SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

terça-feira, 29 de outubro de 2013

ASSALTO A ÔNIBUS ASSUSTA NO NORTE


ZERO HORA 29 de outubro de 2013 | N° 17598

RAFAEL DIVERIO

VIOLÊNCIA NA BR-386

Assalto a ônibus assusta passageiros no Norte. Pelo menos três homens armados com pistolas e fuzil participaram da ação



Pela segunda vez em 38 dias, um ônibus da linha Porto Alegre-Foz do Iguaçú (PR) foi assaltado na rodovia Boa Vista das Missões-Seberi (BR-386), no norte do Estado. Os relatos das duas ações apontam para o mesmo modo de ataque.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), os 38 passageiros do coletivo foram trancados no bagageiro do veículo e tiveram celulares e carteiras retirados.

O motorista contou à polícia que pelo menos três homens armados com pistolas e fuzis participaram da ação dentro do coletivo, por volta da 1h de ontem. Do lado de fora, em um Focus, teriam parado e ameaçado disparar.

O motorista precisou parar o veículo e foi obrigado a levá-lo a uma estrada vicinal. A polícia de Jaboticaba investigará o caso. Em 16 de setembro, quatro homens armados atiraram contra o ônibus que faz a mesma linha.

O telefone de Cristiano Zanella caiu no chão no momento em que o ônibus que faz a linha Porto Alegre-Foz do Iguaçu (PR) era assaltado por pelo menos quatro homens armados. Enquanto recolhiam carteiras, celulares e outros objetos, os criminosos não viram o aparelho entre os bancos. Foi justamente por meio deste telefone que o comerciante porto-alegrense de 26 anos e os passageiros, que continuam a viagem rumo à fronteira com o Paraguai, falaram com familiares.

– Nos levaram para fora e abriram o maleiro. Mandaram que a gente esvaziasse os bolsos e ficasse lá. Deixaram uma fresta aberta para respirar – contou Zanella usando o mesmo celular que os bandidos não viram.

COMENTÁRIO DO BENGOCHEA - Nesta região tem sido comum e rotineiro os assaltos aos passageiros dos ônibus que vão para o Paraguai, por ser uma rodovia de pouco movimento e o patrulhamento não é permanente. 
Postar um comentário