SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

quinta-feira, 30 de maio de 2013

IDOSO É MORTO POR NÃO TER DINHEIRO


A IMPUNIDADE ESTIMULA A CRUELDADE E OS CRIMES BÁRBAROS: ATÉ QUANDO? Enquanto nós eleitores continuarmos a eleger políticos bonzinhos, ausentes, descompromissados com a ordem pública e conivente com uma justiça criminal assistemática, morosa e tolerante, teremos no Brasil leis brandas, benefícios para bandidos e corruptos, compadrio, polícias fracas, presídios sem controle e crueldade nas ruas atacando pessoas inocentes e vulneráveis e colocando em risco a vida de policiais e de quem ousar enfrentar o poder do crime e suas leis paralelas.

ZERO HORA 30/05/2013 | 08h25

CANOAS - Idoso é vítima de latrocínio em Canoas. Daniel Sauthier dos Santos, 63 anos, foi baleado quando chegava em casa com o filho no bairro Rio Branco

Um idoso morreu na noite de quarta-feira vítima de latrocínio no bairro Rio Branco, em Canoas, na Região Metropolitana. Daniel Sauthier dos Santos, 63 anos, chegava em casa com o filho em um caminhão de serviço de frete quando foi surpreendido por dois homens armados em uma bicicleta. Segundo a Polícia Civil, eles teriam pedido dinheiro e as vítimas teriam dito que não possuíam. Ao retirar Santos do caminhão, um dos suspeitos teria disparado a arma. O tiro atingiu a cabeça do idoso, que morreu na hora. Após a fuga, um dos criminosos foi preso pela Brigada Militar e reconhecido pelo filho de Santos.

ZERO HORA 30/05/2013 | 01h13

PORTO ALEGRE - Duas pessoas são baleadas após tentativa de assalto na zona sul de Porto Alegre. Dona de um automóvel Fiesta e um criminoso foram atingidos por disparos, sem risco de morte


Criminoso tentou fugir no carro das vítimas, mas bateu no muro de uma casaFoto: Tadeu Vilani / Agencia RBS

Renato Gava, DIÁRIO GAÚCHO

Em uma tentativa de assalto a veículo, a dona de um Fiesta e um criminoso foram baleados, no final da noite de quarta-feira, no bairro Camaquã, zona sul da Capital. Ambos foram levados ao HPS e, segundo o hospital, não corriam risco de morrer. Pouco depois das 23h, o casal e o filho, de um ano, chegavam no carro da família a um condomínio na Rua Chico Pedro, perto do Hipódromo Cristal — a polícia não confirmou se esse é o endereço das vítimas. Foram abordados por um homem, que chegou também em um Fiesta, placas DZE-9332, roubado minutos antes na Capital. Ele anunciou o assalto. Segundo relato de testemunhas a PMs, Mauro Ribeiro, 31 anos, reagiu. Um bandido fez pelo menos três disparos e atingiu a virilha esquerda da mulher dele, Janaína Taboada, 35 anos.

Houve troca de tiros — até quarta-feira, a polícia não sabia se disparos foram feitos por seguranças do condomínio, pelo marido ou por outra pessoa. O criminoso, não identificado até a quarta-feira, recebeu um tiro no peito e outro no pé direito. Mesmo assim, entrou no carro das vítimas e tentou arrancar, mas menos de 50 metros depois, bateu no muro de uma casa e ficou preso às ferragens. Bombeiros foram chamados e resgataram o assaltante, levado para o HPS pelo Samu, que também conduziu Janaína. Segundo uma testemunha, um comparsa conseguiu escapar a pé na hora do tiroteio. PMs do 1º BPM fizeram buscas, mas não o localizaram.


ZERO HORA 30/05/2013 | 11h36

PORTO ALEGRE - Tiroteio deixa um morto e um ferido na zona sul de Porto Alegre. Polícia encontrou cerca de 20 cápsulas de pistola na cena do crime

Um homem morreu e outro ficou ferido em um tiroteio na zona sulde Porto Alegre na manhã desta quinta-feira. A troca de tiros teria ocorrido por volta das 9h na esquina da Avenida Oscar Pereira com a Rua Rio dos Sinos, no bairro Belém Velho. A vítima ainda não foi identificada.

