SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

sábado, 26 de outubro de 2013

CHACINA NO RIO COM SETE MORTES

ZERO HORA 26 de outubro de 2013 | N° 17595

CRIME BRUTAL

Sete são mortos em chacina no Rio



A polícia investiga uma chacina em Realengo, zona oeste do Rio. Sete pessoas foram assassinadas dentro de uma casa, por volta das 23h de quinta-feira.

E ntre as vítimas (cinco homens e duas mulheres, com idades entre 24 e 37 anos) estão os donos da casa (Toni Anderson Damásio Alves, 37 anos, e Renata Souza da Silva, 30 anos) e um casal de irmãos. Embora oficialmente ainda não descarte outras hipóteses, a polícia acredita que o crime esteja relacionado ao tráfico de drogas. Amigos e familiares afirmam que o dono da casa era usuário de entorpecentes.

Segundo testemunhas, a chacina foi praticada por homens encapuzados, que chegaram em três carros. Eles pararam em frente à casa, na Rua Nuretama, e usaram uma van que estava estacionada diante do imóvel para saltar o muro e entrar na casa. Armados com fuzil 556 e pistolas 9 milímetros, os homens obrigaram as sete vítimas a deitar no chão de uma varanda, onde todas foram mortas. Dentro da casa, policiais encontraram uma pequena quantidade de maconha e objetos usados para o consumo, como cachimbos e papel de seda.

Familiares contam que Alves tinha envolvimento com drogas havia pelo menos 10 anos e já havia se tratado, mas voltou ao vício. Eles atribuem o crime a algum acerto de contas realizado por traficantes. Até ontem, a polícia tinha ouvido 10 familiares de vítimas.
Postar um comentário