SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

quarta-feira, 24 de abril de 2013

DETENTOS DO REGIME SEMIABERTO TENTAM ROUBAR VIATURA E SÃO BALEADOS EM TIROTEIO

ZERO HORA 24 de abril de 2013 | N° 17412

REAÇÃO A ASSALTO

Policial é ferido em tiroteio com assaltantes. Ladrões tentaram roubar viatura discreta da Polícia Civil em frente a delegacia em Canoas



Dois assaltantes em fuga tentaram roubar na tarde de ontem uma viatura discreta da Polícia Civil, bem em frente à sede da Delegacia de Furto e Roubo de Veículos (DFRV), em Canoas, na Região Metropolitana. A ação desastrada dos criminosos terminou com os dois baleados e um policial civil ferido.

– Eles (policiais civis) tinham recuperado um caminhão e recém tinham voltado. Estavam saindo para almoçar quando tudo aconteceu – contou o titular da DFRV, delegado Tiago Lacerda, que na hora da ação participava uma prisão em São Leopoldo, no Vale do Sinos.

Pouco antes das 15h, Felipe de Almeida, 32 anos, e Giovane José Pires, 40 anos, haviam assaltado o motorista de um Fox e levado o veículo, a cerca de cinco quadras da delegacia. Como o carro tinha corta-corrente, a dupla abandonou o veículo e seguiu a pé pela Rua Humaitá, no sentido contrário do trânsito. Foi então que decidiram roubar um Focus, parado em cima da calçada e com duas pessoas dentro. Se aproximaram e tentaram o assalto.

Dentro do Focus, uma viatura discreta da Polícia Civil, estavam dois agentes da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos. Um colega dos policiais, Denis Guterres Lenck, havia desembarcado para deixar alguns objetos na delegacia e retornava pelo pátio em direção ao carro quando a dupla de assaltantes fez a abordagem. Ao perceber a tentativa de roubo, Lenck sacou a arma e reagiu. Na troca de tiros, ele foi atingido no peito e na barriga, mas conseguiu impedir que os bandidos disparassem contra os outros policiais e levassem o carro.

Detentos do regime semiaberto do Instituto Penal Agrícola de Venâncio Aires, Felipe e Giovane também foram feridos. Todos foram levados para o Hospital de Pronto Socorro de Canoas. Ontem à tarde, Lenck foi operado e seu quadro de saúde era estável. O estado de Felipe era considerado grave e o de Giovane, estável.

Os delegados ainda apuram se a dupla não viu as placas na frente do prédio, que sinalizam que ali funcionam ainda a Central de Monitoramento de Câmeras, a Guarda Municipal, a Secretaria de Segurança de Canoas e a Delegacia da Mulher. Ou se, mesmo sabendo onde estavam, resolveram tentar o assalto.

CAROLINA ROCHA
Postar um comentário