SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

FAMÍLIA UNIDA NO TRÁFICO

ZERO HORA 31 de outubro de 2013 | N° 17600

EDUARDO TORRES E LISIANE LISBOA

ELDORADO DO SUL - As ruas centrais de Eldorado do Sul haviam se tornado, há mais de um ano, a área de trabalho de uma família de traficantes. Os “soldados” vendiam, sempre em pequenas quantidades, crack e maconha nas principais ruas da região. Depois de dois meses de levantamento, a polícia acredita ter derrubado a “empresa familiar” durante uma operação na manhã de ontem.

Foram presas temporariamente 12 pessoas – incluindo três mulheres –, e um adolescente foi apreendido. Drogas, armas, equipamentos eletrônicos e dinheiro também foram encontrados durante as buscas, que contaram com 70 policiais civis, apoio da Brigada Militar e de cães farejadores.

– Tínhamos que dar um golpe nessa ousadia dos criminosos. Verificamos que havia muitas ocorrências por posse de drogas no Centro, o que caracteriza uma esperteza dos bandidos para se livrar das prisões e apreensões grandes. Começamos a monitorar as ações deles – explica o delegado Alencar Carraro.

Entre os presos ontem, está o casal Ivo Monteiro, 56 anos – em prisão domiciliar desde agosto – e Luciane Saraiva, 46 anos. Ambos, segundo os investigadores da DP de Eldorado, comandavam o tráfico a partir de casa. Dois filhos deles também foram presos. A intenção da polícia era evitar a continuidade da sucessão de poder.

Líder usava o Facebook no Presídio Central

Se, por um lado, a quadrilha mostrava prudência para evitar ações mais fortes da polícia, nas redes sociais a ordem era aparecer. Mesmo sem relação direta com o tráfico. Embora preso no Central, Ivo Junior mantém um perfil atualizado no facebook. Ali, queixa-se das condições da cadeia e conta os dias para sair.

Em uma das suas postagens, o jovem divulga até mesmo um número de contato para quem quiser falar com ele. Na última quinta, ele alterou o seu status na rede para um “namoro sério”. Na terça, alterou para “romance aberto”.

Os dados coletados no facebook do preso foram encaminhados à Susepe para que avalie as providências necessárias.

Postar um comentário