SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

terça-feira, 30 de julho de 2013

CERCO A LADRÕES DE CARGA

ZERO HORA 29 de julho de 2013 | N° 17506

Roubo acaba com tiros, caçada aérea e prisões

Perseguição a quadrilha que usou até veículos blindados para levar carga de cigarros mobilizou a BM



Um roubo de carga em Gravataí deu início a uma sequência de seis horas de tiroteio, perseguição e cerco da Brigada Militar, no sábado. Foram acionados o Batalhão de Operações Especiais (BOE) e o Batalhão de Aviação para dar apoio aos pelotões de Gravataí, Alvorada e Viamão, que caçaram uma quadrilha responsável pelo ataque a um caminhão carregado com cigarros.

Cristiano de Oliveira Evaldt e Janaína Rodrigues Gonçalves foram capturados pelos policiais. De acordo com a BM, Evaldt, flagrado na rodovia Sapucaia do Sul-Viamão (ERS-118), estava na direção de um Focus, blindado e roubado, usado no violento ataque. Já a mulher foi encontrada em uma casa na zona rural de Viamão, usada para armazenar, além da carga de cigarros, outros produtos roubados e armas.

Por volta das 8h, o cenário no bairro Jansen, em Gravataí, lembrou filmes de faroeste. Um caminhão foi interceptado na Avenida Presidente Kennedy, por um Volvo, que seria blindado, enquanto o Focus dava cobertura ao assalto. A Brigada Militar foi avisada da ocorrência, e tiveram início as buscas na região. Houve troca de tiros.

– Ficamos atentos justamente pela presença desse Volvo. Em Cachoeirinha, informaram que ele havia participado de alguns roubos. Quando iniciamos a abordagem, eles revidaram com tiros de fuzil. Só depois percebemos que o carro dos criminosos era blindado, pois o atingíamos e não acontecia nada – descreve a capitã Cátia Hanni Lopes dos Santos, do 17º BPM.

O condutor do Volvo abandonou o carro e fugiu a pé. Com batalhões vizinhos alertados, Evaldt foi capturado ainda na manhã de sábado. A prisão deu pistas do paradeiro da quadrilha. Os criminosos estariam em uma casa no limite entre Alvorada e Viamão. Lá, no começo da tarde, os policiais encontraram um fuzil .30 – provavelmente usado no tiroteio –, um revólver calibre 38, uma pistola de brinquedo, coletes à prova de balas, munições, carregadores e radiocomunicadores.

A carga de cigarros estava no local. Também foram encontrados materiais como colchas e cobertores, cuias, espetos para churrasco, panelas e utensílios de alumínio, todos encaixotados. Duas motos e um Peugeot roubados também foram recuperados.

A mulher presa na casa teria informado à polícia que o bando usava o local como esconderijo havia pelo menos um mês. A suspeita é de que pelo menos outras três pessoas façam parte do bando. Conforme o comandante do 18º BPM, tenente-coronel Marcelo Giusti, o patrulhamento na região continua em busca de suspeitos.

Postar um comentário