SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

sábado, 30 de março de 2013

MORTE DE TAXISTA: GOVERNADOR PROMETE MUDANÇA NAS BLITZE DA BM

ZERO HORA ONLINE, 30/03/2013 | 07h57

Após morte de taxista, Tarso promete mudanças em barreiras policiais. Governador recebeu representantes da categoria em casa na manhã de sábado


Tarso recebeu representantes da categoria em sua casa no bairro Rio Branco
Foto: Tadeu Vilani / Agencia RBS

Francisco Amorim


O governador Tarso Genro prometeu estudar mudanças nas blitze da Brigada Militar para tentar diminuir a violência noturna em Porto Alegre. O compromisso foi assumido em reunião no fim da madrugada deste sábado com taxistas, indignados com a morte de, pelo menos, um colega na Capital.

— Na minha opinião, se essa informação está correta de que as barreiras estão sendo feitas em lugares impróprios, tem de mudar os lugares das barreiras — disse à imprensa.

Depois da confirmação da morte de pelo menos um taxista nesta madrugada na cidade, um grupo de 50 colegas bloqueou a Avenida Ipiranga nos dois sentidos nas proximidades do Palácio da Polícia. Eles protestam contra a falta de segurança.

Por volta das 5h45min, o grupo, que chegou a contar com mais de 100 integrantes, seguiu em carreata em direção à casa do governador Tarso Genro, no bairro Rio Branco, bloqueando a via.

Pouco depois das 6h, o governador recebeu sete motoristas. Entre as reivindicações, os representantes pediram que nas barreiras, além da abordagem ao motorista, os passageiros também fossem revistados.

— A revista pode ser, excepcionalmente, feita em um taxista, quando houver suspeita sobre ele, mas ordinariamente ela tem de ser feita nos passageiros. O perigo mora no passageiro. Na verdade não é um passageiro, é um bandido que está ali para assaltar o motorista — concordou Tarso.

O encontro terminou com a promessa de mudanças a partir de segunda-feira, quando promove uma reunião com taxistas e a cúpula das polícias Civil e Militar.

— Não vou adiantar nenhuma questão técnica, pois vamos analisar a situação na reunião — disse o governador.


BLOG DA ROSANE DE OLIVEIRA, 30/03/2013

ROSANE DE OLIVEIRA


Respeito exige ação


No gesto de levantar de madrugada, trocar o pijama por uma roupa esporte e receber os taxistas que protestavam em frente a sua casa contra o assassinato de um colega, o governador Tarso Genro passou três mensagens positivas:

1. que respeita a dor e a preocupação dos motoristas de táxi com o agravamento da violência;

2. que respeita o direito dos vizinhos de não serem perturbados por sua opção de morar numa rua residencial, e não no Palácio Piratini;

3. que o cargo de governador é exercido 24 horas por dia, sem direito a feriadão.

A par dessa manifestação respeitosa e do reconhecimento de que os taxistas têm razão, Tarso precisa agir. Ex-ministro da Justiça, ele sabe que a segurança é o calcanhar de Aquiles do seu governo. Os números mostram que a criminalidade aumentou e a sensação de insegurança também.

As ações espetaculares da polícia têm rendido destaque na mídia, mas os resultados das ações de combate ao crime deixam muito desejar.

Aliás - A promessa de retirar policiais militares dos gabinetes para aumentar a presença da Brigada na rua ainda não se materializou

.
Postar um comentário