos em malas no Salgado Filho. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão em seis casas em Alvorada. Uma delas seria de um funcionário de uma empresa de transporte de malas que trabalha no terminal.
JULHO DE 2010
- Passageiros tinham pertences furtados no aeroporto a cada semana, conforme a Polícia Civil. Bolsas, mochilas e equipamentos eletrônicos estavam entre os alvos dos ladrões.

terça-feira, 22 de maio de 2012

MAIS ASSASSINATOS NO RS


ZERO HORA, Crime bárbaro - 22/05/2012 | 09h43

Policial aposentado é torturado e morto em Cachoeirinha. Ari Schuck, 60 anos, teve um dedo da mão amputado e morreu asfixiado por um cinto


Um policial civil aposentado foi torturado e morto dentro de casa na madrugada desta terça-feira em Cachoeirinha, na Região Metropolitana.

Segundo a Brigada Militar, por volta de 2h, dois homens invadiram a residência onde Ari Schuck, 60 anos, morava com a mulher no bairro Parque Silveira Martins, enquanto o casal dormia. A mulher teria sido amarrada a uma cadeira na cozinha enquanto Schuck era torturado no quarto. O aposentado teve um dedo da mão amputado e morreu asfixiado por um cinto.

A mulher de Schuck não ficou ferida e a dupla fugiu sem levar o dinheiro que o casal guardava em casa. Cogita-se que uma arma possa ter sido roubada, mas a informação não foi confirmada. A 1ª Delegacia de Polícia de Cachoerinha investiga o caso.
NOTAS - ZERO HORA, 22 de maio de 2012

ROLANTE - Corpos em rio

Os corpos de Robson Gonçalves Santana, 22 anos, e Dioslei Henrique dos Santos, 19 anos, foram encontrados na tarde de domingo no Rio Rolante, em Rolante, no Vale do Paranhana. De acordo com a polícia, Santana apresentava uma marca no corpo, possivelmente um ferimento causado por um tiro, mas a causa das mortes não tinha sido definida até a tarde de ontem. As vítimas tinham antecedentes criminais.

ALEGRETE - Morto a tiros

A 1ª Delegacia da Polícia Civil de Alegrete, na Fronteira Oeste, investiga a morte de Washington Romário Bicca, 45 anos. Ele foi morto a tiros na noite de domingo dentro de sua lanchonete. Segundo o delegado Vinícius do Valle, as primeiras apurações apontam para um latrocínio (roubo com morte). Entretanto, não está descartada a possibilidade de o comerciante ter sido vítima de homicídio.

 ZERO HORA, 24/05/2012

Namorada confessa ter mandado matar policial. Bandidos contratados torturaram o aposentado da Polícia Civil em sua casa, em Cachoeirinha. EDUARDO TORRES


A morte do policial civil aposentado Ari Schuck, 60 anos, na terça-feira, foi tramada pelo menos duas semanas atrás. E a mentora foi sua namorada, Odete Bortolini, 54 anos. Ela teria contratado dois executores, prometendo que pagaria após o serviço.

Amulher confessou o crime depois de horas de interrogatório na 1ª DP de Cachoeirinha na noite de terça-feira. Ontem, agentes fizeram buscas aos suspeitos de terem invadido a casa de Schuck e o torturado antes de matá-lo. A suspeita sobre a namorada surgiu no momento da perícia.

– Como seria possível que criminosos tivessem feito algo tão cruel contra a vítima e deixassem a mulher sem nenhum arranhão? – apontou o delegado Rafael Liedtke.

Segundo o policial, enquanto Schuck foi torturado no quarto, a mulher teria permanecido livre, boa parte do tempo nos fundos da casa. O fato de ter sido amarrada a uma cadeira na cozinha com fios de telefone faria parte do cenário premeditado.

– Schuck provavelmente foi dominado dormindo – disse o delegado.

O corpo foi encontrado deitado na cama com mãos e pés amarrados. Um cinto lhe causou asfixia, e ele levou pelo menos duas facadas entre a cabeça e o pescoço. Um dos dedos da mão esquerda foi arrancado.

Entre os laudos solicitados à perícia estão testes toxicológicos, para verificar se a mandante confessa teria dado sedativos à vítima antes de dormir.

