SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

sábado, 14 de dezembro de 2013

EXECUTADO NA PARADA DE ÔNIBUS

ZERO HORA 14 de dezembro de 2013 | N° 17644

EDUARDO TORRES

PORTO ALEGRE. Homem executado em parada de ônibus


Uma série de disparos, por volta do meio-dia de ontem, despertou um homem de 50 anos, em uma das casas da Rua Dona Ada Mascarenhas de Moraes, bairro Jardim Itu Sabará, na zona norte da Capital. Ele saltou da cama e, ao olhar para a rua, viu um corpo caído quase em frente ao seu portão, na parada de ônibus.

Daniel Silva de Oliveira, o Teta, 35 anos, acabara de ser executado com pelo menos 12 disparos de pistola 9 milímetros. A primeira suspeita da polícia é de que a morte seja a continuação de uma disputa entre rivais do tráfico da Vila Jardim. Desde o mês passado, quatro pessoas teriam sido executadas na região.

Entre os curiososo, o clima era de estranheza. Havia ali um corpo, mas naquela rua ninguém o conhecia.

– Essa é uma das paradas menos movimentadas daqui. Pelo visto, os tiros eram para esse rapaz mesmo – desabafou uma moradora.

Segundo testemunhas, um jovem teria descido de um Vectra prata, a cerca de duas ruas dali e, a pé, se aproximado da parada. A poucos metros da vítima, começou a atirar. Oliveira não teve tempo para reagir. Foi atingido nas costas, na cabeça e no peito.

Com antecedentes por tráfico e porte ilegal de arma, ele estaria morando na Vila Planaltina. Segundo a Brigada Militar, o rapaz estaria envolvido com roubos de veículos e tráfico, em concorrência com bandos da Vila Jardim. Em uma ocasião, há algumas semanas, supostos comparsas dele teriam trocado tiros com uma guarnição do 20º BPM.

Assassinatos podem estar relacionados

De acordo com a polícia, Oliveira estaria na parada esperando o ônibus para visitar o filho. De acordo com o delegado João Paulo de Abreu, da 3ª Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa, a violência que motivou a morte do homem pode ter começado na madrugada de ontem. Por volta da 1h, Peterson Carvalho, 22 anos, foi executado com oito tiros de pistola 9mm na Avenida Circular, Bairro Vila Jardim. Peterson estava havia um mês na rua, depois de ter sido preso por tráfico. Na madrugada, conversava com um parente quando um homem desceu de um carro, atirando contra ele.

– São crimes relacionados ao tráfico de drogas. Ainda estamos trabalhando para esclarecer se há relação direta entre eles – explica o delegado.

Postar um comentário