SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

terça-feira, 23 de abril de 2013

POLICIAL CIVIL É BALEADO AO IMPEDIR ROUBO DA VIATURA OFICIAL

ZERO HORA 23/04/2013 | 17h07

Após tentativa de assalto, policial civil é baleado em Canoas. Dois assaltantes também estão feridos


Focus cinza estacionado verticalmente em frente à Polícia Civil é a viatura discreta que os bandidos tentaram assaltarFoto: Carolina Rocha / Agência RBS

Carolina Rocha

Dois homens tentaram assaltar uma viatura discreta da Polícia Civil na Rua Humaitá, em Canoas, na tarde desta terça-feira. Houve troca de tiros e um policial e os criminosos foram baleados.

A dupla roubou um Fox perto do local, mas abandonou o carro por causa do corta-corrente. A pé, eles seguiram o caminho pela rua Humaitá, quando avistaram um Focus, a viatura discreta, deixando a sede do Centro Integrado de Segurança Pública. Ao tentarem render o motorista e o carona, foram flagrados por um terceiro policial que já havia deixado o veículo. O chefe de investigações da Delegacia de Furto e Roubo de veículos de Canoas estava dirigindo acompanhado do policial Denis Guterres Lenck.

O tiroteio começou e Lenck foi baleado no peito, na barriga e nas nádegas. A dupla também foi atingida pelas balas. Todos foram levados ao HPS da cidade.

Segundo o sub-comandante do comando de operações, coronel Florivaldo Pereira, ambos os criminosos estavam no regime semiaberto do Instituto Penal de Mariante, são de Esteio e portavam revólveres calibre 38.

A Rua Humaitá está fechada e o trânsito está sendo desviado pela Avenida Inconfidência.


DIÁRIO GAÚCHO



Postar um comentário