SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

terça-feira, 7 de janeiro de 2014

BALA PERDIDA


ZERO HORA 07 de janeiro de 2014 | N° 17666


ALVORADA. Jovem morre em parada de ônibus



Um tiroteio entre duas duplas de motoqueiros e ocupantes de um carro branco seria a explicação para a morte de uma jovem de 24 anos.

Graziele Dias Leite Kaffek, que estava em uma parada de ônibus próximo ao local do tiroteio, foi atingida na cabeça por um dos disparos e morreu no local.

Foi o primeiro caso de vítima por bala perdida ocorrido na Região Metropolitana este ano.

Até a tarde de ontem, os policiais da Delegacia de Homicídios de Alvorada ainda não tinham informações detalhadas sobre o que tinha ocorrido na noite de domingo, na Rua Wenceslau Escobar, bairro Aparecida. Após sair da casa do namorado, Graziele foi até a parada de ônibus. Pouco antes das 23h30min, ela ainda aguardava o ônibus, quando teria começado um tiroteio entre duas gangues.

De dentro de um carro branco, homens dispararam contra duas duplas que estavam em duas motocicletas. Eles reagiram, atirando também. Um dos tiros atingiu Graziele na cabeça. A jovem morreu na hora. Esta é a principal hipótese investigada, mas o titular da Homicídios, delegado Maurício Barison Barcellos, destaca uma outra possibilidade.

– No relatório da madrugada, há ainda informação de que os disparos pudessem ter sido feitos a esmo, por um adolescente. Vamos investigar – complementou o delegado.
Postar um comentário