SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

GRANADA EM ÁREA BOÊMIA DA CAPITAL GAÚCHA



ZERO HORA 25 de fevereiro de 2013 | N° 17354

PORTO ALEGRE. Granada lançada em área boêmia

Os frequentadores e moradores de uma região de intensa atividade boêmia no centro de Porto Alegre foram surpreendidos pela ação de uma turma de jovens no amanhecer de ontem. O grupo arremessou uma granada na frente do bar Adegas, na Rua Marechal Floriano. O artefato, que não explodiu, tinha características de explosivos fabricados na época da II Guerra Mundial.

– Os frequentadores teriam ouvido o grupo gritar que era Bala na Cara (uma das mais violentas gangues de traficantes da Capital) – relatou o capitão Ederson Trajano, do 9º Batalhão de Polícia Militar.

Pouco antes das 6h, uma patrulha do 9º BPM isolou a área. Logo a seguir, o Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) chegou ao local e neutralizou a granada com jatos de água. Levado para uma pedreira, o artefato foi detonado no começo da tarde. O relato dos frequentadores dos bares será o ponto de partida da investigação sobre a origem da granada. A apuração deverá ser feita pela Polícia Civil. O major André Cruz Córdoba, comandante do 9º BPM, confirmou que o modelo da granada e sua aparência (com gomos metálicos) é similar aos usados na II Guerra Mundial:

– Inclusive tinha aparência antiga. É a primeira vez que tenho notícia de um explosivo desse tipo ser jogado na área central da Capital.

O major disse que outras granadas encontradas recentemente eram de treinamento do Exército, mas modernas.
Postar um comentário