SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

sábado, 28 de setembro de 2013

SUSPEITOS DE CRIMES

ZERO HORA 28 de setembro de 2013 | N° 17567

FORAGIDO DA JUSTIÇA

Identificado suspeito de atirar em professor


A polícia identificou o assaltante que baleou o professor Everton Luis Deiques, na tentativa de roubar a caminhonete dele em frente ao colégio Mãe de Deus, no bairro Tristeza, zona sul da Capital, no dia 28 de agosto.

Um foragido da Justiça de 43 anos será indiciado por roubo qualificado e tentativa de homicídio no encerramento do inquérito pela 6ª Delegacia da Polícia Civil, que deve acontecer na próxima semana. De acordo com a delegada Áurea Hoeppel, o suspeito foi reconhecido por fotografias.

O suspeito coleciona mais de dez antecedentes criminais e, desde 2008, está foragido. Já tem condenação por roubo, antecedentes por outros crimes, em sua maioria, contra estabelecimentos comerciais e de ensino ou contra motoristas, principalmente entre os bairros Restinga e Tristeza. Um possível comparsa ainda não foi identificado.

Imagens das câmeras de monitoramento próximas ao local do crime foram analisadas, e o suspeito aparecia de perfil, usando boné. A identificação foi possível porque investigadores reuniram fotos de foragidos do sistema prisional, com atuação em crimes na Zona Sul. O professor acabou reconhecendo um daqueles homens.


MORTE DE PSICÓLOGO. Mais um suspeito deve se apresentar


O quinto integrante do Monza bordô que abordou o psicólogo Samuel Eggers, 24 anos, no dia 13 deste mês, deve se apresentar à Polícia Civil na próxima semana. A presença dele foi informada durante o depoimento de duas irmãs, de 30 e 18 anos, que também estavam como passageiras do carro na noite em que Samuel foi morto ao reagir a uma tentativa de assalto. Dois rapazes, de 25 e 18 anos, estão detidos temporariamente. Agentes do 2º Distrito Policial trabalham na depuração dos depoimentos das jovens.

– As moças confirmaram que um deles é o autor dos tiros que vitimaram Samuel, que teria regido a um assalto.


Preso suspeito de homicídio na Capital

Foi preso ontem o homem suspeito de ter baleado a filha e matado, na sequência, o novo companheiro da ex-mulher, crime que ocorreu em 9 de junho, no bairro Bom Jesus, em Porto Alegre.

Odilon Gonçalves Júnior, 36 anos, tentou cometer o assassinato, por ciúme, duas vezes. Na primeira tentativa, ele teria invadido a casa na Rua Alfredo Ferreira Rodrigues e atirado contra Luís Fernando Duarte Schumacher, 33 anos. Errou o disparo. A própria filha de Odilon se jogou para salvar o padrasto. Ela foi atingida na região cervical e ficou tetraplégica.

Duas horas depois, Odilon voltou ao local e executou Luís Fernando.
Postar um comentário