SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

terça-feira, 15 de outubro de 2013

INSEGURANÇA NO RS

CORREIO DO POVO 14/10/2013 22:12

Homem leva tiro no olho após discussão em Santa Maria. Autor do disparo foi preso por policial civil que passava pelo Centro da cidade


Um homem de 24 anos foi ferido com um tiro no olho depois de discutir com o autor do disparo no calçadão do Centro de Santa Maria, no fim da tarde desta segunda-feira. Ele foi encaminhado para o Hospital Universitário onde constaram que a bala perfurou o olho esquerdo e ficou alojada no nariz. A arma utilizada foi uma garrucha calibre 32.

O suspeito, de 22 anos, foi perseguido por um policial civil que passava pelo local e preso na rua Serafim Valandro. Tanto a vitima como o autor do disparo tem antecedentes policiais por furto, assalto a pedestre e desacato.

Fonte: Renato Oliveira/Correio do Povo


CORREIO DO POVO 14/10/2013 19:43

Pai que matou filho em Esteio foi morto com tiro de espingarda, revela perícia. Assassinato de criança comoveu até traficantes, avaliou delegado

O homem que matou o filho de cinco anos na noite de sábado, morreu vítima de um disparo de espingarda, revelou nesta segunda-feira o delegado responsável pelo inquérito, Leonel Baldasso. O titular da delegacia de Esteio, onde ocorreram os crimes, recebeu a confirmação da perícia. Até então, a informação era de que Valnei Borges, de 55 anos, havia sido vítima de linchamento.

Os dois presos em flagrante pela morte de Borges estão detidos no Presídio Central e serão indiciados pelo assassinato, mesmo sem testemunhas do crime. Para o policial, há outras provas indicando a autoria. A arma não foi apreendida. Ambos já tinham passagem pela polícia por tráfico de drogas, revelou Baldasso. Ele disse acreditar que a morte da criança pelo pai comoveu até os comerciantes de drogas.

O delegado ouviu à tarde familiares da criança, mas ninguém apontou quem matou o pai do menino. Para o policial, o fato de os envolvidos serem investigados por tráfico dificulta que haja denúncias contra eles. Os corpos de pai e filho foram sepultados nesse domingo.

A família vivia em uma casa no bairro Santo Inácio. Durante uma discussão, Borges acertou a cabeça do filho com um alteres artesanal feito de concreto, apreendido nesta segunda. A criança morreu no local. Durante a confusão, o homem ainda feriu outros dois filhos, um de oito anos e uma jovem de 15, além de uma vizinha que tentou intervir. No mês de junho, a esposa de Borges solicitou proteção à Justiça invocando a Lei Maria da Penha. O casal, porém, voltou a morar na mesma casa.

Fonte: Samuel Vettori / Rádio Guaíba








Postar um comentário