SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

terça-feira, 19 de novembro de 2013

CAMAREIRA É EXECUTADA EM HOTEL

ZERO HORA 19 de novembro de 2013 | N° 17619

PATRIC CHAGAS


CAÇAPAVA DO SUL



A camareira de um hotel em Caçapava do Sul, na região central do Estado, foi executada a tiros no local onde trabalhava, na Avenida Presidente Kennedy, no acesso ao município. A jovem Sabrina Rodrigues da Silva, 25 anos, não resistiu aos ferimentos. O principal suspeito é um jovem de 23 anos.

De acordo com a Brigada Militar, por volta das 8h30min, Sabrina arrumava um dos quartos do hotel, localizado no térreo, quando foi chamada pelo matador, que chegou de moto. Quando a camareira se aproximava do suspeito, ele teria passado a atirar contra a jovem. A vítima teria corrido para tentar escapar, mas foi baleada pelo menos outras duas vezes nas costas. Quando o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou ao local, ela estava morta.

Segundo a delegada Fabiane Bittencourt, titular da Polícia Civil de Caçapava do Sul e responsável pelo caso, em depoimento, familiares de Sabrina revelaram que o matador não aceitava o fim do relacionamento com uma irmã da vítima.

A delegada conta que a irmã da vítima, que estava desaparecida, foi encontrada em Palhoça (SC). Ela teria viajado para a cidade catarinense para fugir das ameaças do ex.

– Falamos com ela por telefone. A jovem contou que, após o crime, o suspeito entrou em contato e disse que havia praticado o crime. Ele aproveitou para ameaçá-la, afirmando que, se ela não retornasse, iria fazer o mesmo com o restante da família – revela.

No final da tarde, a delegada pediu a prisão temporária do jovem.

– Ela era uma guria tranquila e trabalhava até nos finais de semana. Não sei nem o que dizer nesse momento – lamentou Letierio Garcia, 28 anos, companheiro da vítima.

Postar um comentário