Em depoimento, Odete afirmou que o crime foi encomendado com o intuito de apenas roubar o revólver calibre 38 que Schuck guardava em um cofre. O motivo, segundo ela, seria o pânico de armas que sentia. Para a polícia, a morte não foi acidental. Odete estaria em busca de vingança pelos desentendimentos do casal desde 2008. Ela foi autuada em flagrante e será indiciada por homicídio triplamente qualificado – pelo uso de tortura, por impossibilitar defesa da vítima e por prometer recompensa – e roubo. A prisão preventiva foi solicitada. Ela foi levada à Penitenciária Feminina Madre Pelletier.


segunda-feira, 21 de maio de 2012

ONDA DE CRIMES CONTINUA EM ALTA NO RS

 

ZERO HORA - 21 de maio de 2012 

 

SÃO LUIZ GONZAGA - A TIROS. Jovem é executado.


Fábio Júnior Mendonça, 25 anos, foi morto com pelo menos quatro tiros enquanto circulava na rua por volta da meia-noite de sábado em São Luiz Gonzaga, nas Missões. Segundo testemunhas, os tiros foram disparados por duas pessoas que fugiram, mas foram identificadas e estão com a prisão preventiva decretada.


TAQUARA - POR UM BOTIJÃO. Homem é espancado no Paranhana


Por volta das 14h de sábado, Joel Martins Silveira, 41 anos, foi morto em Taquara, no Vale do Paranhana. A vítima teria sido espancada com uma enxada por dois homens. A dupla roubou um botijão de gás, um compressor de água e um aparelho de TV, que foram abandonados perto da casa. Um adolescente foi apreendido e um jovem de 23 anos, preso, suspeitos de cometer o crime.


NOVO HAMBURGO. Homem é baleado

Daniel da Silva, que não teve idade confirmada, foi morto a tiros na madrugada de ontem em Novo Hamburgo, no Vale do Sinos, por volta das 3h.


SANTANA DO LIVRAMENTO. Morto a facadas

Leonardo Menezes Osório, 19 anos, foi morto a facadas na madrugada de ontem em Santana do Livramento. A polícia suspeita de homicídio ou latrocínio (roubo com morte).


CORREIO DO POVO, ANO 117, 21 DE MAIO DE 2012

 

Homicídios durante o fim de semana

Este foi mais um final de semana marcado por crimes na Capital, na região Metropolitana e também no Interior do Estado.

No domingo pela manhã, em Porto Alegre, uma pessoa foi executada na rua Irmã Teresilda Steffen, no bairro Rubem Berta. O corpo de Marildo Joaquim dos Santos foi encontrado enrolado em um cobertor com tiros no rosto e no braço. 
Ainda ontem, entre Marau e Mato Castelhano, região Norte do Estado, o corpo de Alaor José Machado, 50 anos, foi encontrado carbonizado dentro de um carro próximo à BR 285. Os Bombeiros, ao chegarem ao local, encontraram um Gol com placas de Passo Fundo totalmente consumido pelas chamas.

Em Novo Hamburgo, um homem foi executado com um tiro no bairro Roselândia, por volta das 3h de domingo, na rua César Augusto Minho de Souza. Segundo a BM, a vítima estava sendo processada por homicídio.

No sábado, um homem foi morto na rua Maurício Cardoso, no bairro Tijuca, em Alvorada. De acordo com a Polícia Civil, a vítima, ainda não identificada, estaria em um Monza quando foi atingida por vários tiros.

No mesmo dia, em Porto Alegre, um homem ainda não identificado foi encontrado morto por volta das 10h, nos fundos da Associação dos Funcionários do Hospital de Clínicas. Guardador de carros na rua Ramiro Barcelos, ele apresentava marcas de pancadas no rosto.

Em São Lourenço do Sul, um jovem de 20 anos foi esfaqueado e acabou morrendo. Jean Soares teria sido atacado por um adolescente de 17 anos durante uma briga.

Em Guaíba, um jovem foi assassinado por volta da 1h30min na avenida B. Jonathan Silva Kubiaki, 20 anos, recebeu três tiros nas costas e um na cabeça - ele morreu no local.

Em Santana do Livramento, o corpo de um homem não identificado foi encontrado em frente ao condomínio Santa Helena. 
Em Capão da Canoa, o corpo de Itacir Gonçalves, 38 anos, foi encontrado na rua Três Marias, no bairro Arco-Íris. Uma testemunha informou que dois homens em uma moto dispararam pelo menos quatro tiros contra a vítima, que conduzia uma bicicleta.



ARMAS FURTADAS DA JUSTIÇA DO RS ESTAVAM EM LAJES-SC

 
ZERO HORA. 21 de maio de 2012

CRIME EM FÓRUM - MARIELISE FERREIRA | São José do Ouro

Armas furtadas no RS são achadas

Duas pessoas presas na tarde de sábado podem ajudar a esclarecer o furto ocorrido no Fórum de São José do Ouro, no norte do Estado, de onde foram levadas cerca de 60 armas e munição na sexta-feira. Um casal que morava em Lages (SC) estava com parte das armas roubadas.