Conforme a Brigada Militar (BM), pelo menos 20 cápsulas de pistola foram encontradas na cena do crime. O motorista de um automóvel Palio caiu sem vida ao lado do carro, que deve ser periciado no local. Ainda conforme a polícia, um Uno de cor preta teria sido visto por testemunhas no local durante o tiroteio.

— Ouvimos muitos tiros, uns 20. Quando saímos na rua já estavam os corpos no chão. Até saber o que aconteceu, se envolveu algum vizinho, o susto é muito grande. A vila aqui é muito tranquila — relata Nilson Gambarra, 53 anos, presidente da associação da Vila Parque Belém.

A vítima ferida foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e conduzida ao Hospital de Pronto Socorro (HPS). A polícia suspeita que o crime seja relacionado ao tráfico de drogas.


ZERO HORA 30/05/2013 | 08h38

PELOTAS - Tiroteio deixa dois mortos em Pelotas, no sul do Estado. Uma das vítimas seria um policial militar, conforme a Brigada

Dois homens morreram em um tiroteio na madrugada desta quinta-feira em Pelotas, no sul do Estado. Conforme a Brigada Militar (BM), uma das vítimas seria um policial militar. Conforme informações preliminares, teria ocorrido uma briga na saída de uma festa na Avenida Presidente João Goulart, próximo à rodoviária da cidade, por volta das 5h45min. Em meio à confusão, tiros teriam sido disparados e atingido as vítimas, que morreram no local. Ainda não há identificação dos mortos.


DIÁRIO POPULAR - 30 de Maio de 2013 - 08h27

PELOTAS - Um policial militar e um adolescente morrem em tiroteio em frente a uma festa. Outras cinco pessoas ficaram feridas após a briga registrada pouco antes das 6h, na avenida João Goulart

Por: Paula Blaas

O feriado de Corpus Christi iniciou com violência em Pelotas. De acordo com informações da Brigada Militar (BM) e Polícia Civil, um tiroteio foi registrado em frente a uma festa, na avenida João Goulart, pouco antes das 6h desta quinta-feira (30).

A briga iniciou entre um menor de idade e um policial militar, que, de acordo com informações de testemunhas, não estava no local a serviço da polícia. Ainda segundo depoimentos à Polícia Civil, de outras pessoas que presenciaram o crime, L.S.C., de 15 anos, teria sido retirado da festa e discutido com um segurança. Ele teria ido até a sua casa, buscado uma arma e, na volta, disparado contra o policial R.P.S., de 25 anos, que acabou não resistindo. Outros policiais, que também estavam em frente a festa, iniciaram uma perseguição para tentar deter o menor. Em uma troca de tiros, L.S.C, foi atingido e morreu no local.

Segundo o delegado Roberto Peternelli, pelo menos outras cinco pessoas foram feridas na confusão e encaminhadas ao Pronto-Socorro de Pelotas (PSP).


JORNAL NOROESTE, quarta-feira, 29 de maio de 2013 14:44

BOA VISTA DO BURICÁ - Assalto a Lotérica. A polícia civil divulgou uma descrição do vestuário usado pelos assaltantes, ressaltando que três desceram do carro.


Ocorreu um assalto à casa lotérica de Boa Vista do Buricá na tarde desta terça-feira, pouco antes das 17 horas.

Quatro homens chegaram ao estabelecimento em um veículo Kadett, de cor prata, todos armados com revólveres.

A polícia civil divulgou uma descrição do vestuário usado pelos assaltantes, ressaltando que três desceram do carro.

Um deles vestia moletom de capuz branco, outro com moletom de capuz vermelho e calça branca, um terceiro com moletom escuro, calça preta e tênis branco.


COMENTÁRIO DO BENGOCHEA - Segundo os indicadores do Control Risks Group sobre níveis de criminalidade ( 1 a 7) publicado na revista Veja nº 34 - Especial Segurança, o "crime de rua é comum em qualquer lugar e hora" é nível 6, apenas um abaixo do máximo quando se torna evidente que o Governo é incapaz de manter a ordem. Já está sendo comum pessoas sendo mortas a qualquer hora e em todo lugar aqui no RS, por uma bandidagem cheia de recursos, benefícios e privilégios recebidos pela condescendência das leis, pela inércia do poder político, e pelas mazelas e alternativas de uma justiça criminal assistemática e despreocupada com a ordem pública.
Postar um comentário