SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

sábado, 14 de dezembro de 2013

LADRÕES RENDEM GERENTE EM CASA


ZERO HORA 14 de dezembro de 2013 | N° 17644

FERNANDO GOETTEMS


BANCO ATACADO. Rendido quando jantava com amigos, funcionário do Banrisul ficou sob ameaça de bandidos à noite


O gerente de banco de um pequeno município no norte do Estado viveu momentos de terror nas mãos de bandidos na noite de quinta-feira e na manhã de ontem. Armados com fuzis e pistolas, quatro homens renderam o gerente do Banrisul de Seberi e assaltaram a agência. Já são 42 ataques semelhantes desde janeiro (ocorrem apenas oito em 2012), maior índice dos últimos seis anos.

Ele só ficou livre dos criminosos na manhã de ontem. Por volta das 8h, os bandidos entraram com o gerente feito como refém na agência e roubaram do cofre uma quantia em dinheiro. Em depoimento, ele relatou que os bandidos chegaram a amarrar explosivos em seu corpo antes de entrar na agência. Após a ação, o bando fugiu sem levantar suspeitas. O valor do roubo não foi informado.

Os assaltantes teriam esperado até por volta das 10h na agência para abrir o cofre, segundo a Brigada Militar. À medida que os funcionários chegavam para trabalhar, também eram rendidos e amarrados em uma sala. Os bandidos fugiram em um Onix branco, com placas de Porto Alegre, pela BR-386 e o carro foi abandonado a cerca de cinco quilômetros da cidade. Um automóvel vermelho, não identificado, foi utilizado na sequência da fuga.

Brigada faz cerco, mas bando consegue fugir

De acordo com a Polícia Civil, o gerente do banco foi feito refém no município de Erval Seco, distante cerca de 17 quilômetros de Seberi, quando jantava na casa de amigos. Em depoimento, ele relatou que dois homens entraram na residência e o renderam junto com dois amigos. Os três passaram a noite como reféns. Pela manhã, o gerente foi levado ao banco, enquanto os outros dois reféns foram levados para um local afastado da cidade.

Na ação, apenas dois homens teriam entrado na agência e os outros dois esperaram em um veículo, do lado de fora. Somente as pistolas teriam sido utilizadas no crime, para não chamar a atenção, de acordo com o delegado Cleomar Ferzola Corrêa, que investiga o caso.

A Brigada Militar fez um cerco nas saídas que dão acesso às regiões de Palmeira das Missões, Nonoai e Tenente Portela, mas até o fim da tarde de ontem ninguém havia sido preso. Ataques com refém



“Novatos eles não são”, diz delegado


Para o delegado que investiga o caso, Cleomar Ferzola Corrêa, os bandidos que realizaram o assalto a banco em Seberi, têm experiência neste tipo de crime.

– Provavelmente, o gerente já estava sendo monitorado pelos assaltantes. Pela tranquilidade deles durante a execução do crime, novatos não são. Demonstraram ter experiência neste tipo de ação – afirma o delegado.

Uma perícia foi feita na agência bancária e na casa onde o gerente e amigos foram mantidos reféns, em busca de digitais e elementos que ajudem na identificação dos suspeitos. O laudo da perícia pode sair ainda na próxima semana.

– Temos uma relação de suspeitos que praticam este tipo de crime no Estado. A partir das digitais, poderemos cruzar os dados para chegar até os assaltantes – complementa.
Postar um comentário