SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

quinta-feira, 25 de abril de 2013

VIGÍLIA PARA JOVEM BALEADO AO SAIR DE UMA FESTA

ZERO HORA ONLINE, 25/04/2013 | 09h28

Homenagem. Amigos e parentes de jovem morto em Pelotas fazem vigília na madrugada. "Xico" foi baleado na saída de uma festa na última quinta-feira


Encontro foi feito no mesmo local em que o jovem foi baleado na última quintaFoto: Jerônimo Gonzalez / Especial


Júlia Otero


Eram 4h30min da madrugada de quinta-feira e a esquina das ruas Félix da Cunha com General Teles, em Pelotas, no sul do Estado, se abarrotava de 300 pessoas. Estavam ali, no mesmo horário e no mesmo local, onde uma semana antes o jovem de 25 anos, Rodrigo da Silva Xavier, ou Xico, havia sido morto na saída de uma festa, alvejado por engano.


Foto: Jerônimo Gonzalez, Especial

O grupo, a maior parte vestida de branca com uma foto do representante comercial com as palavras “Xico, nós te amamos. Amor, paz e Justiça” e com velas, orava e cantava em uma tentativa de fazer o luto virar não apenas uma homenagem ao jovem, mas também um protesto por uma cidade mais segura.

— Não podemos deixar cair no esquecimento. Não estamos atrás de vingança, mas de Justiça — sintetizou o pai do jovem, Ricardo Xavier, 55 anos.


Foto: Jerônimo Gonzalez, Especial

Da caminhonete com alto falante, ecoava a canção tocada por violão e voz: “E quando anoitecer, cansado eu te encontrar / No silêncio teu, eu irei te consolar / Nos braços meus, descansarás, força te darei” e a família do jovem se abraçava, calada, assim como a maior parte dos presentes.

Apesar da quantidade de pessoas, as palavras eram poucas. Todos pareciam perplexos com a morte de Xico, retratada em um dos discursos de um dos amigos:

— Muitas vezes não entendíamos tua agitação, tua pressa em aproveitar a vida. Hoje nossas mentes e corações não entendem porque tudo aconteceu dessa forma, mas acreditamos em Cristo e tudo que ele escolhe.


Foto: Jerônimo Gonzalez, Especial

E as cordas eram puxadas e uma nova música começava: “Ainda que vier noites traiçoeiras. Se a cruz pesada for, Deus estará contigo”. Depois do protesto, uma missa de 7º dia estava marcada para às 7h desta quinta-feira na Catedral São Francisco de Paula, onde o público deve se deslocar à pé até o local. A manifestação foi organizada por redes sociais e tinha até pouco antes do horário marcado do evento, mais de 3 mil presenças confirmadas.


Postar um comentário