SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

REVISÃO ESTATÍSTICA DE CRIMES DESCOBRE 459 ROUBOS

FOLHA.COM 08/01/2014 - 03h15

Governo de SP revê estatísticas de crimes e 'descobre' 459 roubos

GIBA BERGAMIM JR.
DE SÃO PAULO




Após identificar erros nas estatísticas sobre crimes publicadas em 25 de dezembro, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo registrou 281 roubos a mais na capital paulista em novembro de 2013 e outros 178 no mesmo mês de 2012. Nos dois meses, são 459 novos crimes.

Os novos casos representam 2% dos 8,4 mil roubos de novembro de 2012 e 3% dos 10,2 mil registros de novembro de 2013 –sexto mês seguido em que houve crescimento.

Os números são residuais e alteram ligeiramente o percentual de aumento dos roubos em toda a cidade –em vez de 19,6%, o correto é 20%.

As incorreções foram detectadas após questionamentos, no dia seguinte à divulgação, feitos pela Folha, que apontou problemas como distritos policiais com apenas um caso –o de Sapopemba (zona leste)– ou alta surpreendente de até 15.400 % –o dos Jardins (zona oeste).

Na noite de anteontem, as informações foram atualizadas no site da pasta.

Foram corrigidas estatísticas de 5 dos 93 distritos policias da cidade. A pedido da reportagem, a pasta está analisando dados de outras delegacias.

A correção trouxe, porém, mudanças significativas nos dados de alguns distritos.


Editoria de Arte/Folhapress



No de Sapopemba, o índice havia apresentado inicialmente queda quase total dos roubos (99%) na comparação entre os dois novembros. Agora, a diminuição foi menor: 38%.

Discrepâncias na comparação entre os dois meses também levaram à revisão de dados de novembro de 2012 em dois distritos: Jardins e Jardim Taboão.
eficiência nos dados

Em nota, a Secretaria da Segurança informou que os dados são "revistos constantemente, tanto para prevenir quanto para consertar erros".

De acordo com a pasta, em julho foi criada a Câmara Técnica de Análise de Estatísticas, formada por especialistas ligados a universidades, entidades civis e polícias Civil e Militar.

"A Câmara visa definir parâmetros de uso das estatísticas e correções metodológicas para melhorar a eficiência de coleta e uso dos dados", diz o texto.
unidades policiais

Integrante do grupo, Renato Sérgio de Lima, consultor do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, diz que erros podem ocorrer, já que há cerca de 1.500 unidades policiais onde se registram os dados.

"É necessário capacitar melhor os profissionais e modernizar os sistemas, com auditorias mais robustas."

Para ele, não se deve descartar eventuais manipulações de profissionais.

Para o conselheiro do Fórum Flávio Sapori, os erros são específicos. "É importante que o governo reconheça os erros e os corrija. Mas me parece que dizem respeito à inserção dos dados no sistema, não de manipulação."

Segundo a pasta, a Coordenadoria de Análise e Planejamento, responsável pelos dados, faz testes para aprimorar a coleta de dados.
Postar um comentário