SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

ONDA DE ATAQUES A POSTOS EM PORTO ALEGRE

ZERO HORA 12 de fevereiro de 2013 | N° 17341

Capital já tem 32 assaltos a postos de combustíveis


Na noite de domingo, pouco antes de encerrar os trabalhos, frentistas do Posto Rubem Berta foram surpreendidos por mais um assalto: o terceiro em um mês.

Por volta das 22h, quatro homens armados chegaram ao estabelecimento, na Avenida Martim Felix Berta, no bairro Rubem Berta, e anunciaram o assalto, o 32º a este tipo de comércio em Porto Alegre em 2013.

– Mais um, né? Teve um dia que fomos assaltados de tarde e de noite – contou um dos funcionários, que pediu para não ser identificado.

Nem as câmeras de segurança intimidaram os bandidos. Depois de levar o dinheiro do caixa, dois dos assaltantes roubaram o Palio de um cliente que abastecia o carro justamente na hora do ataque. A intenção de usar o veículo na fuga durou pouco. Avisados, policiais militares do 20º BPM seguiram a dupla. Os criminosos acabaram subindo a calçada e batendo o Palio na fachada de uma casa da Rua Domenico Feoli, a poucas quadras do posto. Um deles, de 28 anos, procurado pela Justiça, foi preso no local. Com ele, havia um revólver calibre 38. O comparsa conseguiu fugir.

As imagens das câmeras de segurança devem ser entregues à 18º Delegacia da Polícia Civil, que investigará o assalto.

Em 15 de janeiro, o Posto Rubem Berta foi atacado pela primeira vez. Na segunda-feira da semana passada, sofreu outro assalto. Na noite de domingo, o estabelecimento foi atacado pela terceira vez.

CAROLINA ROCHA
Postar um comentário