SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

ESTADO SEM LEI - BRUTALIDADES E HOMICÍDIOS


ZERO HORA 2 de dezembro de 2013 | N° 17632

EDUARDO TORRES

VIAMÃO - Adolescente é assassinada ao ver morte de namorado

Garota de 16 anos foi sequestrada e executada com tiros no rosto na madrugada do último sábado



Depois de presenciar o assassinato do namorado Giovanni de Souza, o Vani, de 20 anos, a jovem Julia dos Santos Granella, de apenas 16 anos, foi encontrada morta por volta das 8h30min do último sábado. O corpo foi encontrado às margens de um arroio na Rua 13 da Vila Castelinho, a cerca de 14km de onde ela residia, em Viamão. Para o delegado Carlos Wendt, que investiga o crime pela 2ª Delegacia de Polícia da cidade, tudo indica que o crime tenha sido motivado por disputas do tráfico. Julia, conforme Wendt, morreu sem ter qualquer relação com a criminalidade.

Uma das poucas amigas que não foram ao cemitério – a vítima foi sepultada na manhã de ontem, em Porto Alegre –, tentava entender como tudo aconteceu. E resumia a tristeza coletiva – de familiares e vizinhos – por um drama que ela tentou evitar.

– Eu vivia dizendo para a Julia que o namorado tinha rolo, mas adiantava? Ela morreu de graça – lamentava a adolescente, também de 16 anos. Abalados pela perda, familiares não quiseram comentar o caso.

Na manhã de sábado, por volta das 8h30min, Julia foi encontrada morta com dois tiros no rosto. O crime veio na sequência do brutal assassinato do seu namorado, no começo da madrugada de sábado, na Vila Elza, em Viamão. Um vizinho, que supostamente teria saído à rua para ver o que acontecia, foi atingido por um tiro, de raspão, em uma das pernas.

Eram 0h30min quando pelo menos dois homens em um carro ainda não identificado surpreenderam o casal, que estava de moto na Avenida Ponçalino Cardoso da Silva. Eles teriam descido do veículo e atingido Giovanni com pelo menos 17 tiros pelo corpo – a maior parte no rosto.

Em choque, a namorada teria gritado contra os matadores, que já arrancavam o veículo. Eles então voltaram e sequestraram a menina. Uma das hipóteses investigadas é de que ela tenha reconhecido os criminosos.

Por volta das 2h, moradores da Vila Castelinho teriam ouvido barulhos semelhantes a disparos. Eles julgaram se tratar de fogos de artifício. Apenas na manhã de sábado encontraram o corpo da adolescente no local. O pai a reconheceu, encerrando a busca.


Crime teria ligação com facção da Capital


Uma das suspeitas da polícia é de que o crime tenha sido cometido por traficantes ligados à facção dos Bala na Cara. O bando seria uma das pontas da guerra pelo controle do tráfico na Vila Elza há pelo menos sete meses.

– O Vani era investigado por nós. Ele estava na rua há pouco tempo, depois de ter sido preso por tráfico. Os assassinatos dele e da menina parecem ser um “recado” aos rivais – afirma o delegado.

Em julho, Giovanni foi preso durante a Operação Topo Gigio. Ele teria voltado à vila há pouco tempo com a missão de abrir caminho para a volta do traficante conhecido como Aranha, também recém-libertado depois de ser alvo de uma operação policial em 2012.

Aranha é apontado pela polícia como um dos herdeiros do antigo traficante Lúcio Dobronaldo Subtil Simões, o Velho Lúcio, executado em março dentro da cadeia. Um mês depois, o filho dele, Paulo Eduardo Soares Simões, o Paulinho, também foi morto.

Toque de recolher estaria ocorrendo na Vila Elza

Desde então, a Vila Elza vive momentos de tensão. Há relatos de toque de recolher e ameaças a moradores que denunciem os criminosos.

Com a prisão de Vani, juntamente com o traficante conhecido como Ratinho, em julho, o campo teria ficado aberto para os rivais, vindos de fora da vila e, supostamente, ligados aos Bala na Cara.


Possível vingança não demorou


No começo da tarde de ontem, um possível repique do crime ocorreu no Loteamento Vida Nova, na Vila Elza, a menos de 4km de onde o casal foi atacado na madrugada de sábado.

Por volta das 13h30min, Rafael Rodrigues Amaral, 24 anos, foi executado na porta de casa com mais de 10 tiros de calibres 9mm e .380. A maior parte dos disparos atingiu o rosto da vítima.

