SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

BANDIDOS AFRONTAM GOVERNO DE SC


ZERO HORA 12 de fevereiro de 2013 | N° 17341

ATENTADOS EM SC

Facção afronta governo e ataca Centro Administrativo

Incêndio de carros estacionados no local onde o governador trabalha foi considerado um deboche



O ataque a dois carros estacionados no pátio do Centro Administrativo do governo do Estado de Santa Catarina, na manhã de ontem, em Florianópolis, soou como deboche às autoridades e afronta às polícias. O atentado é atribuído à facção criminosa Primeiro Grupo Catarinense (PGC), mas ninguém foi identificado ou preso.

A polícia acredita que esse e outros dois ataques em série pela manhã, na capital e em Palhoça, também foram obras do PGC. No bairro Abraão, no Continente, um ônibus foi queimado pela manhã e, em seguida, criminosos atearam fogo em uma sala do cartório eleitoral de Palhoça.

– Foi uma sequência orquestrada da facção. Estamos investigando desde os primeiros minutos que ocorreram. Não se admite ataque ao palácio (Centro Administrativo) em hipótese alguma e daremos resposta – disse o diretor da Polícia Civil na Grande Florianópolis, delegado Ilson Silva.

A região em que os carros foram incendiados no Centro Administrativo, nos fundos, não conta com câmeras e por isso não há imagens que possam levar a polícia a identificar os autores. No momento do ataque, por volta das 5h45min, o único soldado que fazia a guarda naquele lugar tinha ido ao banheiro. Os criminosos, então, se aproveitaram da falta de vigilância e invadiram o local, onde trabalha o governador do Estado, Raimundo Colombo.

Desde dia 30 de janeiro, são 91 ações em 28 municípios

Para o comandante do 4º Batalhão da Polícia Militar, tenente-coronel Araújo Gomes, o ataque no Centro Administrativo pode ter sido praticado por criminosos que habitam morros vizinhos. A PM fez varredura na região.

– É possível que essa ação audaciosa tenha saído dali. Essa região tem uma série de comunidades em que constantemente são apreendidas armas e drogas e presos criminosos perigosos – comentou o comandante.

Com as ocorrências registradas na manhã de ontem na Grande Florianópolis, o incêndio de um ônibus escolar em São Miguel do Oeste, na madrugada, e o disparo de arma de fogo contra uma viatura do PM no domingo à noite, em Criciúma, já são 91 atentados em 28 cidades catarinenses.

DIOGO VARGAS | FLORIANÓPOLIS

Onda de violência - Novos atentados foram registrados em diferentes cidades catarinenses:

- Criciúma – Uma viatura da Polícia Militar foi atingida por pedradas e disparo de arma de fogo às 21h40min de domingo, quando fazia a escolta de um ônibus no bairro Progresso. De acordo com a PM, rondas foram intensificadas na região.

- Florianópolis – Por volta das 5h45min, o Corpo de Bombeiros de Florianópolis foi chamado para atender a uma ocorrência de incêndio no Saco Grande, Norte da Ilha. Os veículos atacados estavam no pátio do Centro Administrativo do governo do Estado. Pouco depois, às 6h18min, um ônibus foi incendiado na Rua Campolino Alves, no bairro Abraão. Ele estava no ponto final. O veículo ficou destruído. Como o incêndio foi próximo da rede de energia elétrica, a região ficou sem luz por duas horas.

- São Miguel do Oeste – Um ônibus de transporte coletivo foi incendiado por volta das 3h30min de ontem. O veículo estava estacionado no pátio da empresa na Rua Valdemar Rangrab, bairro Santa Rita.Uma carreta que estava estacionada ao lado do ônibus foi parcialmente danificada. Esse foi o primeiro atentado registrado no extremo oeste do Estado.

- Palhoça – Às 6h, uma sala que fica nos fundos da 24ª Vara do Cartório Eleitoral foi alvo de atentado. O fogo na Rua Naja Carone Goedert, no bairro Passa Vinte, foi controlado pelos bombeiros. Na tarde do domingo, por volta das 17h, um depósito de lixo reciclado, próximo ao cartório, havia sido incendiado.

Postar um comentário