SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

EXECUTADO NA FRENTE DA FAMÍLIA

ZERO HORA 18 de fevereiro de 2013 | N° 17347

ATAQUE EM CASA

Gerente morto na frente da família em Santa Maria. Residência de vítima foi invadida no sábado à noite por trio que acabou não levando nada


Um homem de 45 anos foi assassinado, na noite de sábado, na frente da família, na Rua Roberto Romano, no bairro Dom Antonio Reis, em Santa Maria. Segundo a Brigada Militar, três homens invadiram a residência, por volta das 22h30min, e renderam a família do gerente comercial Raik Einloft Mahmud. O homem teria entrado em luta corporal com os bandidos. Durante a briga, um dos criminosos atirou várias vezes contra Mahmud.

Mesmo ferido, Mahmud teria perseguido os assaltantes, momento em que foi baleado novamente. Ele foi socorrido e encaminhado ao hospital pela própria mulher, mas não resistiu. Além da companheira, estavam em casa na hora em que ocorreu o crime os dois filhos do casal, uma garota de 12 anos e um adolescente de 15 anos, e uma afilhada.

Conforme o delegado Jun Sukekava, os bandidos não estavam com os rostos cobertos e entraram no local pela porta da garagem. Testemunhas contaram que a mulher e a afilhada da vítima teriam presenciado o crime.

Equipes da Polícia Civil e do Instituto-geral de Perícias (IGP) fizeram um levantamento no local do crime, onde foram recolhidos seis fragmentos de projéteis de arma de fogo, uma camiseta e um boné pertencentes aos assaltantes.

– Esse material será encaminhado para perícia na tentativa de identificar algum vestígio de material genético que possa levar aos criminosos – adiantou Sukekava.

A Brigada Militar fez buscas nas proximidades mas não encontrou os bandidos. No entanto, a Polícia Civil já tem suspeitos. Nada foi roubado.



PORTO ALEGRE - Corpo é achado no Arroio Dilúvio

O corpo de um homem não identificado até a noite de ontem foi encontrado às margens do Arroio Dilúvio, na Avenida Ipiranga, esquina com o Beco dos Marianos, no bairro Agronomia, na Capital, na tarde de ontem. A vítima portava uma carteira com documento de identidade e carteira de habilitação de outra pessoa. Aparentando cerca de 25 anos, o homem vestia bermuda jeans e tênis e tinha marcas de mais de 10 tiros pelo corpo.

– Tudo indica que a execução ocorreu em outro lugar e o corpo foi abandonado no local – disse o delegado que responde interinamente pela 1ª Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção à Pessoa, Gabriel Bicca.

Segundo moradores, pedestres avistaram a vítima por volta do meio-dia. Uma moradora, que preferiu não se identificar, contou que jovens chegaram a mexer no cadáver que estava de bruços num barranco, a cerca de um metro da rua. Ao movimentarem o corpo, ele caiu cerca de 10 metros, ficando próximo da água.


TAQUARA - Empresário é achado morto 

A polícia tenta desvendar as circunstâncias da morte do empresário Marcos André Guimarães Rodrigues, 32 anos, encontrado morto com um tiro no peito em sua casa, em Taquara. Rodrigues, dono da empresa MR Assessoria e Cobranças, era parceiro do Inter-SM. De acordo com a Brigada Militar de Taquara, uma viatura deslocou-se até a casa dele, no bairro Morro do Leôncio, onde morava com a mãe, por volta das 14h de sábado, após receber um chamado. Lá, os policiais ouviram o relato de Adão José Timboni, funcionário e amigo de Rodrigues, que disse ter saído para comprar salada para um churrasco. Ao retornar à residência, Timboni disse que encontrou o corpo em uma cadeira com um ferimento no peito. Ao lado de Rodrigues, haveria uma arma calibre 380.

– Já pedi exames periciais para saber se havia mais alguém no local, mas o que me disseram é que os convidados para o almoço estariam por chegar, e ele estaria sozinho. A partir de hoje, vamos aprofundar as investigações, mas, pelos depoimentos que ouvimos até agora, tudo indica que não ocorreu um homicídio – afirmou a delegada Andrea Nicotti Ferreira.

Segundo a polícia, a mãe do empresário revelou que ele vinha recebendo ameaças de morte por telefone. Uma análise da central de segurança, instalada na casa do empresário, descobriu que o sistema eletrônico foi desligado horas antes da sua morte.

ROGÉRIO GIARETTA JR.

Postar um comentário