SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

domingo, 9 de março de 2014

ASSALTO COM REFÉM TERMINA COM MORTE DO BANDIDO DENTRO DA VIATURA POLICIAL

ZERO HORA 09/03/2014 | 15h39

MICHELI AGUIAR

Tentativa de assalto acaba com refém e morte de bandido dentro de viatura da Brigada.  Assaltantes e a polícia trocaram tiros em frente a um restaurante no centro de São Leopoldo



Um dos assaltantes foi morto na troca de tiros com a Brigada MilitarFoto: Charles Dias / Especial


Uma tentativa de assalto frustrada acabou com um bandido morto e outro ferido, em São Leopoldo, no Vale do Sinos. Um terceiro homem, que estava com o veículo usado pelo trio, conseguiu fugir.

Conforme o tenente-coronel José Nilo Correa Alves, do 25° Batalhão de Polícia Militar, os dois assaltantes invadiram o restaurante Galeto e Companhia, na Rua Osvaldo Aranha, por volta das 14h deste domingo e renderam funcionários e clientes.

Um dos funcionários conseguiu avisar a Brigada Militar, que chegou ao local no momento exato em que os bandidos saíam do restaurante. Ao perceber a presença da polícia, outro comparsa, que estaria em um veículo i30, fugiu deixando os dois criminosos para trás.

No momento em que a dupla percebeu estar sem possibilidade de fuga e de frente com soldados da BM, fez um cliente refém e dirigiu-se à viatura da polícia para efetuar a fuga. Foi nesta hora que os policiais reagiram e balearam os assaltantes.

Um deles morreu dentro da viatura, mas ainda não foi identificado, pois não portava nenhum documento de identificação.O outro assaltante, identificado como Eliseu Pompeu Gomes, foi atingido por tiros no braço e nas costas. Ele é acusado da morte do ex-secretário de Saúde de Porto Alegre e ex-vice-prefeito da Capital Eliseu Santos. Gomes foi encaminhado ao Hospital Centenário, em São Leopoldo, e não corre risco de morrer.

O local está isolado para a perícia. Conforme o tenente-coronel Carlos Armindo Thomé Marques, que responde pelo Comando Regional de Policiamento Ostensivo do Vale do Sinos, os bandidos estavam fortemente armados. Foram apreendidos um revólver calibre 38 e uma pistola 9 milímetros.

— Não foi um assalto casual a restaurante. Eles vieram com o intuito planejado de assaltar a galeteria, tinham veiculo de apoio, armamento pesado. O indivíduo que morreu tinha uma pistola 9 milímetros engatilhada. A guarnição reagiu no momento correto — afirma Marques.





"Foi pior do que cena de cinema", afirma vizinha de restaurante assaltado em São Leopoldo
Criança de três anos presenciou o confronto da polícia contra os bandidos





O filho de três anos da operadora de telemarketing Fernanda Rieth, 25 anos, olhava pela janela a movimentação tranquila da Rua Osvaldo Aranha, no centro de São Leopoldo, no Vale do Sinos, quando a diversão do menino foi interrompida por gritos e barulhos de tiros. Assustada, a criança saiu correndo e chamando pela mãe.

– Nunca tinha visto algo assim – afirma a jovem, que é vizinha do restaurante Galeto e Companhia assaltado no início da tarde deste domingo.

O tiroteio presenciado pela criança aconteceu depois que dois bandidos tentaram fugir do estabelecimento e foram surpreendidos pela Brigada Militar (BM). A ação, no entanto, tinha sido tranquila até o momento em que os assaltantes e a polícia se encontraram.

Conforme uma das funcionárias, grávida de cinco meses, os bandidos estavam tranquilos e não agrediram ninguém.

– Eles levaram a gente para os fundos do restaurante e a gente só saiu de lá quando a polícia chegou – conta.

Um dos funcionários do estabelecimento conseguiu acionar a BM, que chegou no local quando Ederson Rutkoski de Oliveira, 30 anos, e Eliseu Pompeu Gomes, 26 anos, estavam fugindo.

Acuados, pois o comparsa que dirigia o veículo usado na ação já havia fugido, os bandidos fizeram o proprietário do restaurante, Flávio Schmem, refém. A esposa do comerciante, Ana Schmem, garante que até esse momento estava tranquila, mas ao ver o marido com uma arma apontada para a cabeça se desesperou.

– Passa um filme pela cabeça da gente. Eu não sabia o que fazer, meu coração foi parar na boca.

Os bandidos logo liberam o comerciante, que não ficou ferido. Policiais e populares também não ficaram feridos na ação. Já os assaltantes não se deram bem. Ederson foi alvejado com três tiros no tórax e morreu dentro da viatura. Já Eliseu, saiu em corrida pela rua e foi atingido por três tiros, dois nas costas e um no braço direito. Ele está internado sob custódia da polícia no Hospital Centenário de São Leopoldo.




Postar um comentário