SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

terça-feira, 22 de outubro de 2013

DOIS BANCOS SÃO ASSALTADOS NO INTERIOR DO RS

ZERO HORA 22 de outubro de 2013 | N° 17591

FERNANDA DA COSTA

AÇÕES VIOLENTAS. Quadrilhas assaltam dois bancos no Interior. Em um dos ataques, bancária feita refém foi jogada de carro em alta velocidade


Duas agências bancárias em diferentes cidades do Rio Grande do Sul foram alvos de assaltantes na tarde de ontem. Criminosos responsáveis por um dos roubos foram presos pela polícia.

O primeiro ataque aconteceu em Nova Hartz, no Vale do Sinos, por volta das 15h. Conforme a Brigada Militar, três homens armados invadiram o Bradesco da Rua Minas Nova, no bairro Bela Vista, e renderam três funcionários. Os bandidos estavam armados com uma submetralhadora e um revólver. A agência já estava fechando e, conforme a BM, não havia clientes no momento da ação. O trio roubou dinheiro dos caixas e fugiu em um Corsa, que foi abandonado cinco quilômetros depois. Outros criminosos teriam participado da ação.

A quadrilha foi presa em Sapiranga, cidade vizinha de Nova Hartz, por volta das 18h30min. De acordo com o major Marcelo Carpes, comandante do 32º Batalhão de Polícia Militar, seis homens foram detidos e R$ 16 mil, recuperados. A Brigada Militar localizou uma Hilux abandonada em um matagal e iniciou buscas pela área. A polícia montou um cerco ao local com auxílio de viaturas e de um helicóptero, da BM de Caxias do Sul.

Bandidos entraram atirando em agência de Barros Cassal

Os suspeitos trocaram tiros com a polícia, mas ninguém ficou ferido. Com a quadrilha, foram apreendidos um fuzil, uma submetralhadora, duas pistolas, um revólver, três coletes à prova de balas e o dinheiro roubado. Os criminosos detidos e o material apreendido foram levados à Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de Novo Hamburgo.

Cerca de uma hora depois do assalto em Nova Hartz, quatro criminosos invadiram a agência do Banco do Brasil de Barros Cassal, no Vale do Rio Pardo. Por volta das 16h de ontem, os assaltantes entraram no local atirando e fizeram uma funcionária refém. A agência já estava fechada e, segundo a polícia, não havia clientes no local no momento do ataque. Nenhum funcionário foi ferido com os disparos, que danificaram a entrada da agência.

Uma das funcionárias foi levada no carro dos bandidos durante a fuga. Eles deixaram o local em um Palio e teriam jogado a mulher do veículo em alta velocidade, a poucos metros da agência bancária. A jovem, de 20 anos, sofreu ferimentos devido à queda. Ela foi atendida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhada ao Hospital de Caridade Frei Clemente, em Soledade.

A polícia não confirmou se os bandidos levaram dinheiro da agência. Eles teriam fugido em direção a Progresso, cidade distante cerca de 50 quilômetros. A Brigada Militar faz buscas na região, com auxílio do Batalhão de Operações Especiais.

Postar um comentário