SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

quarta-feira, 17 de julho de 2013

JOVENS COM INÚMERAS PASSAGENS PELA POLÍCIA MATAM PEDREIRO

DIÁRIO DA MANHÃ, 17/3/2013

ERECHIM. Polícia Civil prende um dos suspeitos do latrocínio

Segunda pessoa que pode estar envolvida no roubo seguido de morte está foragida. Polícia não descarta a possibilidade de um terceiro homem ter participação no crime


Daniele Canfil
(Redação Erechim / DM)

O GIEE – Grupo de Investigações Especiais de Erechim prendeu, na tarde deste sábado, 16 de março, um dos suspeitos de matar o pedreiro Rogério Nunes, de 48 anos, na madrugada do dia 8 deste mês, embaixo do Viaduto Rubem Berta. Conforme investigações, o crime não se trata de um homicídio, como se havia cogitado no início, mas sim de latrocínio – roubo seguido de morte. Agora a Polícia Civil apura as causas que levaram os suspeitos a cometer o crime.

As averiguações levaram o grupo de investigações, dirigido pelo delegado Gustavo Vilasbôas Ceccon, a dois suspeitos: C.C., de 25 anos, preso na tarde de ontem, e Mateus Padilha de Abreu, de 18 anos, que está foragido. A participação de uma terceira pessoa não está descartada.




(Como provas do crime a polícia recolheu pedras e uma toalha suja de sangue, além da camisa da vítima que foi encontrada jogada em um bueiro / FOTO DANIELE CANFIL/DM)

De acordo com o delegado, a vítima sofria com alcoolismo e, na noite de quinta-feira, 7 de março, saiu de casa com a intenção de saciar o vício. No centro de Erechim, próximo à Praça Boleslau Skorupski (praça do tanque de guerra), encontrou Mateus onde começaram a conversar, até que o pedreiro convidou o jovem para ir até uma conveniência comprar bebidas. Na primeira compra, eles levaram 24 latinhas de cerveja, pagas com o cartão de crédito da vítima, que dizia ter mais de R$ 5 mil na conta.
Na volta à praça, o suspeito preso neste sábado já os aguardava, sendo que os três consumiram os produtos. Uma segunda leva de bebidas foi comprada, agora qualidades mais fortes como vodca, e cigarros. Devido ao estado de embriaguez de Rogério, a senha do cartão de crédito foi digitada por um dos suspeitos.
Após toda a bebida ser consumida, os jovens levaram a vítima embaixo do Viaduto Rubem Berta, onde iria ser praticado o roubo, e acabaram matando-o com golpes de pedras e tijolos. “Agora vai ser apurado pela Polícia Civil o porquê mataram Rogério, se a vítima reagiu à ação ou em que circunstâncias o fato aconteceu”, explica o delegado.


(Um dos suspeitos foi preso neste sábado / FOTO PC/DIVULGAÇÃO/DM)

O GIEE chegou aos suspeitos a partir de imagens de videomonitoramento e do celular da vítima. A partir das investigações chegou-se a pessoa que comprou o aparelho roubado de um dos homens que teriam cometido o crime. No aparelho roubado, a polícia viu a foto de Mateus, um dos suspeitos de cometer o latrocínio.

Os dois jovens têm inúmeras passagens pela polícia, tanto quando adolescentes, como adultos. Inclusive o Mateus saiu do Presídio Estadual de Erechim recentemente por crime de roubo. Ele permanece foragido e qualquer informação pode ser comunicada ao 197 ou telefone do plantão de polícia 3522 1000. O sigilo das informações é garantido.


(Mateus Padilha de Abreu está foragido e qualquer informação deve ser comunicada a PC / FOTO PC/DIVULGAÇÃO/DM)


Postar um comentário