SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

PERIGO NA REDE SOCIAL

R7 - 9/10/2013 às 11h02

*Larissa Kurka, do R7

Jovem morre estrangulada com sutiã após buscar namorado no Facebook. Ela desapareceu no sábado; corpo foi encontrado em terreno em Campo Grande na segunda


Segundo familiares, ela teria sido estrangulada com o próprio sutiãReprodução Facebook

Uma jovem foi encontrada morta em um terreno de Campo Grande, na zona oeste. O corpo de Cláudia Marinho de Lima, de 18 anos, foi achado na segunda-feira (7) no bairro Jardim Maravilha. Segundo familiares, ela teria sido estrangulada com o próprio sutiã.

A mãe dela, Dalva Marinho, disse que a filha era querida por todos e não tinha inimigos.

— Ela era boa filha, menina, aluna. Não tinha maldade.

Na sexta-feira (4), a jovem havia postado no Facebook que estava à procura de um namorado. Mas Dalva diz que a filha havia afirmado que tudo não passava de uma brincadeira. Além disso, a mãe acredita que ela não tenha marcado encontro pela internet.

A mãe de Cláudia diz que a filha desapareceu no sábado (5). Segundo Dalva, que estava trabalhando, ela teria prometido que não sairia. Mas quando retornou para casa no domingo (6) descobriu que a filha havia saído no dia anterior.

Segundo uma vizinha, Cláudia teria ido encontrar uma amiga chamada Ingrid, que estudava com ela em Realengo, na zona norte. Dalva diz não conhecer a colega de classe da filha.

As investigações estão em andamento na Divisão de Homicídios da Capital, que realizou perícia no local. A polícia agora vai ouvir parentes e amigos para traçar o perfil da vítima. A polícia aguarda resultado do laudo para apurar a causa da morte.

A mãe de Cláudia pede justiça.

— Entrego nas mãos de Deus, que ele faça justiça.

O enterro da jovem está previsto para as 12h desta quarta (9) no cemitério de Santa Cruz, também na zona oeste do Rio.

Postar um comentário