SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

sexta-feira, 5 de julho de 2013

HOMICÍDIOS CRESCEM 28% NA ZONA SUL DE POA

CORREIO DO POVO 05/07/2013 10:23

Homicídios crescem 28% na zona Sul de Porto Alegre em 2013. Dados do 21º BPM são referentes ao primeiro semestre do ano


O número de homicídios registrados na região do extremo Sul de Porto Alegre cresceu 28,57% nos seis primeiros meses de 2013, na comparação com o mesmo período do ano passado. Conforme dados do 21º Batalhão de Polícia Militar (BPM), foram 18 assassinatos contra 14 em 2012.

Os meses mais violentos deste ano foram janeiro, maio e junho, com quatro casos cada. No ano passado, maio foi o período que contabilizou mais ocorrências, com seis no total, segundo o 21º BPM.

Em relação às vítimas de disparo de arma de fogo, o acréscimo foi de 42,59%. Neste ano, foram 77 casos de pessoas baleadas, enquanto em 2012 esse número era de 54. O mês mais violento de 2013 foi abril, com 17 ocorrências. Já em 2012, assim como os homicídios, o mês mais violento foi maio, com 15 registros de feridos por tiros.

Para o comandante do 21º BPM, tenente-coronel Eduardo Amorim, a área que abrange é extensa, mais da metade da Capital. Com isso, existe uma facilidade de esconder projéteis e armas. Mesmo assim, foram apreendidas 1,3 balas de diversos calibres e 109 armas no período.

Os PMs apreenderam ainda 44 quilos de maconha, sete quilos de crack e três quilos de cocaína. No total, 368 pessoas foram presas em flagrante na região. O oficial acredita que o trabalho da Brigada Militar (BM) tem que focar na apreensão de armas e munições para evitar homicídios.


Fonte: Jerônimo Pires / Rádio Guaíba
Postar um comentário