SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

sexta-feira, 26 de abril de 2013

CRUELDADE DA BANDIDAGEM

ZERO HORA 26 de abril de 2013 | N° 17414

BARBÁRIE EM SP. Bandidos incendeiam dentista

Uma quadrilha ateou fogo e matou uma dentista em um assalto ontem, em São Bernardo do Campo (Grande São Paulo). Os assaltantes cometeram o crime porque ela só tinha R$ 30, disse o delegado Roberto Bueno de Menezes.

Cinthya Magaly Moutinho de Souza foi morta no consultório dela por volta das 12h20min, segundo a Polícia Militar. Ela teve o corpo incendiado com álcool e morreu no local do crime.

Segundo o delegado responsável pelas investigações do caso, um dos criminosos chegou ao consultório e disse à dentista que queria fazer uma consulta. Em seguida, um comparsa dele também entrou no local e anunciou o assalto. Eles encontraram um cartão bancário na bolsa dela e pediram a senha para fazer saques.

Uma testemunha que estava no consultório relatou à polícia que a dentista foi vendada e também teve pertences roubados, como relógio e celular. Ela afirmou que Cinthya disse à dupla que a conta não tinha dinheiro, mas os bandidos insistiram e ao menos um deles tentou fazer saques em um caixa eletrônico de uma loja de conveniência de um posto de combustíveis na região.

Minutos depois, o suspeito voltou e disse que só tinha R$ 30 no banco e queria mais dinheiro ou atearia fogo nela. Como a mulher insistiu que não tinha mais, um dos bandidos jogou álcool na dentista e ateou fogo antes de fugir. A polícia trabalha com a hipótese de que o crime tenha sido cometido por quatro pessoas.
Postar um comentário