– Apesar da proximidade, ainda não podemos afirmar com certeza que foi uma vingança. Neste loteamento, também há disputa por pontos de tráfico – afirma o delegado Carlos Wendt.

Segundo testemunhas, cerca de 12 pessoas teriam participado da execução. Eles chegaram à casa de Rafael, na Rua Miami Vaz, em pelo menos um carro escuro e uma moto. O chamaram no portão e, no momento em que o rapaz atendeu, foi morto.

Rafael tinha antecedentes por roubos em Porto Alegre e Alvorada, e há suspeita de que ele tivesse ligações com os Bala na Cara.


SANTA CRUZ DO SUL - Mulher é queimada na rua


Uma mulher foi queimada e morreu no bairro Goiás, em Santa Cruz do Sul, no Vale do Rio Pardo, no início da manhã de sábado. Conforme policiais militares, ela foi abandonada em via pública, nua e em chamas. Moradores tentaram apagar o fogo, mas a vítima não resistiu aos ferimentos.

Embora os indícios sejam de crime passional, a Polícia Civil, a partir de testemunhas, segue com as investigações e informa que não há suspeitos. Os legistas ainda trabalham para concluir se Leodete Aparecida da Silva, 35 anos, morreu de fato queimada ou por meio da inalação de fumaça – ou mesmo outra causa.

– Aparentemente, ela foi largada no local, nua, e o assassino depois ateou fogo nela. Pelas descrições, ainda viva – descreve o escrivão Luciano Emerich, da Polícia Civil de Santa Cruz do Sul.

A última vez que ela teria sido vista com vida foi na noite de sexta-feira, quando saiu de casa e entrou em um táxi.


BARRA DO GUARITA - Criança morre após estupro


Foi preso na manhã de sábado um foragido que confessou ter estuprado e matado uma menina de sete anos, na noite de sexta-feira, em Barra da Guarita, cidade de três mil moradores na costa do Rio Uruguai, no norte do Rio Grande do Sul.

Para evitar retaliação, a polícia não divulgou o nome do preso, informou a delegada Caroline Bamberg Machado, da Delegacia de Polícia Civil de Três Passos.

– Ele é um indígena que tem antecedentes por homicídio e estupro. E estava foragido do presídio – relata Caroline.

A polícia chegou ao suspeito devido a uma descrição feita por moradores, que o viram com a menina. Foram ouvidas quatro pessoas que se encaixavam na descrição. Na sexta-feira, a menina havia desaparecido por volta das 17h30min. Foi encontrada às 22h30min, machucada e ensanguentada. Ela foi levada para o Hospital Santo Antonio, em Tenente Portela, onde não resistiu aos ferimentos e morreu.



OUTRAS MORTES - Homicídios no final de semana

- Viamão – Patrick Hernandes Retamosa de Ávila, 19 anos, foi morto com quatro tiros na Rua Conquista, Vila Augusta, por volta do meio-dia de ontem. Ele chegou a ser socorrido, mas morreu no hospital duas horas depois. A polícia já tem um suspeito, que seria um adolescente. A motivação do crime ainda é investigada.

- Porto Alegre – Um homem ainda não identificado foi encontrado morto com marcas de pelo menos duas facadas no pescoço, por volta das 7h de ontem, na Rua Santa Teresa, no Morro da Cruz, bairro São José, Zona Leste. As circunstâncias do crime são apuradas pela 1ª DHPP.

- São Leopoldo – Jefferson Guilherme Balgatner Braz, 19 anos, foi morto a tiros por volta das 2h de sábado, na Rua Leopoldo Wasum, Vila Brás, bairro Santos Dumont. De acordo com a Brigada Militar, houve um tiroteio na região e o rapaz ficou ferido. O suspeito teria fugido em um Peugeot vermelho. Ele morreu durante atendimento no hospital. O caso é investigado pela Delegacia de Homicídios da cidade.

- Bom Princípio – Uma briga de bar na altura do quilômetro 29 da ERS-122 deixou um homem morto a facadas e o seu irmão ferido. A vítima, de 39 anos, teria se desentendido com um grupo de quatro homens, por volta das 0h20min de sábado, iniciando uma briga. Um dos suspeitos teria buscado uma faca no carro. O homem acabou atingido pelos golpes na região da virilha e não resistiu aos ferimentos. O irmão, de 30 anos, permanece hospitalizado.

Postar um comentário