SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

TIROS, PERSEGUIÇÃO E DINAMITE

ZERO HORA 02 de janeiro de 2014 | N° 17661

CARLOS WAGNER


PORTO ALEGRE - ATAQUE FRUSTRADO

Tiros, perseguição e dinamite na Capital

Polícia suspeita de que explosivo em poder de motoqueiros seria usado para arrombar caixas eletrônicos



Após trocar tiros com dois homens em uma moto, na zona norte de Porto Alegre, policiais do 20º Batalhão da Polícia Militar apreenderam dinamite pronta para ser detonada. A polícia investiga a hipótese de que o artefato fosse empregado na explosão de caixas eletrônicos. Cerca de duas horas depois da apreensão, o Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate), com auxilio de um braço robô, explodiu o artefato.

Osoldado Willian Dutra e outros dois colegas patrulhavam a Avenida Sertório (sentido bairro /Centro), praticamente vazia às 7h, quando perceberam, no sentido contrário, a aproximação de uma moto. No momento em que o veículo passou pela viatura, os soldados foram surpreendidos.

– Uma quadra depois de cruzarmos a Assis Brasil, vimos a moto. Para nossa surpresa, um deles disparou contra a viatura – conta Dutra.

Logo depois do tiro, a viatura deu meia volta e partiu na perseguição da dupla. Dutra acredita que o carona tenha efetuado cinco disparos de revólver calibre .38. Outra viatura, também do 20º BPM, reforçou a operação. No cruzamento da Sertório com a Avenida Baltazar de Oliveira Garcia, um tiro disparado pelos brigadianos feriu no ombro o caroneiro da moto, Anderson Bittencourt da Silva, 26 anos. O piloto Ezequiel Silva do Amaral, 27 anos, perdeu o controle e bateu em uma cerca.

– Foi tudo muito rápido – descreveu o soldado Marcelo Wrague, um dos tripulantes do carro patrulha que foi em apoio à perseguição.

No bolso de Silva, foi encontrada uma dinamite pronta para ser usada.

Eles alegaram para os brigadianos que o explosivo seria usado contra um rival que mora na Vila São Borja, zona norte de Porto Alegre. Os policiais acreditam que o artefato seria empregado em ataque a caixas eletrônicos.


Investigadores do Deic vão interrogar a dupla

Até encontrar a dinamite no bolso de Anderson Bittencourt da Silva, os policiais acreditavam que estavam diante de uma ocorrência comum. A descoberta do explosivo, porém, mudou o cenário. Integrantes do Gate explodiram o artefato.

– O explosivo estava pronto para ser usado. Ele estava com pavio e tinha o poder de causar um estrago considerável em um raio de 20 metros – informou o tenente Francisco Braga Costa, do Gate.

A dinamite chamou a atenção do delegado Guilherme Wondracek, diretor do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic):

– Vamos mandar uma equipe nossa (Delegacia de Roubos) falar com a dupla.

No último domingo, uma agência do Banrisul, na Avenida Carlos Gomes, teve os caixas eletrônicos explodidos.

A Polícia Federal (PF) também está interessada no assunto. Os agentes da PF investigam a explosão dos caixas eletrônicos da Caixa Econômica Federal na esquina das ruas Vicente da Fontoura e São Francisco, há duas semanas. Até as duas explosões, este tipo de ataque acontecia mais em cidades do interior do Estado. O grupo que está agindo em Porto Alegre é desconhecido dos policiais, e o episódio que aconteceu na manhã de ontem pode ser uma importante pista para esclarecer o assunto.

Os dois presos foram medicados na emergência do Hospital Cristo Redentor e levados para o plantão policial do Departamento Estadual de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). O delegado Airton Martins Júnior autuou em flagrante a dupla por tentativa de homicídio, posse de arma (um revólver calibre 38 e uma garrucha).
Postar um comentário