Agnaldo Antônio Matias era monitorado pela polícia militar de Santa Catarina. Na manhã de sábado, ele foi detido no centro da cidade, com o filho de 14 anos. Na mochila do adolescente, os policiais encontraram seis revólveres calibres 22 e 38. Ao revistar a casa, os policiais localizaram outras armas.

– Havia armas de todos os calibres e em todos os cômodos. Sobre o fogão, geladeira e camas. Nunca havíamos apreendido tantas – comentou a comandante do policiamento, Sandra Bender.

Foram apreendidas 18 armas longas e 26 curtas, além de cem munições, dois coletes à prova de balas e quatro rádios comunicadores. Também havia pólvora. Os policiais encontraram envelopes e etiquetas com o timbre do judiciário gaúcho. O material ostentava números das ações e inquéritos do Fórum de São José do Ouro, o que levou a polícia a ligar os dois crimes. Matias foi preso em flagrante. A mulher foi detida por ter uma arma na bolsa, mas foi liberada. O adolescente foi entregue ao Conselho Tutelar.

O homem disse ter comprado as armas em Vacaria, por R$ 16 mil, mas a suspeita é de que a transação tenha ocorrido em São José do Ouro. O delegado Luís Carlos Rollsing não soube precisar se todas as armas encontradas em Lages são do furto.

Conforme o presidente do Conselho de Comunicação do Tribunal de Justiça do Estado, desembargador Túlio Martins, um sistema de monitoramento está sendo instalado nos fóruns do Interior, mas São José do Ouro ainda não foi contemplado.

SUCATAS DA POLÍCIA LEGALIZADAS PELO CRIME

 
ZERO HORA, 21 de maio de 2012

INDÚSTRIA DO CRIME. Viaturas são usadas para “legalizar” carros roubados

 

Bandidos utilizam chassi de veículos da polícia arrematados em leilão para esquentar automóveis - GIOVANI GRIZOTTI


 Arrematadas em leilões oficiais, viaturas das polícias estão sendo utilizadas para esquentar carros roubados no Estado. O esquema foi revelado ontem pelo programa Fantástico, da Rede Globo, em reportagem produzida pela RBS TV.

Atraídos pelo valor baixo com que são negociadas viaturas acidentadas ou em péssimas condições, bandidos frequentam os pregões de olho no chassi e nos documentos desses carros. Após arrematá-los, roubam um veículo de igual modelo para fazer a transformação: carcaça e partes do automóvel roubado são transplantados para o chassi da sucata. O automóvel híbrido, fruto dessa montagem, passa a circular com o documento do que um dia foi um carro da polícia.

Com câmera escondida, a reportagem esteve em leilão promovido pela Central de Compras do Estado (Cecom), em 2 de março. Na ocasião, estavam à venda mais de 250 veículos oficiais – muitos totalmente destruídos e até sem motor, mas, negociados com documentos por valores baixos, como R$ 1,2 mil reais. Pelas normas do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), um veículo com perda total só pode ser vendido para o aproveitamento de peças, sem documentos.

Suspeito com prisão decretada participou de leilão oficial

– Não podiam ter sido negociados em leilão como veículos. Deveria ter sido dada baixa na documentação e vendido somente como sucata – disse a delegada Vivian do Nascimento, da Delegacia de Roubo de Veículos de Porto Alegre, após receber da reportagem a lista de carros arrematados.

Entre os frequentadores do leilão, estava Ramires da Costa, o Alemão Ramires, gravado circulando entre os compradores no dia em que estava com prisão temporária decretada pela Justiça. Capturado na semana seguinte, ele é apontado pelo Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) como um dos principais responsáveis por aplicar o golpe no Estado. A quadrilha dele seria a responsável pelo roubo de 300 carros, conforme as investigações. Segundo depoimento informal de um comparsa, gravado pela polícia, ele teria arrematado uma Kombi e dois Vectras no leilão.

Caminhonete recuperada, mas sem uso

Entre os carros que teriam sido “esquentados” por Alemão Ramires, está uma Blazer roubada em 2010 e recuperada em 2011. Uma perícia constatou que ela usava chassi e documentos de uma viatura da Polícia Rodoviária Federal arrematada em leilão na Capital, em 2007. Dono da caminhonete, o aposentado Carlos Roberto Santos da Silva conseguiu reaver o bem na Justiça. Mas o próprio juiz que deu a sentença decidiu que o veículo só pode rodar se regularizado junto ao Departamento Estadual de Trânsito (Detran), situação pouco provável.

– Eu não esperava um carro da polícia rodoviária sendo leiloado para outros fins – comenta Silva.

