SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

sábado, 6 de abril de 2013

DO DISCURSO ABETUMADO

O SUL, 06/04/2013

WANDERLEY SOARES

Prioridade de atendimento devem ter todas as vítimas de assaltos


Na política da segurança pública do governo transversal gaúcho, diante de cada crise aguda, um discurso abetumado é apresentado à sociedade com nova maquiagem para parecer que inéditas e rigorosas medidas estão sendo acionadas. Aqui da minha torre, tenho dúvidas se assessores do governo agem com ingenuidade ou se a inteligência do Piratini entende que os cidadãos são ingênuos. Nesta moldura aponto, simplesmente, as medidas anunciadas depois do assassinato, numa mesma noite, de três taxistas em Porto Alegre, crimes que sucederam à execução de três outros taxistas na região da Fronteira.


1 - Grupo de trabalho para acompanhar ações de segurança pública;

2 - facilidade de registro de ocorrências pelos taxistas. O setor de plantão do Deic passa a atender de forma prioritária os motoristas. A comunicação poderá ser feita a um PM na rua, em quartel da BM ou na DP mais próxima;

3 - aproximar contatos entre taxistas e policiais civis;

4 - barreiras realizadas pela Brigada Militar em pontos críticos, com abordagens a motoristas e a passageiros;

5 - criação de um observatório de análise para a segurança dos taxistas;

6 - apresentar propostas de melhorias na legislação e aprimoramento da tecnologia para proteção dos motoristas. Isto exposto, sigam-me


Velhas medidas

A Brigada Militar faz o Boletim de Ocorrência desde 2002 na Capital, inclusive diretamente junto às equipes que operam em viaturas; barreiras em chamados pontos críticos ocorrem desde os tempos da ditadura, primeiro para interceptar subversivos e, depois, na democracia, contra a bandidagem; grupos de trabalho para acompanhar as ações operacionais é de se deduzir que sempre existiram, tal a sua obviedade; sobre o observatório de análise para segurança de taxistas é possível se entender que não existia, até a véspera da última Páscoa, um observatório para análise da segurança de todos os cidadãos, taxistas ou não, dispositivo que este humilde marquês considerava como existente; prioridade de atendimento devem ter todas as vítimas de assalto e não somente os taxistas; o sexto item apresentado pela escorregadia transversalidade não merece comentário. O governo, portanto, anunciou como novas as velhas medidas


Véio

O filho do traficante conhecido como Véio Lúcio foi morto, ontem, na vila Elza, em Viamão. De acordo com a polícia, Paulo Eduardo Soares Simões, 31 anos, tinha antecedentes criminais. O pai dele, Lúcio Simões, foi morto aos 61 anos em março, dentro do Instituto Penal Irmão Miguel Dário, em Porto Alegre. Isso atesta que as leis da bandidagem sempre são cumpridas integralmente.


Bandidos presos

Cerca de 60 policiais civis prenderam dois homens acusados de assassinar um taxista em Tupanciretã. A dupla foi capturada no bairro Nova Santa Marta, em Santa Maria. No dia 21 de março último, eles assaltaram uma lotérica em Tupanciretã e sequestraram o taxista Hélio Pedro Kuhn, de 61 anos, para fugir. No dia seguinte, o corpo de Hélio foi encontrado no interior do município de Quevedos.


Postar um comentário