SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

quarta-feira, 31 de julho de 2013

SEGURANÇA SEM INCÔMODOS


O SUL, 31/07/2013

WANDERLEY SOARES

A garantia da tranquilidade está nas mãos de cada cidadão. Basta obedecer às orientações das autoridades.

As sugestões do Poder Público para a garantia da tranquilidade dos cidadãos e, ao mesmo tempo, minimizar ao máximo incômodos para as autoridades e, com isso, estancar o crescimento da violência e da criminalidade, não são tão difíceis de serem adotadas. Se não, vejamos: não portar arma de qualquer tipo; não reagir em nenhuma hipótese diante dos olhos dos bandidos; dotar as residências de muros, cercas eletrificadas, câmeras de vigilância, cães bravos e seguranças humanos; não sair à noite; ao comércio noturno é recomendável que não abra à noite; se gremista, só ir a Grenal na Arena e despilchado; se colorado, só ir ao clássico em Caxias. É o Rio Grande da transversalidade, é a Porto Alegre do Kiko e da Copa.

Banco

A agência do Banrisul, no Centro de Glorinha, foi assaltada por volta do meio-dia de terça-feira. Cinco homens armados, usando toucas e luvas, roubaram dinheiro dos caixas e do cofre e fugiram em um Peugeot pela RS 030, em Gravataí, e abandonaram o carro na parada 117 da rodovia. Três pessoas foram feitas reféns, mas liberadas logo em seguida. Nada além do que a rotina bancária. Há quem ganha, há quem perde.

Menino Deus

Dois homens foram presos em Porto Alegre por terem assaltado quatro vezes o mesmo posto de combustíveis em menos de 15 dias. O posto fica na esquina da avenida Getúlio Vargas com a José de Alencar. Os assaltos foram realizados entre 27 de março e 10 de abril. Pelo menos, é possível que o quinto assalto leve alguns dias para acontecer. Isso tudo em nosso belo bairro Menino Deus, um dos mais próximos do Centro Histórico da Capital. É a Porto Alegre do Kiko e da Copa.

Médicos

Os médicos de todo o País fazem paralisação para protestar contra o governo federal. Como a minha seara é a segurança pública, mesmo tendo o maior respeito por toda e qualquer reivindicação de trabalhadores, não consigo entender uma paralisação na atividade de médicos. E há quem acredite nas mensagens simples de Francisco.

Sirenes

Uma mulher morreu atropelada por uma viatura da Brigada Militar em Santa Maria. O acidente aconteceu à noite passada na BR-287, entre as vilas Caramelo e São João. Uma viatura se deslocava para atender uma ocorrência com as sirenes ligadas e atropelou a jovem Débora Lenara Bronzati, de 23 anos. É claro que o caso merece uma investigação, mas as sirenes ligadas, que servem de alerta, não dispensam a atenção de quem dirige a viatura, especialmente em relação a pedestres.

PM baleado

Um policial militar foi baleado durante uma perseguição em Erechim. O soldado Adriano Pereira, de 33 anos, está na UTI do Hospital de Caridade. Os tiros que atingiram o PM foram disparados por um homem que estava na carona de uma moto. Ninguém foi preso e Adriano passa bem.

Crack

A tragédia do crack está motivando projetos enraizados em veios com plenitude eleitoreira que não indicam nenhuma base de sustentabilidade. Tudo em ritmo de campanha.

Postar um comentário