SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

quinta-feira, 21 de março de 2013

ASSALTAM LOTÉRICA E LEVAM TAXISTA DE REFÉM

ZERO HORA ONLINE 21/03/2013 | 20h50

TUPANCIRETÃ - Bandidos assaltam lotérica e fogem com taxista como refém. Homens estão com vítima, e até as 20h50min, não há notícia do paradeiro do taxista

Até as 20h50min desta quinta-feira, a Polícia Civil e a Brigada Militar de Tupanciretã realizam buscas para encontrar três assaltantes que renderam os funcionários de uma lotérica no centro da cidade. Um taxista foi levado como refém.

O crime começou por volta das 9h30min, na Avenida Vaz Ferreira. Dois homens, que chegaram em um Clio, teriam entrado armados com revólver na Lotérica Tupã e anunciado o assalto. Um terceiro bandido ficou esperando no carro.

Segundo a BM, policiais que estavam em uma viatura que fazia o patrulhamento de rotina ficaram intrigados com o carro, que tinha placa de Santa Bárbara do Sul. Quando foram abordar o motorista, ele acelerou o carro, fugindo pela contramão e abandonando os comparsas. Na fuga, o assaltante bateu o veículo e acabou fugindo a pé, em direção a uma vila. Ele não foi mais localizado.

Enquanto isso, os dois bandidos que ficaram para trás renderam o taxista que fica em um ponto central, na esquina da lotérica. Eles teriam obrigado o motorista a levá-los em direção a Jari, na Região Central. Ninguém ficou ferido, mas, até as 20h50min, não havia notícias sobre o paradeiro do taxista.

O valor roubado da lotérica não foi revelado. Uma das principais pistas para a Polícia Civil seriam as imagens de uma câmera de segurança, que teria captado imagens dos bandidos sem capuz. O delegado Antonio Firmino de Freitas Neto, titular da Delegacia de Polícia Civil de Tupanciretã, foi procurado pela reportagem, mas não pode falar com a reportagem por estar em meio à operação policial.


DIÁRIO DE SANTA MARIA

Postar um comentário