SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

sábado, 5 de outubro de 2013

QUADRILHA MIGRA DO ROUBO PARA O TRÁFICO

ZERO HORA 05 de outubro de 2013 | N° 17574

PRISÕES NA CAPITAL



Uma investigação da 1ª Delegacia do Departamento Estadual de Investigação do Narcotráfico (Denarc) descobriu que mais uma quadrilha de roubo a banco foi atraída pelo lucro fácil do tráfico de drogas. Na manhã de ontem, em ação conjunta da especializada e da Brigada Militar (BM) de Cachoeirinha, seis homens e duas mulheres foram presos.

No começo da tarde, o grupo considerado auxiliar da quadrilha, com oito homens, foi flagrado em um galpão na Avenida Sertório, na zona norte da Capital.

– Foram dois meses de investigação, em que pudemos notar a migração dessa quadrilha do roubo a bancos para o tráfico de drogas – explicou o delegado Mario Souza.

O bando seria ligado a um homem conhecido por arrombar agências bancárias para furtar caixas eletrônicos. O suspeito, que não foi capturado ontem, seria um dos líderes da quadrilha.

– Eles ainda preservam todos os cacoetes dos ladrões de banco, como andar sempre armado e escolher carros potentes e bem novos – ressaltou o delegado Mario.

Dez mandados de busca foram cumpridos em Cachoeirinha, base da quadrilha, e Gravataí. Um dos mandados foi cumprido em uma casa de luxo. No imóvel, com seis quartos, piscina com cascata e uma parede aquário, os policiais civis prenderam um dos suspeitos.

Segundo as investigações, o bando importava droga que seria revendida na Capital e Região Metropolitana. Maconha, crack e cocaína chegavam ao Estado em fundos falsos de carros. O homem responsável por criar os esconderijos nos veículos também foi capturado.

Polícia acredita que bando tinha amostras do produto

Em mais de um dos locais revistados, os policiais encontraram pequenas porções das drogas.

– É muito difícil que o cara use as três drogas, por isso, vamos investigar se não são amostras do produto que vendiam – explicou o delegado.

Com o bando foram apreendidos R$ 6 mil, uma pistola 9 milímitros, uma pistola .380, três revólveres calibre 38 e uma espingarda, além de munição. Quatro carros – um Prisma 2013, um Golf, um Passat, um Corsa – e duas motos – uma Falcon e uma CB300, foram apreendidos.

CAROLINA ROCHA
Postar um comentário