O aposentado precisou entrar na Justiça porque a Polícia Civil afirma ser impossível a devolução de um veículo nessas condições. Seria preciso desmontar o automóvel, restituindo ao dono apenas partes do veículo. A empresária Marcia Velloso Silva enfrenta problema parecido. Roubado durante um assalto no ano passado, o Vectra dela foi “esquentado” com chassi e documentos de uma viatura da Brigada Militar, adquirida em leilão oficial em junho de 2011, em Estrela:

– Além de toda a violência do assalto, existe agora o fato de que foi esquentado com uma viatura policial. Eu não entendo.

Relação de compradores tem pessoas com antecedentes

Obtida pela RBS TV, a lista de compradores do leilão promovido pela Central de Compras do Estado inclui velhos conhecidos da polícia. Um deles já foi flagrado por receptação. Situação de outro comprador que tem oficina na zona norte da Capital.

Após examinar a relação, a delegada Vivian Nascimento organizou uma fiscalização em outra oficina, na zona sul da cidade, responsável por arrematar 10 sucatas no leilão. Um Vectra com suspeita de adulteração foi apreendido. Após perícia, uma surpresa: tratava-se de um “triclone”: montado sobre o chassi de uma viatura da BM, o carro recebeu peças e acessórios de outros dois veículos roubados.

Uma sindicância aberta pela Secretaria da Administração e Recursos Humanos, à qual a Central de Compras está subordinada, investiga as denúncias. A tendência, segundo a secretária Stela Farias, é de que os carros classificados como “inservíveis”, sejam destruídos. O Departamento Nacional de Trânsito, em Brasília, também anunciou abertura de sindicância.


DETALHE - Segundo a Delegacia de Roubos,“recuperar” uma sucata pode ser inviável economicamente, se utilizadas apenas peças e mão de obra lícitas. Para confirmar, a reportagem da RBS TV adquiriu uma viatura arrematada em leilão e a submeteu a uma transformação. Por uma semana, o Palio que pertencia à Polícia Civil recebeu peças, acessórios e parte da lataria novos. A despesa, incluindo o valor pago pela sucata: R$ 12 mil reais, maior do que o valor de mercado do carro

CRIANÇAS ABUSADAS SEXUALMENTE DENTRO DE HOSPITAL

ZERO HORA - Horror em hospital, 21/05/2012 | 09h37

Meninas teriam sofrido abuso sexual dentro de hospital em Porto Alegre. Suspeito de cometer o crime é funcionário da empresa terceirizada que faz a limpeza do prédio


Duas meninas, de seis e 11 anos, teriam sofrido abuso sexual na madrugada desta segunda-feira dentro do quarto onde estavam internadas no Hospital Criança Conceição, em Porto Alegre.

O suspeito de cometer o crime, de 31 anos, é funcionário da empresa terceirizada que faz a limpeza do prédio e trabalhava há 20 dias no hospital. Ele foi preso em flagrante e encaminhado para o Presídio Central.

Segundo o delegado Rafael Sauthier, da 3ª Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento, havia três meninas no quarto no momento do crime, e apenas uma estava acompanhada da mãe. Quando a mulher saiu para ir ao banheiro, o homem teria entrado no local e tentado tocar as partes íntimas de duas crianças.

— Quando ele tentou tirar as calças da menina mais nova, ela revidou com um chute, afastou ele e começou a chorar. Aí, ele fugiu do quarto — relata o delegado.

Quando a mãe voltou ao local, a menina contou o que havia ocorrido e elas chamaram um segurança. O suspeito foi reconhecido pelas duas crianças e deve responder por estupro. Em depoimento, ele negou as acusações.

De acordo com a assessoria de imprensa da instituição, o Grupo Hospitalar Conceição determinou à gerencia de administração do hospital uma verificação ativa por parte do serviço social visando rastrear e identificar situações semelhantes que possam ter ocorrido. Os hospital vai investigar junto a setores do hospital, funcionários e familiares de pacientes locais por onde o suposto agressor passou.

ASSALTANDO A MESMA PIZZARIA

Pizzaria é assaltada pela segunda vez em três meses na Capital Lauro Alves/Agencia RBSZERO HORA - Moinhos de Vento 21/05/2012 | 02h19

PORTO ALEGRE - Pizzaria é assaltada pela segunda vez em três meses na Capital. Dupla armada, que rendeu sete funcionários, teria levado cerca de R$ 7 mil  - Letícia Costa

 

Dois homens armados assaltaram pela segunda vez em três meses a pizzaria Oca de Savóia, no bairro Moinhos de Vento, na Capital. Os bandidos entraram no local, na esquina das ruas Luciana de Abreu e Padre Chagas, por volta das 23h54min de domingo e teriam levado cerca de R$ 7 mil. Na hora, sete funcionários estavam na loja que estava fechando.

