SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

segunda-feira, 1 de abril de 2013

EXECUÇÃO DE TAXISTAS: SEIS MORTES, DUAS INVESTIGAÇÕES


ZERO HORA 01 de abril de 2013 | N° 17389

TAXISTAS

Seis mortes, duas investigações




O chefe de Polícia, delegado Ranolfo Vieira Júnior, disse ontem que os assassinatos de taxistas na Capital e Santana do Livramento estão sendo investigados de forma separada – mas com troca de informações. Dados periciais apontam que, apesar do mesmo calibre, a arma utilizada em Porto Alegre não foi usada na Fronteira.

– A perícia já nos disse que não são do cano da arma de Porto Alegre. Isso descarta qualquer relação? Distancia bastante, mas não se pode descartar nada neste momento – disse Ranolfo.

Eduardo Sant´Anna Finn, delegado que comanda as investigações em Livramento, acredita que os homicídios sob sua responsabilidade estejam relacionados com o tráfico de drogas:

– Acho precipitado fazer uma ligação entre as mortes de Santana do Livramento com as de Porto Alegre.

O delegado observou que o calibre 22 é pouco comum no mundo do crime – ainda que fácil de achar no Uruguai. No caso da Capital, a perícia trouxe outros dados importantes para nortear as investigações: apontou que os crimes foram em série, que cada taxista morreu com dois tiros na cabeça e que os disparos partiram de uma arma de calibre 22.

Ainda que a hipótese considerada mais provável seja de um único assassino, o delegado Odival Soares afirma que não foi descartada a possibilidade de que um grupo de dois ou mais bandidos tenha agido em parceria nos crimes.

Ontem, Ranolfo revelou que não existem elementos para corroborar a hipótese levantada por diferentes taxistas, segundo a qual as mortes poderiam ser uma vingança cometida por algum bandido desafeto da categoria. A polícia também não sabe ainda se há alguma relação mais próxima entre as vítimas.


Porto Alegre X Livramento



Três assassinatos de taxistas em uma mesma noite, evento novo na história do Rio Grande do Sul, ocorreu duas vezes no intervalo de apenas 48 horas em duas cidades gaúchas. Confira as semelhanças:

O fato

Santana do Livramento/Rivera: na madrugada da última quinta-feira, entre a meia-noite e as 6h, três taxistas são mortos em diferentes pontos das duas cidades fronteiriças, que formam uma única aglomeração urbana.

Porto Alegre: na madrugada de sábado, até as 3h20min, três taxistas são encontrados mortos em diferentes pontos da Capital.

Grau de semelhança: alto.

A autoria
Santana do Livramento/Rivera: o agasalho de uma das vítimas, esquecido no veículo de outro taxista morto, levou a polícia a suspeitar de um mesmo assassino ou grupo de assassinos.

Porto Alegre: o uso de uma única arma para executar os três taxistas levou a polícia a suspeitar de um mesmo assassino ou grupo de assassinos.

Grau de semelhança: alto.

A forma de execução

Santana do Livramento/Rivera: os três foram mortos com tiros na cabeça.

Porto Alegre: os três taxistas foram mortos com tiros na cabeça.

Grau de semelhança: alto.

A arma

Santana do Livramento/Rivera: segundo a polícia, dois taxistas foram mortos por balas de calibre 22. Não foi possível determinar se trata-se de uma única arma. A polícia ainda não tem informações sobre qual o calibre da arma que matou o terceiro taxista.

Porto Alegre: a polícia informou que foi usada a mesma arma, de calibre 22, para matar os três taxistas.

Grau de semelhança: alto

O abandono dos carros

Santana do Livramento/Rivera: nos três casos, o taxista e o carro foram abandonados no mesmo local.

Porto Alegre: em dois dos casos, o carro foi deixado em um local distante do ponto onde o criminoso abandonou o corpo da vítima.

Grau de semelhança: baixa.










Postar um comentário