SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

quarta-feira, 6 de março de 2013

PLANOS QUE DESAPARECEM

O SUL, 06/03/2013

WANDERLEY SOARES

Os organismos da segurança nunca conseguiram montar uma estratégia eficiente para a localização de desaparecidos


Lá pelo final dos anos 1960, na então Delegacia de Segurança Pessoal, hoje Delegacia de Homicídios, havia a Seção de Desaparecidos, que tinha como chefe e único funcionário o comissário Jaime, baixinho, magrinho e com máxima dedicação à causa. Jaime chegava a implorar para os repórteres que conseguissem a publicação das fotos dos desaparecidos, em maioria, já na época, de crianças e adolescentes. No início dos anos 1980, como editor da coluna "Crime e Castigo", criada por mim num canhão da mídia, passei a colocar, diariamente, a foto de um desaparecido por acreditar na gravidade do problema e perseguindo a dedicação do comissário Jaime, então aposentado. A coluna esteve ativa pouco mais de dez anos. Quando fui demitido com mais umas quatro dezenas de companheiros, a coluna e os desaparecidos foram proscritos. Novos tempos, novas ideias. Cerca de 20 anos depois de o "Crime e Castigo" (título que dei em homenagem ao meu amigo Dostoiévski) o drama dos desaparecidos passou a ser modismo na mídia e na política, esta com oportunismo episódico. Na edição de ontem de O Sul, um dos destaques é a existência de quase cinco mil desaparecidos no RS, somente em 2012, em torno dos quais são montados planos mirabolantes que de tempos em tempos somem com os desaparecidos, pois a própria polícia continua sem meios de trabalhar nesses casos com eficiência


Execuções

Dois apenados do regime semiaberto foram mortos a tiros, no início desta manhã, quando saíam do Presídio Municipal de Cachoeira do Sul. De acordo com a polícia, o motivo do crime foi a disputa do comando do tráfico de drogas na cidade. Como o regime semiaberto não funciona, há quem pense em construir um presídio em que os apenados tenham a chave da porta principal. Comentei ontem que será o Clube da Chave


Mulher em Passo Fundo

Nesta sexta-feira, dia oito - Dia Internacional da Mulher - a delegada da Polícia Civil, Claudia R. Crusius, o jornalista Ivaldino Tasca, mais José Ernani de Almeida, José P. Faria, Mariane L. Sbeghen e Marina de Campos, autografam, em Passo Fundo, a obra "É pensando nos homens - que eu perdoo os tigres - as garras dilaceram". O lançamento da Aldeia Sul Editora será na Livraria Nobel (General Osório, 1148), a partir das 18h


Distrito violento

Um caso de violência contra a mulher a cada 30 minutos. O número faz o Distrito Federal líder no ranking de denúncias enquadradas na Lei Maria da Penha. No ano passado, foram 17 mil e 675 casos


Escolas sob risco

Levantamento do Sindicato dos Professores do RS revelou que 54% das instituições estaduais não têm plano de prevenção contra incêndio. Além da questão de segurança, a pesquisa do Cpers apurou a falta de funcionários e docentes e as condições de infraestrutura das escolas. Sim, neste País, os planos educacionais mudam ao sabor dos ventos e não poderia ser diferente na área da segurança das escolas


Diretores

Nos presídios, se algum diretor ultrapassar o portão principal de carro ou de moto, o porta-malas ou o baú, obrigatoriamente, devem ser revistados. Soube que nem todos os diretores gostam, embora se submetam, mas sempre há quem não admita e afasta o guarda que se atreve a cumprir a regra
Postar um comentário