SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

terça-feira, 30 de julho de 2013

VIOLÊNCIA EM GRAVATAÍ

ZERO HORA 25 de julho de 2013 | N° 17502

Idoso é morto em ataque a residência


Durante o mês de julho, Lauro Menegotto, 79 anos, compareceu quatro vezes à 2ª Delegacia da Polícia Civil de Gravataí, na Região Metropolitana, para comunicar que sua casa havia sido alvo de arrombamento. Na quinta vez em que invadiram a residência, ele não pode registrar a ocorrência. Foi assassinado com golpes na cabeça.

Ocorpo foi encontrado na noite de terça-feira.

– Possivelmente, desta vez a vítima estava em casa, reagiu e foi atingida com um golpe na cabeça, com um pau ou outro objeto contundente – afirmou o chefe de investigações da 2ª DP de Gravataí, Carlos Augusto Silva.

O corpo foi encontrado na cama, com vestígios de sangue na cabeça. Pelo estado do cadáver, a polícia acredita que a morte tenha ocorrido havia pelo menos 24 horas. O crime ocorreu na Rua São Carlos, bairro São Vicente, Parada 64 de Gravataí. Ao lado da casa, há um matagal que dá acesso à freeway.

O idoso morava sozinho. Familiares, em depoimento à polícia, disseram que foram levados eletrodomésticos e o carro dele, um Monza 1988, placas IBB-6632. Até ontem, o veículo não havia sido localizado. A última ocorrência que Menegotto havia registrado foi no dia 15, quando contou que a porta da casa havia sido arrombada e alguns pertences foram levados. A polícia não tem suspeitos identificados.

Segundo os números contabilizados pelo Diário Gaúcho, foi o 31º latrocínio (roubo com morte) ocorrido este ano nas 19 principais cidades da Região Metropolitana e do Vale do Sinos.
Postar um comentário