SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

sábado, 24 de agosto de 2013

NA HORA DO PAGAMENTO



ZERO HORA 24/08/2013 | 00h40

Homem é morto por assaltantes dentro de construção em Cachoeirinha. Luiz Delaunei Cardoso, 57 anos, era responsável pelo pagamento dos funcionários da obra

Um homem foi morto por assaltantes por volta das 17h desta sexta-feira, na Vila Regina, em Cachoeirinha, na Região Metropolitana. Luiz Delaunei Cardoso, 57 anos, responsável pelo pagamento de funcionários que trabalham na construção de um prédio de três andares na Rua Edgar Bins, foi assassinado por uma quadrilha, que levou aproximadamente R$ 10 mil que estavam com a vítima.

Pelo menos quatro homens teriam invadido o local e rendido os funcionários. Depois, os criminosos teriam se dirigido diretamente para o segundo piso da obra, onde era realizado o pagamento. De acordo com testemunhas, Cardoso teria reagido ao assalto e levado dois tiros no peito.

A Brigada Militar chegou a levá-lo ao Hospital Padre Jeremias, mas ele chegou sem vida. Ninguém foi preso. O caso é investigado pela 1ª Delegacia da Polícia Civil do município.


Criminosos explodem caixa eletrônico em Balneário Pinhal. Ataque representa o segundo assalto em pouco mais de um mês ao posto bancário


Posto do banco Bradesco foi alvo de criminosos na madrugada deste sábadoFoto: Brigada Militar / 

Um grupo de criminosos invadiu um posto bancário e explodiu um caixa eletrônico na madrugada deste sábado, em Balneário Pinhal, no Litoral Norte. A ação ocorreu por volta das 3h30min no posto bancário do Bradesco, localizado na Avenida Itália, sem registro de feridos.

De acordo com informações da Brigada Militar (BM), não há confirmação se os bandidos, que fugiram em um carro branco, conseguiram levar dinheiro. Foram montadas pelo menos 10 barreiras na região, em uma tentativa de localizá-los.

Na ação da madrugada deste sábado, os grupo de assaltantes — seriam quatro, conforme informações preliminares — agiu rapidamente. Conforme o tenente Dutra, da BM de Balneário Pinhal, o ataque durou aproximadamente cinco minutos. Não haveria testemunhas, e a BM foi avisada pelo telefonema de uma pessoa que ouviu a explosão.

Uma equipe de perícia, vinda de Porto Alegre, faria uma vistoria no local na manhã deste sábado. Antes do trabalho dos peritos, a impressão era de que os assaltantes agiram com precisão.

— Eles sabiam usar os explosivos — afirma o tenente Dutra.

O ataque deste sábado representa o segundo assalto, em pouco mais de um mês, ao posto do Bradesco. Em 2 de julho, uma dupla invadiu o local quando os funcionários chegavam para trabalhar, no início da manhã. Renderam dois vigias e fugiram com três pessoas reféns, entre eles o gerente, sem levar dinheiro.

Como dois policiais militares flagraram a fuga, foi possível chegar à localização de um suspeito, preso à noite. Os reféns não se feriram.


Comerciante é executado dentro de revenda de automóveis em Alvorada. Givanildo Sleifer, 40 anos, foi atingido por pelo menos quatro tiros de pistola .380

Eduardo Torres

O comerciante Givanildo Sleifer, 40 anos, foi executado, no final da tarde de sexta-feira, dentro da revenda de automóveis em que era proprietário, na Avenida Getúlio Vargas, em Alvorada, próximo ao limite com Porto Alegre.

Pouco antes das 18h, um homem teria chegado à revenda e, depois de pedir informações sobre um carro, teria perguntado pelo proprietário do estabelecimento. Quando Givanildo se aproximou, foi atingido por pelo menos quatro tiros de pistola .380. Ele não teria antecedentes criminais. A polícia descarta a hipótese de um latrocínio (roubo com morte).

No começo da noite, um Fox - sem registro de roubo - foi encontrado abandonado no Parque dos Maias, Bairro Rubem Berta, Zona Norte da Capital. A polícia desconfia de que pudesse ser o carro do atirador. Como o veículo não tem registro de roubo, a 1ª DP de Alvorada agora tenta descobrir quem é o dono.

A motivação do crime ainda é misteriosa.


DIÁRIO GAÚCHO





Postar um comentário