Eles entraram no local e ameaçaram a gerente. Um dos homens ficou em frente ao caixa e o outro entrou pela porta de acesso restrito aos funcionários.

— Um deles chegou e disse "a casa caiu, não precisa ficar nervosa vagabunda, eu quero é dinheiro". Gosto de trabalhar aqui, mas estou com medo, acho que o fato de ser mulher facilita a ação deles — disse a gerente.

Os proprietários da marca Oca de Savóia, Carlos Filho e Marcelo De Franceschi, argumentam que o local se tornou visado por não ter segurança da Brigada Militar (BM). Os bandidos não se intimidaram nem mesmo com a presença das câmeras de vigilância e da segurança local realizada por uma empresa privada.

Segundo o sargento Ricardo Ginez, do 9º Batalhão de Polícia Militar (BPM), uma viatura realiza ronda nos bairros Moinhos de Vento e Rio Branco, e no momento do assalto na loja da pizzaria, o veículo estaria em outra ocorrência. Quando chegaram no local, os ladrões já tinham fugido.

Em fevereiro, bandidos entraram na mesma loja do Moinhos de Vento quando já estava fechada, ao arrombarem, levaram dinheiro e equipamentos, como máquina de café.

— As autoridades se orgulham da Padre Chagas, mas é essa a realidade, é isto que vamos ter para mostrar aos turistas que vierem para a Copa do Mundo — diz Carlos Filho.

quinta-feira, 17 de maio de 2012

ONDA DE CRIMES NO RS CONTINUA...

ZERO HORA 17 de maio de 2012

BOM JESUS - MORTE AO AMANHECER

Entregador de pães é executado a tiros

O entregador de pães Leopoldo de Oliveira, 45 anos, foi morto com cinco tiros diante de um armazém no Bom Jesus, na Capital, por volta das 5h de ontem. O atirador seria um homem alto e forte. Para a polícia, a hipótese de latrocínio (roubo com morte) é praticamente descartada. Cerca de R$ 200, o relógio e a chave do armazém não foram levados.

– Aparenta ser uma execução cometida por alguém que conhecia a rotina da vítima – explicou o delegado Cristiano Radtcke.

QUINTÃO - PRISÃO EM FLAGRANTE

Homem é morto no Litoral Norte

Um homem foi morto golpeado, possivelmente, com uma barra de ferro na madrugada de ontem, em Quintão, no Litoral. O corpo de Marco Fernando Machado Humbert, 52 anos, foi encontrado em uma cama, dentro da casa dele, na Rua Hermes da Fonseca, por volta das 2h. A ex-companheira dele, Daily Gonçalves Deolindo, 44 anos, foi presa em flagrante pelo crime. Ela teria ido à casa da vítima na noite de terça, quando os dois teriam brigado.

PALMEIRA DAS MISSÕES - SOB INVESTIGAÇÃO

Corpos de mãe e filha são achados

Os corpos de uma mulher e da filha dela foram encontrados na casa onde elas moravam em Palmeira das Missões. Os corpos, com marcas de tiros, foram descobertos por familiares na terça.

A polícia acredita que o crime tenha ocorrido entre a noite de segunda e a manhã de terça. Os nomes das duas, com 36 e 11 anos, não foram divulgados. A hipótese de duplo homicídio não é descartada, mas, a principal suspeita é de homicídio seguido de suicídio.

CANOAS - ASSALTO E MORTE

Corpo é encontrado em carro roubado

Cadáver de homem estava em veículo levado de protetora de animais

O carro roubado de duas protetoras de animais voluntárias, em Canoas, na segunda-feira, foi encontrado na noite de terça-feira em São Leopoldo, no Vale do Sinos. Dentro do Astra preto, abandonado na Rua Oscar Rodrigues, no bairro Vicentina, havia o corpo de um homem.

Executado com pelo menos cinco tiros de pistola 9 mm, André Bernardo da Silva, 24 anos, estava sentado no banco do motorista. No dia em que o Astra foi levado da frente de uma clínica veterinária, com uma cadela e uma gata dentro, Silva teve prisão preventiva decretada pela Justiça, como suspeito de um homicídio. Para o delegado Marco Antônio Duarte de Souza, há possibilidade de Silva estar ligado ao roubo do carro:

EXECUTADO COM CINCO TIROS DE PISTOLA 9MM

 ZERO HORA - 17/05/2012

CANOAS - ASSALTO E MORTE

Corpo é encontrado em carro roubado

Cadáver de homem estava em veículo levado de protetora de animais

O carro roubado de duas protetoras de animais voluntárias, em Canoas, na segunda-feira, foi encontrado na noite de terça-feira em São Leopoldo, no Vale do Sinos. Dentro do Astra preto, abandonado na Rua Oscar Rodrigues, no bairro Vicentina, havia o corpo de um homem.

