SEGURANÇA PÚBLICA - CONCEITO E OBJETIVO

No Sistema de Justiça Criminal, cada poder tem funções que interagem, complementam e dão continuidade ao esforço do outro na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. A eficácia do sistema depende da harmonia e comprometimento dos Poderes de Estado em garantir a paz social. O Sistema de Justiça Criminal envolve leis claras e objetivas, prevenção de delitos, contenção, investigação, perícia, denuncia, defesa, processo legal, julgamento, sentença e a execução penal com objetivos e prioridades de reeducação, reintegração social e ressocialização do autor de ilicitudes. A finalidade do Sistema é garantir o direito da população à Justiça e à Segurança Pública, a celeridade dos processos e a supremacia do interesse público em que a justiça, a vida, a saúde, o patrimônio e o bem-estar das pessoas e comunidades são prioridades.

domingo, 16 de março de 2014

PERSEGUIÇÃO DEIXA 2 MORTOS E UM FERIDO NO INTERIOR DO RS

ZERO HORA ONLINE 16/03/2014 | 13h45

Perseguição deixa dois mortos e um ferido em Bento Gonçalves. Ocupantes de Fiorino teriam entrado em confronto com a BM



Jovens foram encontrados mortos no baú de veículoFoto: Felipe Machado / Radio Difusora


Uma perseguição da Brigada Militar (BM) terminou com dois mortos e um ferido por volta das 5h30min deste domingo, em Bento Gonçalves. A corporação ainda não se manifestou oficialmente sobre o caso.

Uma das versões é de que policiais militares tentaram abordar o grupo em uma Fiorino e foram recebidos a tiros. Houve confronto e o veículo foi encontrado no pátio de uma casa no bairro Fátima. Dois morreram dentro do carro e um terceiro foi levado para o Hospital Tacchini, onde foi liberado pouco depois. A BM apresentou um revólver que supostamente estava com o grupo.

Os mortos foram identificados como Anderson Styburski, 16 anos, e Danúbio Cruz da Costa, 20, moradores do bairro Fátima, antigo Santa Helena.A Fiorino era conduzida por Tiago de Paula, 18. Um adolescente de 15 anos também estava no veículo.

A turma voltava de uma festa em uma chácara na Linha Alcântara, interior de Bento. Já na zona urbana, PMs em uma viatura ordenaram a parada da Fiorino. Tiago não obedeceu e fugiu. Segundo familiares, o rapaz tomou essa decisão porque havia consumido bebida alcóolica e ficou com medo de perder a carteira de habilitação.

A perseguição durou aproximadamente quatro quilômetros. No meio do trajeto, um dos ocupantes da Fiorino teria atirado contra a viatura. Os policiais revidaram a tiros. As balas atingiram o baú do veículo, onde estavam Anderson e Danúbio. Tiago dirigiu até o bairro Fátima e parou no pátio da casa do adolescente de 15 anos. Em seguida, os policiais chegaram.

Anderson e Danúbio morreram antes de receber socorro. Tiago levou tiros de raspão e o outro adolescente nada sofreu. A notícia da morte circulou pelo bairro e dezenas de pessoas cercaram a moradia. A BM precisou chamar reforços para conter os ânimos. Tiros de espingarda foram disparados para o alto.

Os familiares das vítimas rechaçam a possibilidade do grupo estar armado.

— Eles voltavam de uma festa entre amigos. Não tinham o perfil de andarem com uma arma. A polícia atirou sem chance de defesa — criticou Douglas da Costa, 29, irmão de Danúbio.

O delegado plantonista Polícia Civil Clóvis Rodrigues de Souza disse que estão sendo reunidos elementos para elaborar a ocorrência.

— Houve a apresentação de uma revólver que estaria com o grupo. Mas está tudo muito confuso. Ainda não temos como informar o que realmente aconteceu — disse Clóvis.

As duas vítimas e outros jovens envolvidos na ocorrência moravam no bairro Fátima.

Postar um comentário