SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

OPERAÇÃO NA LAPA COM 35 DETIDOS


Primeiro dia da Operação Lapa Presente termina com 35 detidos. Iniciativa vai policiar o bairro, todos os dias, das 21h30m às 5h

FÁBIO TEIXEIRA
WALESKA BORGES
O GLOBO
Atualizado:2/01/14 - 9h03

Operação Lapa Presente começou nesta quarta-feira Marcos Tristão / Agência O Globo


RIO - O primeiro dia da Operação Lapa Presente, da Polícia Militar, terminou com 35 pessoas detidas. De acordo com o balanço divulgado pela coordenação da ação, que terminou por volta das 5h30m desta quinta-feira, entre os detidos estavam dois foragidos da Justiça. Todos foram levados para a 5ª DP (Gomes Freire). Uma Van itinerante, que funciona como escritório da operação, atendeu 12 pessoas na região.

Ainda de acordo com o balanço da ação, 26 moradores de rua foram acolhidos, um deles era menor. Duas motocicletas foram apreendidas com documentação irregular. Um dos motoristas estava sem a carteira de habilitação. A ação recebeu 18 ligações para denúncias e sugestões pelos telefones: 97954-2424 e 979542525. O serviço funciona entre 21h30m e 5h30m. Não é necessário se identificar.

A operação começou após recentes crimes cometidos na região. O objetivo da Lapa Presente é reforçar o policiamento no bairro todos os dias, entre 21h30m e 5h30m. O major Rodrigo Cereser comemorou o resultado e a relativa calma do primeiro dia da operação na Lapa, que estava com poucos frequentadores.

- Chegamos em um dia mais fácil, em que não há grandes eventos na Lapa. Quinta, sexta e sábado deve ser mais agitado - disse o militar.

Os 123 agentes do governo do estado destacados para a operação foram distribuídos pelo local fazendo as rondas. Eles usaram 11 viaturas e percorreram o bairro a pé e de 24 bicicletas. Os agentes atuaram em trios, sendo cada grupo formado por dois PMs e um agente da Secretária de Estado, que filmou todas as abordagens e ações dos policiais.

De acordo com o major, a iniciativa de filmagem foi inspirada pela Lei Seca. Com a ação, deverá ser facilitada a comprovação de crimes cometidos por pessoas abordadas pelos PMs. As imagens estarão à disposição da Justiça, em caso de necessidade.

- É uma forma de defesa do estado nas abordagens ao morador ou frequentador da Lapa. É uma forma também de auditar os agentes do Lapa Presente durante a operação - explicou o major.

Alguns pontos da Lapa, onde há maior incidência de crimes, terão viaturas fixas durante toda a noite. Ele ressalta que certos locais terão prioridade, como as imediações da Escadaria Selaron.

- Nós sabemos que esta é uma área com consumo e venda de drogas muito grande. Também tem muito roubo e furto a pedestres, então os agentes estão orientados a procurar por crimes deste tipo.

Em outros locais, a atenção será voltada para coibir a ação de flanelinhas.

Van-escritório e telefones pegarão denúncias

Na Praça Cardeal Câmara ficará uma van-escritório, para receber denúncias de moradores e frequentadores da Lapa. Além disso, o Lapa Presente irá receber denúncias anônimas pelos números 97954-2424 e 97954-2525. O acolhimento de moradores de rua ocorrerá diariamente.

Postar um comentário