Executado com pelo menos cinco tiros de pistola 9 mm, André Bernardo da Silva, 24 anos, estava sentado no banco do motorista. No dia em que o Astra foi levado da frente de uma clínica veterinária, com uma cadela e uma gata dentro, Silva teve prisão preventiva decretada pela Justiça, como suspeito de um homicídio. Para o delegado Marco Antônio Duarte de Souza, há possibilidade de Silva estar ligado ao roubo do carro:

– Temos informações fortes de que ele possa ter sido um dos homens que atacaram as senhoras na segunda, em Canoas – declarou.

As placas do Astra foram trocadas pelas de outro veículo. Segundo o delegado, após os exames para tentar identificar os autores do homicídio, o veículo deve ser devolvido às proprietárias. Na segunda-feira, por volta das 11h30min, as irmãs Liliana Souza, 38 anos, e Maria Lima, 32 anos, levavam animais ao veterinário, em Canoas, quando Maria, que estava no carro, foi rendida por dois assaltantes. O veículo foi levado com a gata Pretinha e a cadela Bebê Serena. Os dois animais, que estavam doentes, foram localizados na noite de segunda-feira, às margens da rodovia Porto Alegre-Novo Hamburgo (BR-116). Pretinha estava bem, mas Bebê Serena morreu por falta de remédio e de alimentação.

– Acredito que a minha irmã vai vender esse carro e comprar um mais discreto – desabafou Liliana.

COMENTÁRIO DO BENGOCHEA - A arma utilizada é uma pistola 9 mm, um pistola proibida para o cidadão e comum nas mãos de bandidos, executores e mafiosos. Nas execuções, o número de disparos é sempre superior a cinco tiros, o que mostra que a munição não é problema para eles. Cai por terra o argumento dos desarmamentistas que é o cidadão que abastece os arsenais do crime. Para desarmar o crime é preciso muito mais do que campannhas demagógicas e falaciosas, é preciso controle permanente das fronteiras e leis duras e temidas contra assassinos e portadores de armas ilegais.  

quarta-feira, 16 de maio de 2012

NUMEROLOGIA DA SEGURANÇA PÚBLICA

WANDERLEY SOARES, O SUL, Porto Alegre, Quarta-feira, 16 de Maio de 2012.


Os números tem um tal poder de convencimento que podem projetar uma ficção com a força de realidade.

Dados oficiais divulgados pela mídia no sábado último, dia 12, sobre o trabalho realizado pela Brigada Militar, mereceu uma análise bastante pertinente de um dos conselheiros que frequentam em horas mortas a minha torre. Vejamos: 10.356 veículos abordados/fiscalizados em todo o Estado. Se dividirmos por quatro turnos de serviço, teremos 2.589. Mas se dividirmos pelo número de municípios do RS (496), chegaremos a, aproximadamente, cinco veículos abordados a cada seis horas em cada município gaúcho (menos de um por hora). Que tal a análise? E tem mais: se quisermos realmente desmistificar a estatística oficialista, basta completar a equação colocando o número de PMs mobilizados. Nem convém pensar nisso. É arrepiante. E tal maquiagem acontece com todos os demais indicadores (apreensões, abordagens de pessoas, prisões etc). Como um humilde marquês, não posso deixar de reconhecer a inteligência da numerologia da segurança pública nesta era da transversalidade governamental gaudéria.

Os 50 tiros

O 200 PMs que compõem a força-tarefa que irá combater, durante sessenta dias, a violência e a criminalidade em Porto Alegre e na Região Metropolitana, estão sendo submetidos à instrução de tiros e adaptados ao uso de pistolas no lugar do velho revólver 38, o popular trezoitão. Importante isso? Evidentemente que sim. O espantoso é que esses profissionais atuavam no interior sem tal modelo de treinamento, quando se sabe que a bandidagem, hoje, emprega as mesmas estratégias de ataques tanto na Capital como na Bossoroca.
 
Crime e castigo

Na manhã de ontem, um bandido foi baleado quando assaltava um mercado no bairro Glória, Zona Sul da Capital. O fato ocorreu na rua Pedro Boticário. A Brigada Militar foi acionada e o assaltante fugiu em direção à avenida Oscar Pereira, onde houve tiroteio. O assaltante foi internado no HPS em estado grave.
 
