SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

terça-feira, 29 de outubro de 2013

FÚRIA APÓS MORTE DE ADOLESCENTE EM SP

ZERO HORA 29 de outubro de 2013 | N° 17598

VEÍCULOS QUEIMADOS

Fúria após morte de adolescente em SP. Jovem de 17 anos foi baleado por um policial militar durante abordagem



Está preso no Presídio Romão Gomes o policial militar suspeito de matar o adolescente Douglas Martins Rodrigues, 17 anos, durante abordagem na Vila Medeiros, na zona norte de São Paulo, no domingo. Ontem, manifestantes queimaram ônibus e bloquearam rodovias para protestar contra a morte do adolescente. O corpo de Douglas foi enterrado no fim da tarde de ontem, no Cemitério Parque dos Pinheiros, também na zona norte. O velório se iniciou por volta das 6h em ma igreja da Avenida Roland Garros, no Jardim Brasil. A Vila Medeiros foi alvo de protestos de vizinhos que, na noite de domingo, após a morte, ficaram revoltados com a ação da polícia. Na manifestação, com cerca de 300 moradores, duas lotações, um ônibus e um carro foram incendiados e lojas foram saqueadas. A PM interveio com bombas de gás e balas de borracha para a dispersão.

Após a prisão do soldado, o secretário de Segurança Pública do Estado, Fernando Grella Vieira, disse:

– Um episódio lamentável, mas as providências foram tomadas, o policial foi autuado em flagrante por homicídio. Já está preso. Nós queremos concluir rapidamente a investigação para que o inquérito seja levado à Justiça.

Soldado diz que disparo teria sido “acidental”

Os vizinhos alegam que Douglas, estudante do 3º ano do Ensino Médio, foi abordado pelos policias e, sem ter reagido, levou um tiro. Os policiais nem sequer teriam falado com a vítima. O policial Luciano Pinheiro Bispo foi autuado em flagrante pelo homicídio e alega que o disparo foi acidental.

A vítima estava acompanhada de um colega e um irmão mais novo de 13 anos. O irmão foi ouvido pela polícia e disse que eles iriam até o pai de um colega avisar que queriam participar de um festival de pipas em Atibaia (SP). Enquanto estavam na Rua Bacurizinho, no Jardim Brasil, conversando com o pai desse garoto, uma viatura passou, deu a volta e um PM atirou contra o peito de Douglas, que estava na carona.

“Por que o senhor fez isso comigo?”, teria dito a vítima, de acordo com o irmão. Ainda segundo ele, os policias ficaram nervosos e não sabiam o que fazer. Eles levaram 10 minutos para socorrer o rapaz. Ele foi levado inconsciente ao hospital, onde morreu.

Na noite de ontem, dois caminhões e um ônibus foram incendiados durante um protesto na rodovia Fernão Dias, em São Paulo. A manifestação ocorreu em diversos pontos da Vila Medeiros, na zona norte da capital paulista.

A polícia informa que uma loja também foi arrombada e saqueada durante a ocorrência, que iniciou por volta das 17h50min.

Os manifestantes também tentaram queimar um ônibus fretado que passava pelo local. Os passageiros foram obrigados a deixar o veículo, que acabou não sendo queimado.
Postar um comentário