SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

COMERCIANTE É EXECUTADA AO REAGIR À ASSALTO



ZERO HORA 04 de fevereiro de 2014 | N° 17694

MICHELI AGUIAR

REAÇÃO FATAL. Comerciante morre na frente da família

Mulher de 48 anos foi alvejada quando assaltantes invadiram estabelecimento



A comerciante Benilde Iria Stulp Vogt, 48 anos, foi assassinada ontem após reagir a uma tentativa de assalto no início da manhã de ontem, em Novo Hamburgo, no Vale do Sinos. O marido dela, Canisio Vogt, 48 anos, e um filho do casal, Maico Júnior Vogt, 26 anos, que brigaram com os bandidos, presenciaram o assassinato. Eles ficaram feridos, mas não correm risco de morrer.

Ocrime aconteceu na Rua do Bosque, no bairro Boa Saúde, onde funciona a distribuidora de alimentos da família. Por volta das 7h, Benilde foi rendida ao abrir a porta da empresa para um funcionário. Os três assaltantes estavam armados com pistolas. Ao ouvirem os gritos, pai e filho reagiram e começaram a lutar com os bandidos.

– Meu tio conseguiu imobilizar um deles quando foi alvejado com um tiro na perna. O meu primo levou socos e coronhadas na cabeça e a minha tia, que ainda estava na porta da empresa, levou um único tiro no peito, que foi fatal. Ela morreu ali mesmo – conta a sobrinha de Benilde, Janaína Vogt.

Uma vizinha da empresa e mãe de um funcionário presenciou as cenas finais do assalto. Segundo a mulher, teriam sido disparado três tiros.

– Eu fiquei desesperada. Não entendi o que estava acontecendo. Quando eu vi estava todo mundo gritando, pedindo socorro. Meu filho só não sofreu nada porque ele não reagiu – diz a mulher que viu três homens correndo e entrando dentro de um carro preto.

Com a reação da família e a consequente frustração do assalto, os bandidos deixaram no local boné, óculos escuro e um pente de balas de uma pistola calibre .380 milímetros, que podem ajudar na eventual identificação dos envolvidos.

Ontem, funcionários iriam colocar 20 mil quilos de alimentos perecíveis, como queijos e carnes, da câmara fria da empresa, que estava inoperante, para um caminhão refrigerado.

– A família disse que o veículo usado no assalto foi visto durante a tarde e a noite (de domingo) rondando o local. Isso já nos dá ideia de que eles estavam planejando algo – afirma o chefe interino de Investigação da 1ª Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento de Novo Hamburgo, José Urbano Lourenço.

Natural de Itapiranga, em Santa Catarina, Benilde será sepultada às 11h de hoje.

– A minha tia era uma mulher maravilhosa. Fazia de tudo pela gente, pelos filhos. Ela não merecia isso – afirma a sobrinha Janaína.


Falta de luz prejudica investigação

A falta de luz no bairro Boa Saúde não permitirá que a polícia use as imagens de segurança das empresas próximas ao local. O que é uma grande perda, conforme o policial José Urbano Lourenço, pois para chegar ao endereço há apenas duas ruas e ambas contam com monitoramento por parte de duas empresas locais.

– Infelizmente, sem luz as câmeras não estavam gravando e isso nos prejudica – lamentou o responsável pelas investigações.

Conforme informações preliminares, os três bandidos estariam vestidos com roupas e coletes pretos e se identificaram para o funcionário rendido com sendo da polícia. Um quarto homem teria ficado dentro do carro, o que facilitou a fuga.

O crime que vitimou Benilde está em alta no Estado. Roubos com morte cresceram 21,9% no ano passado ante 2012, conforme números da criminalidade divulgados pela Secretaria da Segurança Pública, na semana passada.

Abalados, o marido e um dos filhos da vítima foram sedados ontem após o crime. Eles deverão ser ouvidos pela polícia apenas amanhã.
Postar um comentário