Espumoso

Quatro homens tentaram roubar uma joalheria, na madrugada de ontem, em Espumoso, Norte do Estado. De acordo com a Brigada Militar, quatro bandidos invadiram a loja Palládio. Eles foram surpreendidos pela polícia e houve troca de tiros. Ninguém ficou ferido. Os bandidos fugiram sem roubar nada e a paz retornou a Espumoso.
 
Trabalho prisional

Presos estão trabalhando na reforma do Presídio Central. São 30 apenados que realizam atividades na rede de esgoto, escavações do terreno e instalações de caixas de concreto. Foi assinado protocolo da Susepe com a construtora responsável pela obra. Os presos selecionados para o trabalho possuem conhecimentos básicos na área da construção civil. A diretora do Departamento de Tratamento Penal da Susepe, Ivarlete França, assinalou que a cada três dias trabalhados o preso reduz em um dia a pena, além de ter outros benefícios. É a primeira vez no Estado que presos trabalham em reforma deste porte na cadeia onde cumprem pena.
 
Tornozeleiras

Afinal, a quantas andam os sucessos ou insucessos das tornozeleiras eletrônicas midiaticamente lançadas como uma das soluções das questões do regime semiaberto no RS e que deveriam revolucionar o sistema penitenciário? Como foi empregado o erário nisso, a sociedade mereceria um relatório sobre em que pé está o tornozelo de cada apenado.

TÁTICA MAFIOSA E ONDA DE CRIMES NO RS CONTINUAM

 ZERO HORA 16/05/2012

 

Mais um corpo achado queimado

 

Em três semanas, é o sétimo caso de homicídio em que vítimas são deixadas nessas condições


A polícia da Região Metropolitana está mais uma vez diante de um mistério envolvendo vítima de homicídio queimada. Um chamado anônimo alertou a Brigada Militar, por volta das 6h de ontem, para um corpo encontrado às margens da obra de acesso à Rodovia do Parque, nos fundos do bairro Mathias Velho, em Canoas. Foi o sétimo corpo encontrado nessas condições na região em três semanas.

Os casos não teriam relação entre si, mas intrigam os investigadores pela crueldade. De acordo com agentes da 1ª DP de Canoas, a mais recente vítima seria um homem jovem, que calçava tênis azul, que restou quase intacto. Os peritos confirmaram que, antes de ter fogo ateado ao corpo, o rapaz teria levado até dois tiros na cabeça.

Ao que tudo indica, o crime foi cometido naquele local. Ontem, os policiais buscavam indícios que pudessem levar à identificação da vítima. Já há pelo menos uma suspeita – ainda não confirmada – relacionando o caso ao tráfico de drogas.

Mesmo que esse crime não tenha ligação aparente com os anteriores, o bairro Mathias Velho estaria no pano de fundo do mais violento dos casos. Em 26 de abril, João Gonçalves de Oliveira Filho, 42 anos, Daiane Cristiane Castro dos Santos, 17 anos, e Daniel Castro dos Santos, 25 anos, foram encontrados queimados em um Novo Uno em uma estrada de Triunfo.

De acordo com o delegado Cleandro Jarczewski, não há dúvida de que aquele crime está relacionado com o tráfico de drogas. João, que era morador do bairro Mathias Velho, em Canoas, já havia sido indiciado por tráfico. Ele era suspeito de fazer parte de uma quadrilha internacional que lida com maconha. Daiane era sua namorada e, Daniel, o irmão dela. Os dois teriam sido mortos sem terem ligação direta com a motivação dos assassinos.
Outros casos
- Gravataí – No dia 9 de maio, o corpo de um homem foi encontrado incinerado dentro de um veículo queimado na Estrada Henrique Closs, distrito da Costa do Ipiranga. A principal suspeita da polícia é de que o corpo tenha sido abandonado ali, vindo do Vale do Sinos. Há indícios de que se trate de um homem de 35 anos ainda com a identidade não divulgada pelos investigadores da 1ª DP de Gravataí. Ele seria responsável pela segurança de casas noturnas em Novo Hamburgo e seria morador do município de Dois Irmãos. O DNA poderá confirmar a identidade. A polícia ainda considera a motivação do crime completamente aberta.
- Viamão – No dia 5 de maio, o corpo de um homem foi encontrado à beira da estrada, no Beco do Soares, enrolado a uma lona de piscina. A polícia investiga o caso, e a primeira suspeita é de que se trate de um homem que estava foragido. Mas o resultado do DNA ainda é esperado pelos investigadores.
- Viamão – No dia 3 de maio, um corpo foi encontrado incinerado dentro de um veículo C-3, também queimado, no Beco dos Pachecos. O caso é apurado pela 1ª DP de Viamão, que ouviu a proprietária do veículo, roubado em abril, mas evoluiu pouco na identificação da vítima.
- Triunfo – No dia 26 de abril, João Gonçalves de Oliveira Filho, 42 anos, Daiane Cristiane Castro dos Santos, 17 anos, e Daniel Castro dos Santos, 25 anos, foram encontrados queimados dentro de um Novo Uno em uma estrada do município de Triunfo. O caso teria relação com tráfico de drogas.

