SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

DANÇA DAS CADEIRAS

O SUL. Porto Alegre, Quarta-feira, 18 de Dezembro de 2013.



WANDERLEY SOARES


A troca de cúpulas nas organizações policiais provoca temores, pois o efeito dominó é inevitável



A anunciada dança das cadeiras na área da segurança pública está provocando, internamente, mais especulações na Polícia Civil do que na Brigada Militar. Na Brigada, não se podendo afirmar que haja definitivas cartas marcadas, não causaria surpresa que, para término deste mandato do governador Tarso Genro e a elevação do atual comandante geral coronel Fábio Duarte Fernandes a juiz do Tribunal Militar do Estado, ocorra a ascensão do coronel Silanus Serenito de Oliveira Mello, ora subcomandante-geral. Seria uma entrega de bastão dentro não só de princípios hierárquicos, mas pelo fato de que Fábio deixaria sua atual cadeira para o primeiro homem de sua confiança. O fato de Silanus não ser, exatamente, o coronel que reúne maior número de simpatizantes entre seus camaradas, é muito subjetivo e pode não ser levado em conta. Sigam-me


Candidatura



Não recordo de um só chefe da Polícia Civil gaúcha que tenha deixado seu cargo já engomado para uma candidatura a deputado. Este será o caso do delegado Ranolfo Vieira Júnior, que só não está em campanha porque a legislação eleitoral não permite. Por ora, Ranolfo é candidato a candidato pelo PTB e somente isso divide as águas em sua corporação. A opção de Ranolfo pela política não deixa de ser um obstáculo para que o atual sub-chefe, delegado Ênio Gomes de Oliveira venha a sucedê-lo e, a partir daí, começam as especulações. Do lado feminino, tem delegada pretendendo a vaga ainda não aberta, além do fato de ela ainda não ter atingido a quarta classe. Mas uma promoção até pode acontecer, pois a força das mulheres ninguém desconhece.


Suspense


O mandado de segurança interposto junto ao Tribunal de Justiça do RS, por um major da Brigada Militar, contra os critérios adotados para as mais recente promoções na corporação, está concluso nas mãos do relator para julgamento.


Jovens


Dois adolescentes, um com 16 e outro com 17 anos, foram flagrados num Peugeot roubado em Caxias do Sul, no começo da madrugada de ontem, no bairro São José.


Tráfico


O Denarc prendeu 56 pessoas e desarticulou uma quadrilha de traficantes que agia havia dois anos no Estado e faturava dois milhões por mês. As prisões foram efetuadas durante operação deflagrada ontem em 16 municípios gaúchos. O grupo criminoso atuava na região metropolitana central, Litoral Norte e vales do Rio Pardo, dos Sinos e Taquari. A quadrilha mantinha empresas de fachada para a lavagem do dinheiro. Como os presídios estão sem vagas, não dá para saber como e até quando os traficantes permanecerão presos.


Bonete na SPH


O presidente do PR de Porto Alegre e vice-presidente estadual da sigla, coronel Arlindo Bonete Pereira assumirá hoje o cargo de diretor da SPH (Superintendência de Portos e Hidrovias). A posse está marcada para as 9h, no auditório daquele órgão. Bonete, natural de Dom Pedrito, reformado da Brigada Militar, é homem de mente arejada e foi assim que se destacou quando comandou o CPC (Comando de Policiamento da Capital).
Postar um comentário