SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

sábado, 15 de fevereiro de 2014

ASSASSINADO JORNALISTA QUE DENUNCIAVA PREFEITURAS

ZERO HORA - 15 de fevereiro de 2014 | N° 17705

LIBERDADE DE EXPRESSÃO
ANJ repudia assassinato de jornalista


A Associação Nacional de Jornais (ANJ) divulgou ontem uma nota de repúdio ao assassinato do jornalista Pedro Palma, ocorrido na noite de quinta-feira em Miguel Pereira (RJ). Palma era proprietário do jornal Panorama Regional, que vinha denunciando irregularidades em prefeituras da região.

O crime ocorreu em frente à casa da vítima. O jornalista morreu na hora. Os atiradores fugiram de moto.

A nota assinada por Francisco Mesquita Neto, responsável pelo Comitê de Liberdade de Expressão da ANJ, lembra que a morte de Palma é a terceira envolvendo profissionais de imprensa nesta semana.

Segundo o documento da ANJ, “tais fatos, além da cruel perda de vidas humanas e de sofrimentos às famílias dos profissionais, se impunes, representam grave ameaça à liberdade de expressão e à vigência da democracia no país.”


G1 14/02/2014 09h58

Jornalista é assassinado a tiros na porta de casa, em Miguel Pereira, RJ. Vítima é Pedro Palma, dono do jornal Panorama Regional, diz PM. Crime foi na Rua Dona Carola, no distrito Governador Portela.

Do G1 Sul do Rio e Costa Verde




Casa do jornalista no distrito de Governador Portela
(Foto: Cibele Moreira/TV Rio Sul)

O jornalista Pedro Palma, de 47 anos, foi assassinado a tiros na noite desta quinta-feira (13), em Miguel Pereira, no Sul do Rio de Janeiro. De acordo com a Polícia Militar, ele foi atingido por três disparos em frente à casa dele, na Rua Dona Carola, no distrito Governador Portela, e morreu na hora.

Ainda segundo a PM, os disparos foram feitos por uma dupla que passou em uma moto, mas não havia informações sobre a identidade dos homens até a publicação desta reportagem. Agentes disseram que o crime foi testemunhado pela filha do jornalista.

A Polícia Militar informou que Pedro era o dono do jornal impresso Panorama Regional, que circula em Miguel Pereira, Paty do Alferes, Vassouras, Mendes, Engenheiro Paulo de Frontin, Barra do Piraí, Piraí, Valença, Paracambi e Paraíba do Sul.

Até a publicação desta reportagem, agentes da PM estavam no local aguardando a chegada da perícia. O corpo será encaminhado ao Instituto Médico Legal de Barra do Piraí (RJ).




Jornalista é assassinado a tiros na porta de casa em Miguel Pereira

NOTIBRAS. Publicado em 14/02/2014 por Redação Rio de Janeiro 




O jornalista Pedro Palma, de 47 anos, foi assassinado a tiros na noite desta quinta-feira (13), em Miguel Pereira, no Sul do Rio de Janeiro. De acordo com a Polícia Militar, ele foi atingido por três disparos em frente à casa dele, na Rua Dona Carola, no distrito Governador Portela.

Ainda segundo a PM, Pedro era o dono do jornal impresso Panorama Regional, que circula em Miguel Pereira, Paty do Alferes, Vassouras, Mendes, Engenheiro Paulo de Frontin, Barra do Piraí, Piraí, Valença, Paracambi e Paraíba do Sul. Agentes da PM estão no local aguardando a chegada da perícia.

Postar um comentário