terça-feira, 15 de maio de 2012

2,7 MIL PRESOS POR TRÁFICO SÃO BENEFICADOS PELA JUSTIÇA

CORREIO DO POVO, 15/05/2012

 

2,7 mil presos beneficiados

A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), permitindo a qualquer suspeito de tráfico de drogas responder a processo em liberdade, poderá, assim que a decisão for posta em prática, deixar livre pelo menos 2.708 presos provisórios, que estão nas casas prisionais do Estado, acusados deste tipo de crime. A liberdade provisória, entretanto, só pode ser obtida mediante pedido de habeas corpus e por meio de decisão da Justiça. Será examinado caso a caso.

Conforme, a Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe), entre maio de 2011 e maio deste ano, 230 presos foram condenados pela Lei Antidrogas no Rio Grande do Sul.

A decisão do STF, que favorece detentos das 97 casas prisionais gaúchas, foi recebida com críticas pelo titular da 1 Delegacia de Investigação do Narcotráfico, delegado Mário Souza, do Departamento Estadual de Investigação do Narcotráfico, para quem o suspeito solto pode cometer novamente outros delitos, além do tráfico de entorpecentes.

COMENTÁRIO DO BENGOCHEAAlerta, cidadão. O tráfico está livre, leve e solto pelas benevolências do STF. Cuidem de seus filhos e amigos, pois a justiça brasileira é indiferente e não se importa com os efeitos de suas decisões. Assim, todas as iniciativas de combate às drogas se tornam inúteis, demoralizadas pelo próprio Estado.

ROUBO DE DADOS VIRTUAIS

 MARINA GOULART - ZERO HORA 15/05/2012

Desconfiança é a melhor prevenção

Imagine que você gosta de participar de competições de corrida ou é fã de tênis. O entusiasmo é compartilhado com os amigos em redes sociais. Aí recebe um convite pessoal por e-mail, para participar de uma corrida ou assistir a uma partida com um bom desconto, basta visitar uma página indicada no e-mail. Clicar é o suficiente para ter o computador invadido por um programa espião.

Conhecimento técnico não é o único requisito de quem cria arquivos com o objetivo de roubar senhas. Esses criminosos usam também criatividade e, em muitos casos, conhecimento sobre a vida da vítima. O golpe consiste em convencer a pessoa a clicar em um link que levará a uma página que instalará silenciosamente um arquivo espião no computador. O programa registrará todas as atividades que o usuário realizar, incluindo login e senhas.

São golpes desse gênero que colocam em risco informações pessoais, como ocorreu com a atriz Carolina Dieckmann. De acordo com Leonardo Lemes Fagundes, coordenador do curso de Segurança da Informação da Unisinos, não basta passar o mouse sobre o link para ver se o endereço é legítimo, já que há formas de camuflar endereços mal-intencionados.

– O cuidado básico é desconfiar sempre e tomar cuidado com o conteúdo que fica armazenado no computador. É preciso ter um antivírus sempre atualizado. Outra proteção importante é o firewall, que deve estar sempre ativado, e filtra o que entra e sai do computador – diz Fagundes.

O especialista lembra que há softwares de criptografia que protegem arquivos em caso de perda ou roubo do computador. Senhas fáceis de serem descobertas, como datas de aniversário, nomes de parentes, números de telefone e outras palavras associadas à vítima devem ser evitadas.




Siga as dicas
1. Suspeite de e-mails que pedem que você clique em links. Se ficou interessado em um evento ou promoção, procure o site oficial.
2. Evite clicar em links encurtados e desconfie até de postagens de amigos em redes sociais. Existem arquivos maliciosos que publicam notícias chamativas no perfil das pessoas sem que elas saibam.
3. Escolha um bom antivírus e o mantenha sempre atualizado. Não instale mais de um programa de fabricantes diferentes.
4. Ative o firewall em seu computador. O programa vem gratuitamente com o Windows.
5. Proteja seus arquivos mais importantes com programas de criptografia como EncryptOn Click, Kruptos 2 ou Safehouse Explorer.
6. Crie senhas difíceis de serem quebradas, com no mínimo oito caracteres. Uma dica é pensar em uma frase e usar apenas a primeira letra de cada palavra para compor o código, misturando letras maiúsculas, minúsculas e caracteres especiais.