SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

terça-feira, 4 de junho de 2013

OS JOVENS NO MERCADO DAS DROGAS

O SUL, 04/06/2013

WANDERLEY SOARES

Em minha torre, este tema só entra em pauta com a eliminação da hipocrisia


A atração dos jovens e, em escala crescente, também das mulheres de todas as idades, pelo tráfico de drogas, é simplesmente mercadológico. A procura dos produtos é intensa e os consumidores existem nas mais diferentes faixas de poder aquisitivo. Nem tanto de forma velada, alguns setores da mídia, contando até mesmo com uma discreta desatenção de autoridades, promovem eventos onde as drogas são tão consumidas como o ar que se respira. O lucro é fácil e irrecusável até mesmo para a classe média. Acrescente-se a isso que sobre os jovens recai, com gravidade, os fracassos dos governantes na política da educação. Sobre os riscos que correm os traficantes - que estão na faixa de viver ou morrer - há o detalhe, nem sempre anotado, de que todo o jovem se considera imortal. Em minha torre, só é aceita a discussão sobre este tema se, como ponto primeiro, for eliminada a hipocrisia


Hediondo


A polícia suspeita de queima de arquivo no caso dos dois corpos que foram encontrados carbonizados dentro de um Nissan Tida em Sapucaia do Sul. O veículo tinha placas frias e estava na avenida Theodomiro Porto da Fonseca, próximo ao Morrio do Chapéu. As vítimas ainda não foram identificadas. A suspeita inicial da Polícia Civil é de que um corpo seja de um homem e o outro de uma mulher. Trata-se de um crime hediondo, mas que começa a ficar banalizado


Sinuca


A guerra do tráfico provocou aumento no número de homicídios na Zona Leste de Porto Alegre. Depois da prisão do traficante Paulão da Conceição e de ações policiais nos últimos dois anos, a disputa por pontos de tráfico ficou mais intensa na Vila Maria da Conceição. Segundo o titular da 1 Delegacia de Homicídios, delegado Wagner Dalcin, neste ano ocorreram cem homicídios naquela zona, 70% deles ligados ao trafico. Uma sinuca de difícil saída. A polícia fecha o cerco contra uma modalidade criminosa e desencadeia outra de gravidade igual ou maior. Algum furo existe na estratégia


Execução


Um apenado do regime semiaberto, Roger da Silva, 21 anos, foi executado em Caxias do Sul. Ele estava em uma rua do bairro Pôr do Sol quando um automóvel Santana preto passou e o motorista atirou. Uma equipe do Samu foi acionada, mas não conseguiu salvá-lo. Em Caxias, as organizações policiais não conseguiram equacionar um projeto seguro para conter o avanço da violência e da criminalidade


Exército


O general-de-exército Carlos Goellner, do Comando Militar do Sul, divulgou ontem, em Porto Alegre, o balanço da Operação Ágata 7, na Região Sul. Foram apreendidas mais de nove toneladas de maconha e 381 kg de cocaína, crack e haxixe. Na operação desencadeada em maio pelas Forças Armadas, nas fronteiras terrestres do Brasil, também foram apreendidos 855 kg de explosivos, 231 kg de agrotóxicos e 80 toneladas de pescado. Vinte pessoas foram presas. Nas fronteiras - e apenas nas fronteiras - estas operações das Forças Armadas deveriam ser permanentes.
Postar um comentário