SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

HOMICÍDIOS DOLOSOS CRESCEM 38% NO ESTADO DO RIO


Homicídios dolosos crescem 38% em agosto no Estado do Rio, segundo dados do ISP. Crescimento ocorreu na comparação com o mesmo mês em 2012. No mesmo período, apreensões de drogas aumentaram 13,6 %

O GLOBO
Atualizado:30/10/13 - 19h31



RIO - O número de homicídios dolosos no Estado do Rio cresceu 38,1% em agosto deste ano, na comparação como o mesmo mês de 2012. Em números absolutos, isso significa 406 casos, contra 296 no mesmo período do ano passado. A informação faz parte do balanço divulgado pelo Instituto de Segurança Pública (ISP), divulgado nesta quarta-feira.

Também houve aumento do número de roubos de veículos. Em agosto passado, foram registrados 2.527 casos no estado, um crescimento de 44,3% em relação ao mesmo mês do ano anterior. A maior alta, na comparação desse mesmo período, foi do número de casos de assaltos em ônibus: de 345 para 629, que representa 82,3%. Também subiram os roubos de celular (43,9%), a estabelecimento comercial (44,5%) e a residência (26%).

Ainda em agosto, houve aumento nos casos de latrocínio (roubo seguido de morte), chegado a 17, contra 11 no mesmo período de 2012. O oitavo mês de 2013 também registrou três casos de lesão corporal seguida de morte, sendo que agosto de 2012 registrou apenas uma ocorrência dessa natureza.

O número de homicídios decorrentes de intervenção policial — mais conhecidos com autos de resistência — foi de 27 em agosto, contra 43 no mesmo período de 2012. Os roubos de carga, por sua vez, também registraram queda, com 291 casos ante 328 no ano passado.

O ISP também divulgou em seu balanço alguns números sobre a produtividade do trabalho policial. Segundo o instituto, as apreensões de drogas cresceram 13,6% em agosto, totalizando 1428. Também houve aumento no cumprimento de mandados de prisão (4,9%), apreensão de armas (1,9%) e recuperação de veículos roubados (36,6%). O número de prisões aumentou 11,4%, chegando a 2.396. As apreensões de crianças e adolescentes registraram um crescimento maior, de 34,8%, com 577 casos.

Revisão dos números de 2012

A revisão dos crimes em 2012 ocasionou mudanças nos números consolidados divulgados pelo instituto. A taxa de mortes violentas passou de 28,22 para 28,59 vítimas por 100 mil habitantes. Os roubos de veículos subiram de uma taxa de 39,27 para 39,43 por 10 mil veículos. Os roubos de rua, por sua vez, passaram de 358,63 para 360,00 casos por 100 mil habitantes.
Postar um comentário