SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

GUERRA ENTRE QUADRILHAS DO BAIRRO RESTINGA EM POA

ZERO HORA ONLINE 07/08/2013 | 11h53

Eduardo Torres

Guerra entre quadrilhas do Bairro Restinga faz mais uma vítima na Capital. Um jovem de 20 anos foi morto com um tiro na cabeça e teve o corpo abandonado na fuga dos atiradores


Foto: Marcelo Oliveira / Agencia RBS

Um tiroteio na noite de terça-feira deixou um morto e dois feridos na Alameda J, Primeira Unidade do Bairro Restinga.

Conforme a investigação da 4ª DHPP, foi mais um capítulo das disputas entre quadrilhas do bairro. Por volta das 22h30min, um Fox, prata, teria se aproximado de um grupo que estaria parado na rua. Do veículo, teriam partido os primeiros disparos e o grupo se dispersou. De acordo com a Brigada Militar, houve resposta.

Um jovem de 20 anos e um homem de 37, que estavam no grupo alvejado, foram atingidos por tiros na barriga e seguem hospitalizados, sem risco de morte, no HPS. Já Eduardo Moraes Tupã, 20 anos, que supostamente estava dentro do Fox, foi morto com pelo menos um tiro na cabeça. O corpo dele foi abandonado na fuga dos atiradores. A suspeita é de que eles fossem integrantes da Gangue dos Marianas, em confronto com a Gangue da Primeira.

Na manhã dessa quarta, o carro foi encontrado abandonado, com marcas de tiros e sangue, em um beco do Bairro Belém Novo, na Zona Sul da Capital. O carro tinha placas de São Leopoldo e não estava registrado como roubado. De acordo com o delegado Rodrigo Pohllmann, o veículo foi encaminhado para perícia.


DIÁRIO GAÚCHO

Postar um comentário