SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

sábado, 26 de outubro de 2013

BM SE ANTECIPA, INTERCEPTA, TIROTEIA E BANDIDOS MORREM

ZERO HORA 26 de outubro de 2013 | N° 17595

HUMBERTO TREZZI E LIZIE ANTONELLO*


DEDO NO GATILHO. BM SE ANTECIPA ÀS QUADRILHAS


Cerco e confronto até rendição ou morte dos bandidos. Essa estratégia, adotada pela Brigada Militar desde o final do ano passado, se repetiu ontem, em Lavras do Sul, no centro do Estado, quando três criminosos morreram em confronto após assaltarem um banco.

Os policiais militares tinham há pelo menos uma semana informação de que um grande assalto seria realizado em um dos 15 municípios onde fica situado o Comando Regional de Policiamento da Fronteira, com base em Santana do Livramento. O ataque aconteceu em Lavras do Sul, contra o Banco do Brasil. Os PMs esperaram os bandidos agir. Quando eles tentavam, fugir foram interceptados. Três criminosos morreram. Nenhum soldado foi atingido, apenas um refém ficou levemente ferido.

A PM foi mais militar e menos policial, na ação de ontem. Partiu para o confronto. Os policiais tinham dicas, mas ignoravam em qual cidade ocorreria o roubo, confirma o coronel Iguaraçu Ricardo da Silva, chefe do comando. Até por isso só 10 PMs (o contingente usual) patrulhava Lavras na hora do ataque. Ganharam reforço de policiais civis, surpreendendo os quadrilheiros na saída do banco. Os bandidos fizeram reféns, mas parte das vítimas foi deixada fora do carro, na hora da fuga. Quando viram os homens com armas para fora da janela do carro, os policiais atiraram.

– Tínhamos noção de que algo aconteceria, mas não sabíamos onde. Aí deixamos todas as guarnições de prontidão. Deu certo. A reação dos policiais ao assalto em Lavras do Sul foi imediata – diz o coronel.

Até o meio da tarde os bandidos continuavam dentro do CrossFox em que foram baleados, que tinha placas do Paraná, à espera de perícia. Dois deles agiam em Caxias do Sul, conforme informações coletadas pela Polícia Civil. Um deles, Jeferson Gustavo de Castilhos, foi identificado porque o jovem portava carteira de motorista verdadeira. Ele estava em liberdade condicional, após cumprir pena por roubo. O outro morto de quem os policiais conseguiram pistas seria o foragido da Justiça, também procurado por assaltos. Ele foi identificado por meio de tatuagens, registradas nas fotos feitas para o prontuário do sistema informatizado da Superintendência de Serviços Penitenciários. A identidade, porém, não havia sido confirmada até as 21h de ontem.

Espanta o aparato que a quadrilha exibia: os três criminosos mortos usavam roupas camufladas e coletes à prova de balas (um era capaz de segurar tiros de fuzil). Portavam espingardas. O veículo tem multas na Região Metropolitana.


Rádio Imembuí 960 AM

EXTRA - Comércio fechado e aulas suspensas em Lavras do Sul. Polícia segue perseguindo assaltantes pelas ruas da cidade. Três bandidos foram mortos pela BM

A Brigada Militar de Lavras do Sul segue a perseguição a assaltantes pelas ruas da cidade que invadiram a agência do Banco do Brasil. Três bandidos já foram mortos pela Brigada Militar durante troca de tiros. O gerente da agência, dois funcionários e um cliente foram feitos reféns e as informações é de que eles foram liberados. O comércio fechou as portas, as aulas estão suspensas e funcionários da Prefeitura estão trancados no prédio do Centro Administrativo. Segundo a secretária de Administração, Carmem Amaral,o clima é de tensão em Lavras do Sul e todos estão orientados a permanecerem em suas residências, pois a polícia persegue número incerto de assaltantes pelas ruas da cidade. Mais informações a qualquer momento com a nossa Central de Jornalismo.



Lavras do Sul: identificados os criminosos. Três morreram durante fuga

Giuliano Krause/Divulgação/Facebook

Da redação RS sitepoa@band.com.br

A Polícia Civil de Lavras do Sul, município localizado na região da Campanha, identificou os três homens responsáveis por realizar uma tentativa de assalto a uma agência do Banco do Brasil na cidade.

Os homens são Lucas Pedroso Menegusi, de Caxias do Sul, e Jeferson Gustavo de Castilhos, que é natural de Porto Alegre. Os dois tinham passagem pela polícia, sendo o primeiro foragido do sistema prisional. O terceiro teve apenas o primeiro nome confirmado, Patrick.

O trio invadiu a agência ainda na manhã e foi surpreendido pela BM quando estava saindo do local. Na fuga, funcionários e um gerente da agência foram feitos de refém, mas liberados logo em seguida.

Na saída, os homens acabaram se envolvendo em uma troca de tiros com a BM. O veículo onde eles estavam capotou e o trio morreu. Uma perícia deve apontar quem são os bandidos e a causa das mortes. O delegado Luis Eduardo Benites afirma que os bandidos estavam fortemente armados.

Após o ataque, uma onda de insegurança se abateu sobre a cidade principalmente após uma informação de que um membro da quadrilha teria fugido. Um cerco com cerca de cem policiais foi montado nas saídas do município. As aulas na cidade foram suspensas e vários alunos do turno da manhã chegaram a ser mantidos nas escolas por segurança.

No entanto, a informação acabou não se confirmando e a situação se tranqüilizou. Porém, a polícia não descarta que outras pessoas possam ter participado, algo que somente a investigação pode confirmar.

Maria Júlia Medeiros, que é moradora da cidade, conta o clima de terror que tomou conta do município de pouco mais de sete mil habitantes durante a ação.

O gerente do Banco do Brasil chegou a ser ferido, mas já foi levado para o hospital e não corre risco de morte.


PLANTÃO. Identificados dois dos três assaltantes mortos em confronto com a Polícia, em Lavras do Sul

Informações extra- oficiais da Rádio pepita FM, dão conta de que o bando que assaltou a agência do banco do Brasil da cidade, na manhã desta seta-feira (25). agiam em Caxias do Sul. A Polícia Civil identificou com certeza um deles, Jeferson Gustavo de Castilhos, porque o jovem portava carteira de motorista verdadeira. Ele estava em liberdade condicional, após cumprir pena por roubo. O outro assaltante morto de quem os policiais conseguiram pistas é o foragido da Justiça Lucas Pedroso Meneguzzi, também procurado por assaltos. Ele foi identificado por meio de tatuagens do corpo (foto da perícia), registradas nas fotos feitas para o prontuário do sistema informatizado da Superintendência de Serviços Penitenciários (Susepe).



COMENTÁRIO DO BENGOCHEA - Liberdade condicional, uma licença para cometer crimes, é o que tinha o jovem bandido que ousou enfrentar a polícia, preparados e equipados para tal. Morreu junto com um foragido que também devia ter a sua licença e não cumpriu os requisitos. São sempre os mesmos que depois de presos, retornam às ruas para aterrorizar, assaltar e enfrentar a tiros os policiais.
Postar um comentário