SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

terça-feira, 30 de julho de 2013

DISPUTA DO TRÁFICO EM VILA DE PORTO ALEGRE

ZERO HORA 25 de julho de 2013 | N° 17502

CONFLITO NA CONCEIÇÃO

Polícia em alerta com disputa de traficantes



O assassinato de um detento do regime semiaberto dentro da Fundação Patronato Lima Drummond, na noite de sábado, é um sinal de que o conflito pelo controle das bocas de fumo da Vila Maria da Conceição, em Porto Alegre, ainda não cessou. Alexsandro Matos Pituva, 35 anos, executado com nove tiros na casa prisional, era um dos homens de confiança de Paulo Ricardo Santos da Silva, o Paulão da Conceição.

Aligação entre a vítima e o chefe das bocas de fumo da região alertou os policiais do Departamento de Homicídios da Capital de que o conflito pode se estender para outros lugares. Primeiro, as mortes ocorriam nos arredores da vila. O bando rival, que tenta tomar os pontos de Paulão, é liderado por um homem conhecido como Xu. Antes braço direito de Paulão, ele é agora o seu principal rival.

A Polícia Civil já descobriu que Xu tem uma lista de execuções dos soldados de Paulão. Desde maio, cinco homens foram executados na Conceição. Mesmo que não tivesse dinheiro e armamento, Xu dispõe de soldados, arregimentados entre os próprios ex-combatentes de Paulão. Do outro lado, Paulão tem dinheiro para comprar armas, munições e drogas, mas não tem quem lute para defender as bocas de fumo da vila.

No início de julho, Paulão teria desembolsado uma boa quantidade de dinheiro para se rearmar para a disputa. A suspeita é de que o fuzil M4 encontrado no Morro da Cruz, no dia 17, fosse uma dessas armas, a mais poderosa delas, já que dispara 900 tiros por minuto. Seria a maneira com que Paulão, que cumpre pena na Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas (Pasc), teria encontrado para defender a vila.


QUEDA DE BRAÇO. Bandos disputam território

- A região da Vila Maria da Conceição, na Capital, abrigaria pelo menos 50 pontos de tráfico.

- Um império que ganhou status de maior da Capital nos anos 90, liderado por Paulão da Conceição.

- Com o líder preso e doente, um antigo gerente do traficante, conhecido como Xu, rebelou-se e estaria liderando a guerra para tomar o controle da região.

- Paulão também perdeu o controle da galeria da qual era líder, na Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas.
Postar um comentário